Vá de Sedex :: Siga pelo Email

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

[FightCade] Novas regras da plataforma online para jogos de luta irritam o politicamente incorreto

A internet não tá facilitando para quem quer ver o circo pegar fogo. Que tristeza, né ? :) 


Hoje é um dia histórico. Um grande dia para o cenário online dos jogos de luta da geração GGPO. A censura que sempre mereceram desde os tempos do Kaillera. 

Valendo lembrar que esta postagem não é recomendável para xiita


Você que, provavelmente, votou em uma política conservadora, pode ter sido, provavelmente, um dos maiores culpados do politicamente correto se intensificar tanto no século XXI. Eu digo que, particularmente, chego a ter nojo da palavra "conservador" por causa de uns velhotes aí adeptos de um tipo que só irrita quem realmente só quer dar valor aos bons modos. Só é realmente conservador aquele que sabe valorizar as pequenas coisas, é nesse conservadorismo que eu acredito.

Em tempo, Cartoon Network acaba de excluir 46 episódios de Tom & Jerry de sua programação alegando que o desenho é de caráter sórdido por cenas que o rato literalmente espanca fortemente o gato. Em tempos de relações abusivas e comportamentos que provocam sentimentos agressivos até nas melhores famílias, parece que a sociedade resolveu acordar e dar um basta de maneira radical. Se ainda temos pais que apoiam bater nos seus filhos, parece que o movimento desse politicamente correto intensivo está afetando até mesmo o que vemos na TV por tantos anos. Agredir na comédia era muito bom no passado, mas à partir do momento que crianças começam a repetir isso e quando adultos continuam agindo de maneira invasiva com o seu próximo para dizer que foi só uma brincadeira ou você não tem senso de humor a coisa fica realmente preocupante.

No meu tempo, agredir a honra do próximo era humilhação, hoje é bullying. Tá, se não fosse pela internet, ninguém saberia que esse termo universal existiria. Mas não basta então existir algum projeto social que seja contra a humilhação ou então adepto à diversidade na cultura pop ou até na política que logo vem os valentões de academia querendo agir nas redes sociais criando um monte de mimimis. E a primeira coisa que vai fazer é ligar um jogo online e sair ofendendo ou desonrando o outro jogador que aceitou jogar com essa peste. Sei disso, pois sou testemunha.

O maior choque foi aceitar jogar em condições limitadas na internet - só pra saber como era. Tudo começou em meados de 2005, quando finalmente eu consegui ter internet banda larga. Ainda era uma minoria que tinha uma Oi Velox de 500 Mega em casa, tempos que estava no fim da internet discada (graças a Deus). Eu jogava jogos de luta no teclado e nunca tive a mesma performance de jogar num console do Mega Drive ou Dreamcast porque todos os controles eram ruins e continuam sendo pra qualquer jogo de luta. Direcionais sempre muito duros ou com estrutura interna frágil e material de quinta categoria (como as borrachinhas que vem nos controles). Controle Arcade eu não vou nem falar nada pra não me emputecer de vez   - já que são completamente diferentes do tipo de mecânica que difere completamente do Arcade de gabinete. O ganancioso que montou esse tipo de modelo só ajudou afastar quem realmente jogava bem jogos de luta nos anos 90 (sem ser em algum console da Sony) pra favorecer uma maioria que hoje em dia é bem tóxica na internet.

Eu não vou me cansar de reclamar de controles pois é justamente por esse motivo que me impede de socar virtualmente alguns valentões que criam vantagem sobre um monte de recursos que o ajudam no jogo - ainda mais quando estamos falando de plataformas online que suportam emuladores, especialmente.  

Plataformas online como GGPO e o Kaillera ajudaram a manter vivo o espírito competitivo dos jogos de luta e os emuladores a febre retrô que ajuda milhares e milhares de criadores de conteúdo a continuarem contando uma história através das gerações. 

