Em Destaque

domingo, 27 de maio de 2012

[Santa Maratona! Batman..Ressurge] Batman - O Retorno (Dir. Tim Burton, 1992): Postagem Comemorativa para Colecionadores

NESTA POSTAGEM 
SANTA MARATONA! 
BATMAN..RESSURGE
ACOMPANHE ANTES DE ASSISTIR O ÚLTIMO FILME DA TRILOGIA DE CHRISTOPHER NOLAN: 
BATMAN: O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE

SESSÃO CRÍTICA
BATMAN: O RETORNO
REGRESSO ARREBATADOR


EXTRAS DE COLECIONADOR
O LEGADO DO FILME
DIZZONER THE PENGUIN/ HIZZONER THE PENGUIN
VÍDEOS
TRAILER 
GALERIA OFICIAL
GALERIA GRUPO BATMANIA
DA BAT COLEÇÃO - PARTE 2:
DVD BATMAN: O RETORNO - EDIÇÃO DE COLECIONADOR
FICHA TÉCNICA
SOBRE


SESSÃO CRÍTICA
BATMAN: O RETORNO

REGRESSO ARREBATADOR
Tim Burton expande o seu universo sobre o mítico Batman e cria uma continuação melhor em todos os sentidos


Para alguns, Batman é um herói que não matava nos quadrinhos. Engana-se. Nos quadrinhos de Frank Miller, uma versão ainda mais sombria do personagem, Batman não perdoava seus inimigos, ele matava se pra ele fosse necessário. Na adaptação de Tim Burton, esse lado sinistro do homem morcego foi capturado - como pode ser visto no resultado do confronto entre Coringa e Batman no filme anterior.

Michael Keaton retorna mais a vontade na pele de Bruce/ Batman. Como Batman, nota-se algumas tiradas do Cavaleiro das Trevas contra os inimigos - como se pode ver na cena em que Batman coloca de volta uma bomba amarrada num dos capangas do triangulo vermelho, liderados por Pinguim, e lhe dá um soco fazendo com que o fortão caia em um buraco e exploda.

A direção de arte ficou ainda melhor, mais luxuosa e com mais temática Natalina - com direito a neve. O preto e branco se tornam a marca do filme.
Selina Kylie (Michelle Pfeiffer), de secretária tímida, solitária, carente, por vezes acanhada e um pouco nerd se torna em uma mulher felina sem vergonha, independente e vingativa, na pele da Mulher-Gato. Une-se ao Pinguin (Danny De Vitto). Ela é o grande destaque do filme e nos faz até ficar deprimidos quando Batman vence e a mesma sai de cena - acaba que nós torcemos para que ela sempre volte.

Na história do filme, aprovada pelo próprio Bob Kane, Selina se transforma na Mulher Gato após ser jogada do alto do prédio em que trabalha pelo patrão Schrek.  Então é submetida a uma transformação através de um ritual felino promovido pela sua gata de criação. 


Daí surgem vários gatos (isso mesmo, todos agindo feito vampiros) e todos ficam mastigando partes de sua pele,  provocando algum tipo cruzamento do sangue entre eles e Selina. Não aprofundaram muito essa quimica para o filme não ficar parecendo ficção científica, mas deu pra se ter uma noção. 
Danny DeVito, ótimo na pele de Pinguim. Papel que poderia ter sido de Marlon Brando, mas Bob Kane dispensou duramente a idéia de Burton, dizendo que seria uma péssima idéia ver O Poderoso Corleone na pele de Pinguim. Será mesmo?

O empresário Max Schreck (Christopher Walken) encontra em Pinguim (DeVito) uma ótima oportunidade para manipular a política. Sua candidatura a prefeito é uma grande referência ao episódio da série televisiva dos anos 60 (Dizzoner The Penguim) considerado por muitos como um dos melhores.

É interessante a complexa relação amorosa entre os dois icônicos personagens principais, Bruce/ Batman e Selina/ Mulher-Gato, enquanto ambos tem de lidar com os seus interesses distintos e duelar com as suas identidades.

Mostra-se um passo mais melancólico para o Homem Morcego em sua arriscada vida muito além de uma luta contra o crime por vingança. Terá também de lidar com os sentimentos de perda e escolha. Nem que tenha de colocar a sua identidade secreta em risco.

