Vá de Sedex :: Siga pelo Email

segunda-feira, 22 de junho de 2020

[Santuário: Conectado] Falece Joel Schumacher, o diretor da cinessérie Batman e Um Dia de Fúria




Joel Schumacher,  diretor que obteve trabalhos controversos mas que também dirigiu obras icônicas para a cultura pop, se despediu nesta manhã de Segunda-Feira em Nova Iorque aos 80 anos após um ano de luta contra o câncer, segundo o site Variety

Em seu currículo de direção, estiveram 
O Primeiro Ano do Resto das Nossas Vidas (1985), Os Garotos Perdidos (1988), Um dia de Fúria (1993), Número 23 (2007), Tempo de Matar (1996), Batman Eternamente (1995) e Batman & Robin (1997).  

Schumacher foi lançado ao grande estrelato dos filmes de quadrinhos pelos seus dois filmes da cinessérie Batman, após substituir Tim Burton. Por se tratar de um personagem icônico que fez a sua marca na mídia audiovisual, as mudanças vistas em relação ao tom dos primeiros filmes acabaram por trazer um imenso barulho quanto as transformações drásticas. 

Batman Eternamente, sua estréia na direção de filmes do cruzado de capa, trouxe nomes como Val Kilmer, Tommy Lee Jones, Jim Carrey e Nicole Kidman. Arrecadou mais de U$$ 300,00 milhões ao redor do mundo. Um enorme sucesso em todo o mundo, superando o faturamento de Batman: O Retorno

Além de diretor, Schumacher era figurinista. Gay assumido, assumiu já ter feito sexo com mais de 20 mil homens.

George Clooney ainda admitiu, com certa ironia a Barbara Weaters, em  2006, que havia interpretado Batman como gay em Batman & RobinEm uma entrevista a MTV Brasil durante o lançamento do filme, Schumacher ainda brincou ao dizer que gostaria de fazer um quinto Batman com as batucadas do samba do Brasil. O filme ainda contou com Arnold Schwarzenegger como Sr. Frio e Uma Thurman como Hera Venenosa.


Eu seu trajeto como cineastra, Joel Shumacher já trabalhou com ótimos filmes voltados a crítica social. Entre eles: Tempo de Matar, impactante história adaptada (e pouco conhecida) dos livros de Jim Grisham (O Cliente), com Sandra Bullock, Matthew Mcconaughey e Samuel L. Jackson; e o cultuado Um Dia de Fúria, com Michael Douglas. Em 2007, arriscou o drama psicológico Numero 23, trazendo de volta o astro Jim Carrey. 

Após alguns anos desde Batman & Robin, Joel Schumacher retornava a direção em O Fantasma da Ópera (2004). Apesar das críticas mornas, o filme recebeu 3 indicações ao Oscar.  
  
Quando Joel Schumacher não se prendia às produtoras, o diretor trazia trabalhos geniais para o cinema moderno. Uma grande perda para a minha geração. Sem dúvida.

Deixo aqui a eterna memória.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...