Desde que vivi toda uma vida de expectativas ao descobrir que o emulador WinKawaks podia ser jogado online - e eu só tinha uma conexão 56k - abria a opção online e ficava namorando os chineses aguardando por uma partida de KOF 2000 em alguma sala. Eu sempre me imaginava: "- Eu poderia estar lá jogando com esse maluco". Imagina poder jogar online o dia inteiro sem hora pra acabar, tão bom quanto gastar umas fichas no fliperama (que era bom também). Mas fui surpreendido por uma série de atitudes cretinas depois que conheci como era jogar online. 

Quando era membro e moderador de um fórum grande do gênero, eu tinha uma grande responsabilidade: mostrar autoridade no assunto e nos jogos o qual eu estava abordando. O maior erro foi ter tentado ajudar esses eventos online de competição como participante. Sofri alguns assédios morais até por parte de membros da administração quando o principal deles vira pra mim, num encontro pessoal de fóruns, e diz: "-Você não dá nível". Assim, sem mais, nem menos. E em outro caso, um administrador dizia que eu deveria jogar jogo de plataforma e não mais competir em jogos de luta. Porém, mal sabem que estou nessa sempre tentando jogar como eu normalmente jogava jogos de luta num Mega Drive. 

E eu nunca fui rato de fliper, então são universos de plataforma muito diferentes também. Conversões de mesmo jogo em plataformas radicalmente diferentes, automaticamente, afetam a sua forma de jogar. Isso por que não comentei sobre configurações de jogo que nem sempre o padrão é o originalmente programado pra tal jogo.  Eu não estou desejando que as coisas não deveriam ser assim, até porque tem conversões melhores que a versão original mas os tais velhotes "conservocratas" preferem ficar na versão cheia de problemas e desatualizada só por ter se adestrado melhor. Então, eu recuso jogar essa versão padrão a sério se eu jogo uma versão atualizada melhor e com uma configuração melhor. 

Hoje em dia eu vejo uns velhões aí dizendo que o povo está amolecido ou mais sensível, por isso que estão criando esses cancelamentos. A verdade é que tudo tem um limite. Conservadores e neoliberais vivem defendendo a tal da meritocracia e dá no que dá. Achar que tudo tem que ser vencido numa queda de braço só nos torna primitivos. É preciso saber muito bem pensar antes de falar. E mesmo que fale errado alguma coisa, saber se conscientizar e ser uma pessoa melhor em algum momento.  

Errar não é errar uma palavra, um texto, uma frase ou uma localização de uma atração turística. Eu falo errar pra quem cria um transtorno a ponto de causar danos realmente graves à outra pessoa - seja de forma psicológica ou física. Mas às vezes, tudo o que uma pessoa com pensamento de política de centro considera é condenar a pessoa que reagiu e não a pessoa que provocou aquela reação. 

A pessoa que reagiu não está errada, ela combateu aquele que está errado. Tyson mordeu a orelha do Evander Holyfield e isso virou um viral na época (um dos memes antes da febre que virou a internet) a  ponto de virar piada em meio a uma série de humilhações que o mercado viu como oportunidade e a transformou em um produto, uma marca que chegou a vender orelhas de chocolate associadas ao caso nos E.U.A., mas aí eu te pergunto: quem aí lembra que, antes disso, o próprio Holyfield provocou tudo isso tentando dar uma cabeçada no Tyson no meio da luta ? Eu e o meu pai vimos a partida inteira juntos e questionávamos isso até hoje. Claro que tudo virou uma grande piada depois, mas só brasileiro gado mesmo para só se concentrar no humor e não no motivo. 

Por que há conscientização negra até hoje ? Por que o racismo ainda existe, mas esses mesmos se negam porque acreditam que é melhor viver numa queda de braço e transformar tudo numa bola de neve partindo da ideia que todos são culpados - o que não é verdade.