E o climax é sensacional. A luta do Homem-Morcego contra um vilão rejeitado pela sociedade que quer se tornar aceito chega a lembrar e muito os clássicos filmes de monstros como King Kong.

Partindo dessa idéia, de humanizar heróis, antagonistas e vilões, Batman: O Retorno ainda é o melhor e mais exemplar filme do Morcegão. Pelo menos pra mim.

EXTRAS DE COLECIONADOR

O LEGADO DO FILME

Assim como no filme de 1989, campanhas promocionais para promover Batman vieram com força total, principalmente para promover o lançamento de Batman: O Retorno no Brasil, como essa promoção que você vê acima realizada pela Pepsi e outras empresas de refrigerantes (da minha coleção pessoal).
Foi também em 1992 que surgiu Batman: A Série Animada, com o famoso simbolo do uniforme visto nos dois filmes (o sol por trás da ilustração do morcego *Veja em [Santa Maratona! Batman..Ressurge] Batman (Dir. Tim Burton, 1989): Postagem Comemorativa para Colecionadores )  e a música principal composta por Danny Elfman - o mesmo compositor dos filmes de Tim Burton.

A primeira exibição da série no Brasil foi pelo canal SBT e posteriormente passou para a Rede Record. Se tornou vencedora de alguns Emmys (O Oscar da TV Americana). E para a alegria dos fãs, ganhou também um longa para o cinema chamado Batman: A Máscara do Fantasma em 1993 e posteriormente outros filmes para vídeo. A Série Animada durou um total de 3 temporadas com 85 episódios e só mudou o título em 94, para The Adventures Of Batman & Robin (Batman Volume II por aqui) nos episódios finais. Durou de 7 de Setembro de 1992 a 15 de Setembro de 1995.

Enquanto Tim Burton retornava a dirigir o universo cinematográfico de Batman, nos quadrinhos a DC iniciava a saga A Queda do Morcego. Essa maxisaga em quadrinhos também mencionava a Geração X: a ascenção da era Cyberpunk e que o fato de um Batman com armadura era como um videogame, muito mais legal e moderno.
O total arrecadado do filme foi de U$$ 266,8 milhões no mundo. E ficou em sexto lugar dentre as maiores bilheterias em 1992, desbancando filmes como Uma Equipe Muito Especial (filme de comédia sobre baseball que trazia um grande elenco de estrelas como Tom Hanks e a popstar Madonna) em sua estréia.
Batman: O Retorno foi lançado nos cinemas Brasileiros em 3 de Julho de 1992 e chegou às locadoras no dia 6 de Novembro.

DIZZONER THE PENGUIN/ HIZZONER THE PENGUIN

Veja o episódio da série televisiva dos anos 60 que é referida no filme.

VÍDEOS
FACE TO FACE - SIOUXIE AND THE BANSHEES

Videoclipe oficial do filme

SUPER FREAK - RICK JAMES

Música do filme que não está na trilha sonora (toca num trecho da cena do baile de Schreck, antes de Face To Face)

TRAILER

Um raro trailer extraído do VHS.

COMERCIAL DE TV - ESTRÉIA NOS CINEMAS: O GATO

COMERCIAL DE TV - ESTRÉIA NOS CINEMAS: O PINGUIM

COMERCIAL DE TV - ESTRÉIA NOS CINEMAS: O MORCEGO

SORTEIO PEPSI

CHAMADA PARA EXIBIÇÃO NA TV (SESSÃO DE SÁBADO - TV GLOBO)

COMERCIAL BRASILEIRO DE TV (EXIBIDO À NOITE) - ESTRÉIA NO CINEMA

O LANÇAMENTO DE BATMAN: O RETORNO, NO BRASIL
(A reação do público e da crítica)


GALERIA OFICIAL




GALERIA GRUPO BATMANIA
(AGRADECIMENTOS AO GRUPO)

















 








Onde Encontrá-los: Facebook YouTube Orkut


DVD EDIÇÃO DE COLECIONADOR: BATMAN - O RETORNO
Quando mais precisamos dele.. o Batman Retorna.
Robert Urich (19/12/46 - 16/04/02) - Apresentador

-Segundo o documentário dos Extras - O Morcego, O Pinguim e o Gato - até os pequenos detalhes tiveram a atenção de Michael e Burton em conjunto (como a cena em que Batman fala com Alfred ao telefone) e os instantes mais leves de descontração se tornaram uma pausa para os exaustivos 6 meses de filmagem.

Ele é um personagem muito estranho, porque ele gosta de permanecer nas sombras, ele tem uma dupla personalidade.  Ele é bastante reservado e tem conflitos. Então, no primeiro filme, acho que realmente exploramos isso e no final, acho que realmente conseguimos isso e eu acho que o Michael concorda. (Keaton diz: - Acho que estamos mais a vontade)
Mais a vontade para pegarmos essa base e talvez explorá-la um pouco mais. 
Tim Burton - Diretor

É divertido interpretar um personagem tão significativo e heróico. Eu achei que isso ia ser muito fácil. Pois o Tim e eu conversamos sobre isso. Achamos que estava tudo alinhavado. O que eu fazia, o que eu não fazia. O que eu precisava e não precisava fazer.  O que era melhor eu não fazer. 


Nós achamos: - Isso vai ser fácil. Vai ser um desses onde você aparece, se vira, borrifa um pouco de suor no rosto como se tivesse surrado cinco caras e vai pra casa. 


De fato, de vários modos, foi mais difícil porque me vi fazendo uma imitação de mim mesmo. O que era, em primeiro lugar, impossível e além disso muito estranho. 


Então eu parei com aquilo e disse: - Não, você só tem que se abrir e confiar como se fosse a primeira vez que o personagem está lá.  
Michael Keaton - O Morcego  

Na verdade é muito mais complicado do que eu teria imaginado. E minhas garras ficavam prendendo em tudo. 
Michelle Pffeifer - O Gato

Michele levou tempo para se acostumar ao uniforme da personagem. Segundo ela: - Na primeira vez que eu coloquei a roupa eu falei: - Não consigo andar, não consigo respirar, não consigo ouvir, não consigo interpretar assim. E foi assim que me senti. Desabafa irônicamente sobre a roupa de borracha.

Nunca havia trabalhado num filme tão grandioso. Eu estava entusiasmado.
Danny DeVito - O Pinguim

Segundo Burton, Pinguim não tinha origem (era só um cara com cartola e charuto) e partiu daí a idéia de fazer uma história sobre a busca do personagem atrás de sua verdadeira identidade.

Nos quadrinhos eu achei que o personagem tinha a menor base psicológica. Para mim era mais um homem de aparência estranha. Mas estamos tornando-o o Pinguim 
Tim Burton - Diretor

No filme, o Pinguim é um ser que foi abandonado cruelmente pelos seus pais ainda criança -devido a aparência estranha - e jogado ao rio, passando a viver nos esgotos.

O Tim criou o seu próprio mundo para este filme. Não usamos nada do mundo real. Tudo acontece no planeta de Gotham City. Esqueci meus problemas por duas horas e me diverti muito. 
Denise Di Novi - Produtora

Para associar o efeito de milhares de Pinguins em cena, foi criado répicas mecânicas deles. A ajuda veio do mestre da maquiagem, Sam Winston (criador dos efeitos de Aliens: O Resgate e O Exterminador do Futuro 2), a pedido de Tim Burton. Os estúdios tiveram que ser resfriados a 7,10 graus para sustentar os Pinguins reais - que já estavam treinados e a vontade para atuar. Quando chegavamos aonde queriam, cada um ganhava um peixe - revela um treinador da produção, Gary Gero.

Atraves do desenho do diretor Tim Burton se criou o Pinguim do filme (como visto também em Os Vilões: Pinguim). 

Artes de Gotham City para o filme.

O visual de Batman em 89 (à esquerda) e de Batman: O Retorno (à direita)


- Em Suave Sexy e Sinistro - O Guarda Roupa de Batman: O Retorno, testemunhamos que os produtores apreciavam, assim como todos nós, a arte do primeiro filme. E eles reconheciam que não poderiam continuar mas se diferenciar. Sendo assim, eles queriam expandir.
Na construção da armadura de Batman, o visual mais relativo a anatomia humana cedeu espaço para um visual sofisticado - aquele que eles descrevem como um estilo Art Deco.