" Nós atualizamos as regras do chat afim de se adaptar os códigos de conduta da comunidade de jogos de luta (Fighting Game Community Code of Conduct) pela FGCoC. A habilidade de reportar usuários será adicionada a mais contas em breve. " - Fightcade (4 de Fevereiro de 2021)

Uma das comunidades mais tóxicas dos jogos de luta acaba ver o seu imperiozinho de "sociedade preconceituosa de fliperama de bar online" cair. Agora mesmo o Twitter da plataforma FightCade anunciou a melhor coisa já feita em anos para essa comunidade que sustenta os jogos de luta dos anos 90. FightCade é o sucessor espiritual do Kaillera, GGPO, Supercade e tantas outras iniciativas que tentam reunir toda uma comunidade dedicada a jogar jogos de luta online dos tempos de ouro do fliperama. 

FightCade, no meio dessa pandemia, adotou uma política imediata de usar a opção mutar chat dentro do jogo e assim o fiz no primeiro dia de lançamento da opção. Agora eles também irão disponibilizar a opção de mutar o chat INTEIRO fora do jogo - sim, naquela parte de caixa de mensagens pública. Fora isso, reportar abusadores (como ocorre em jogos online voltados para o cenário de eSport). Isso é simplesmente magnifico.  

É uma atitude que empresas oficiais como a Capcom, por exemplo, já adota em Street Fighter V de maneira fixa. Os jogadores só podem trocar mensagens prontas ao invés de ter um chat livre pra isso. Genial ! E isso tudo é graças aos malditos militantes conservados de bochechas rosadas que tudo o que faz é ficar na internet o dia inteiro esperando alguém pra falar merda. A culpa é de vocês. Pior é ainda ter gente reclamando dessa atitude da Capcom - "-Ah, o ruim do SFV é que não tem chat livre no jogo e isso atrapalha a comunicação." a culpa é desses paspalhos que defendem o politicamente incorreto para agredir pessoas da forma que quiser. Quando eu fui explicar, o cara (advinha) foi abusivo. É óbvio que levou um belo de um bloqueio nos meus contatos do Facebook.

Vai ter gente querendo defender que isso não faz sentido. Uma comunidade online censurar ou criar elementos que limitem o contato entre pessoas da comunidade. Todo santo dia que eu entrava numa sala de Street Fighter Alpha 3 era algum idiota se dirigindo a outros comentários racistas. Não importa se é brasileiro ou se é estrangeiro. Ninguém ali é santinho. Esses velhotes conservadotários ignoram esse fato, prefere criar um grupo no WhatsApp pra agir à vontade em montinho ofendendo um monte de gente acreditando que serão impunes com a desculpa de que estão defendo a liberdade de expressão - quando querem montar um exército de 207 pessoas contra 1. Mas aí, quando o cancelamento do conservadotário não funciona, ele fica todo putinho. E foi o que eu fiz, tirei satisfações diretamente com cada um do que ficar dando corda dentro do grupo "debatendo" sozinho no meio de um bando de acéfalos. E o erro acabou sendo esse em certas comunidades anteriores, como fóruns, por exemplo.


" Essa é uma cena com uma dezena de psicopatas. Eu posso ver pessoas chorando " SOCIAL JUSTICE WARRIORS " (termo dado aos adeptos do politicamente correto) porque estão bloqueando perturbações e insultos. Infelizmente isso será menos material para o FightCadeTXT . " - Mia Rabinovich

Reações que só me orgulham de ser quem eu sou. Pessoas boas felizes e pessoas más roxas de raiva. Vai afetar um pouco o trabalho de pessoas que capturam essas situações para explorar mas é para o bem de uma comunidade maior, com certeza. 

O velhote "conservadote" que leu isso tudo vai chegar pra mim e dizer que "não tem nada a ver juntar política com videogame". A verdade é que dá sim. Até certo momento, viviam dizendo isso, hoje é cada vez mais evidente que o pensamento político está associado ao pensamento preconceituoso e de caráter exclusivo sobre pessoas, assuntos ou até mesmo determinadas habilidades ou talentos. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...