Bob Ringwood (Figurinista) diz que buscou artes mecânicas, como locomotivas e toca discos, coisas de construção aerodinâmica por exemplo, coisas sem sentido como ele afirma, para dar uma idéia do que fazer com o visual que iria trazer a nova armadura de Batman. Tim Burton, queria algo semelhante à estátua do Oscar - segundo Burnham. 
No segundo não tinhamos um luxo que tinhamos no primeiro, que era tempo. É claro, tinhamos mais dinheiro pois a coisa já estava estabelecida como um sucesso. 
Vin Burnham - Supervisora de figurino

Nós paramos e nos olhamos um pro outro, fantasiados, e pensamos; - Ridículo, engraçado e muito divertido.
Michael Keaton - O Batman


-Em Vilões: Mulher-Gato, Michele Pfeiffer e os produtores falam sobre a definição da personagem.


Ela não é uma vilã no sentido diabólico, ela não é uma assassina, ela não quer se vingar de algo em especial. Ela representa na verdadade, a anarquia de tirar do homem de alguma forma. 
Alex Ross - quadrinista/ pintor de quadrinhos

Quis criar uma vilã pois a maior parte dos vilões eram homens. Então criei a Mulher-Gato a imagem de uma mulher para um público feminino. Sendo assim, teríamos um público masculino e feminino.
Bob Kane - O criador

As duas primeiras aparições de Mulher-Gato foi com uma máscara de.. Gato. Antes de mostrar o rosto no visual que ficou famoso por décadas.

-Em Heróis: Alfred, o ator Michael Gough (intérprete) e convidados comentam sobre o personagem.

Michael Gough assume que para fazer Alfred, se baseou nele mesmo e em um mordomo que conheceu.

Algo de Alfred que nunca aparece nos filmes, que ele era ótimo nas revistas, era que ele é um cirurgião de guerra. Ele era um cara que na guerra, dava pontos nas pessoas, como médico. Então, quando o Batman volta depois de apanhar muito uma noite, Alfred cuida dele.  E isso não aparece muito nos filmes.
 Kevin Smith - Cineastra



um assistente de produção dispara o turbinador do batmóvel, que se desfaz assumindo uma outra forma - como visto no filme.

Em Morcegos, Acabamentos Matte e Cavaleiros Negros: Os Efeitos Especiais de Batman: O Retorno, testemunhamos como são construídos efeitos visuais do filme. Tudo era questão de truques de camera com o uso de maquetes e robôs fabricados, além dos efeitos gerados por computador. Pois é, nada do sedentarismo da geração digital, era todo mundo colocando a mão na massa praticamente.

Segundo Michael Fink, Batman: O Retorno teria sido, provávelmente, a primeira produção a reproduzir animais em computação gráfica dentro de um filme com atores.

Após o final do filme, depois de desmontar todo o escritório (e antes de apagar as luzes), Michael Fink ( supervisor de efeitos especiais) recebeu uma ligação do estúdio informando que estavam precisando acrescentar mais três tomadas ao final do filme. Fink, com o auxilio de outro supervisor de efeitos visuais, Craig Barron, teve que trabalhar com a última aparição da Mulher-Gato no final do filme, olhando para o Batsinal, em 9 dias (a cena que se inicia atrás do batmóvel e vai subindo o prédio acabou percorrendo por esse período de tempo). Como não tinham mais a Michele Pfeiffer para fazer a cena, criaram uma boneca animatrônica da atriz filmaram toda a cena em cima da hora.

O encerramento, embora pareça simples, gastou uma verba de U$$ 250.000,00 dos cofres da produção - esclarece Chris Lebenzon (editor) em Sombras do Morcego Parte 4: O Lado Negro do Cavaleiro. Tim acreditava que essa cena era essencial para o material do filme, descrever o mito do gato ter 9 vidas e se diferenciar do final do filme anterior.
(À esquerda) a versão animatrônica que não foi para o filme (vista apenas nesta edição especial do DVD) era uma modificação da tomada fosca que já tinha sido entregue e, à direita, a versão original com a dublê - filmada em tela azul, combinado ao negativo criado por Craig, pegando o cenário de fundo. A diferença é que na versão animatrônica, ela reage olhando para frente enquanto a versão com a dublê apenas faz movimentos com o corpo.


- No especial Sombras do Morcego Parte 4: O Lado Negro do Cavaleiro, segundo o roteirista Sam Hamm, Tim Burton era contrário a fazer uma continuação de Batman (1989), ele dizia: - Já disse o que tinha de dizer sobre Batman. Não estou decidido se devo fazer isso. Após relutar muito ele só ficou convencido depois que sugeriram o seguinte conceito: - E se esse for só um filme de Tim Burton? 
O diretor não se envolveu diretamente, pois estava trabalhando em outro futuro sucesso, após  o seu primeiro Batman, Edward Mãos de Tesoura (filme de 1990 com Johnny Depp). Mas já estava com idéias em mente para a Mulher Gato (sua personagem favorita depois do Coringa, levando em consideração o programa de Adam West) e Pinguim.


Eu acredito que o Michael tenha aceitado pelo mesmo motivo que o meu. A possibilidade de poder revisitá-lo com outros atores, outras pessoas e outras situações [..] Não acho que tenha sido só pela alegria de voltar a usar a roupa.
Tim Burton - Diretor

O único desafio no qual pensei antes de começar foi o mero fato de eu nunca ter feito um personagem duas vezes. Então, me interessei em fazer isso.
Michael Keaton - O Batman

Entre os comentários, inclusive de Sam Hamm e Tim Burton, há pontos interessantes da produção em relação as críticas do filme. Em uma crítica do USA Today, eles disseram: - O Batman: O Retorno parece ter sido feito em um poço de tinta. Sam Hamm considerou um elogio - pela grande expressão artística do filme. Também houveram críticas dos pais que levavam as crianças para o cinema.
Hamm ressalta que o filme foi mal compreendido e que - apesar de todo o Merchandising para a venda de brinquedos - não era exatamente feito para crianças.

Tim Burton também lembra que o seu retorno ao universo de Batman também foi considerado repulsivo. Alguns questionavam que: - Não deveria ter aquela coisa preta saindo da boca do Pinguim - será que seu sangue já estava intoxicado ou era uma parte de sua mutação?

Quando os executivos da Warner Bros perguntaram ao Tim Burton sobre a possibiliade de fazer um novo filme, talvez um menor, depois de 30 minutos de conversa, Burton perguntou: - Vocês não querem que eu faça mais um Batman, não é? E eles: - Não, Não, Não.. E todos pararam por ali.


- Capa do DVD Edição de Colecionador
Os extras desse DVD também podem ser encontrados no Blu-Ray do filme.

FICHA TÉCNICA

TÍTULO ORIGINAL: BATMAN: RETURNS
DATA DE LANÇAMENTO: 19 DE JUNHO DE 1992 (E.U.A.); 3 DE JULHO DE 1992 (BRASIL); 6 DE NOVEMBRO (LOCADORAS DO BRASIL)
DURAÇÃO: 126 minutos
PAÍS: E.U.A.
DIREÇÃO: TIM BURTON

SOBRE 
[Santa Maratona! Batman..Ressurge]
BATMAN: O RETORNO - REGRESSO ARREBATADOR
2012 ©Mestre Ryu (textos, adaptação, gravação (DVD) e edição de imagens)
Post iniciado em 17 de Novembro de 2011.

2 Hit Combo :

Sora disse...

Adorei a postagem, muito completa e mostrou várias coisas que não conhecia sobre o filme. Esse é meu filme preferido do Batman, achei essa mistura de um ambiente sombrio com um natalino perfeita e os vilões tem uma personalidade muito marcante.

Ótimo post!

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Obrigado, Sora! Compartilhamos da mesma opinião. Assim como disse no post, eu também considero o melhor filme do Batman. Mais sombrio e gótico.

Fico muito satisfeito que consegui atingir essas expectativas.. de surpreender com essas curiosidades, coisas que adoro comentar.. não adianta, essa santa mania me persegue. rs

Obrigado de coração mesmo e poste sempre. ^^

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...