Vá de Sedex :: Siga pelo Email

domingo, 6 de outubro de 2019

[Santuário: Conectado] O Fantástico Jaspion: Filme Brasileiro vai ser cancelado ???

VAI DROPAR ???


O filme nacional que adapta a icônica série japonesa dos anos 80 , e exibida pela extinta e saudosa Rede Manchete de televisão no Brasil, acaba de perder seu diretor.


O responsável pela direção estava na mão de Chris Tex. O cineastra é um fã declarado de Hayao Miyazaki e parecia ter grande afeição pela cultura pop japonesa.


Tex movimentou as redes  ao promover um trailer do curta Wind Princess (adaptação do
desenho Nausicaä do Vale do Vento de Miyazaki) pedindo ajuda para finalizar o filme sem fins lucrativos e com o intuito de conhecer seu diretor icônico (Miyazaki).



Abaixo, artes inicialmente pensadas por Chris Tex para a produção do filme e que, possivelmente, foram descartadas. O trabalho foi realizado ao lado de outro jovem artista: Rafael Nascimento.

Segundo declarações de Nelson Akira Sato, presidente da Sato Company, o conceito procurou se inspirar no Homem de Ferro (a exemplo de suas raízes dos Tokusatsus - os Super-Heróis Japoneses - que buscam se basear em algo que esteja em ascensão no momento).

" Essa é a arte conceitual que criei com Rafael Nascimento para o longa-metragem Jaspion. Eu pretendia dirigi-lo, mas infelizmente tenho uma visão diferente sobre o projeto. Talvez em outra linha do tempo isso possa ter acontecido. Pelo menos na minha opinião, será incrível. " Declarou Chris Tex em suas redes sociais.

Artes conceituais parecem expressar também  a atmosfera de Transformers de Michael Bay para recriar as cenas de batalha e os monstros gigantes. Bem, Metal Heroes sempre bebeu muito na fonte de Hollywood.  Ou você achava que a Spadium Laser não veio de Star Wars ?

 Um misto de Transformers e Cloverfield: Monstro nessa arte de divulgação. Daileon e um monstro trocando sopapos na Avenida Brasil ? Ponte Rio-Niterói ? Façam suas apostas. 

Sato também declara que todas essas artes são apenas conceituais, ou seja, garante que toda a familiaridade ao herói será respeitada para os fãs. Nessa arte conceitual, nota-se que o visual de Jaspion é o mesmo dos anos 80. Seria então o seu visual brilhoso ou retocado de uma forma 
mais familiarizada? Nesta arte em destaque, supõe-se que seja uma cena que explica como o protagonista consegue a armadura Metaltex.

Em seu visual clássico em mais uma das artes de divulgação divulgada, Jaspion não mostra intimidação para o que está a sua frente. Imponência heroica e familiar na característica.  É como uma cena de história em quadrinhos. 

Mais uma sequência característica. Esta, embora, procura atualizar bem a finalização de um combate explosivo - Jaspion em meio às chamas. Parece buscar mostrar algum tipo de renascimento  pós-batalha (ou dentro dela).

 Sequência de fuga (também característica) enquanto enfrenta um exército. 

 Jaspion em sua nave com o visual de teste. O traje parece agora ser mais orgânico - com detalhes que se ajustam aos músculos. Particularmente, eu compreendo que o visual atualiza o personagem, mas é inacabado. 

Anteriormente, o filme estava anunciado com a direção de Rodrigo Bernardo (Talvez uma História de Amor) na Rio 2C - Rio Creative Conference, ocorrido na Cidade das Artes em 25 de Abril. Havia uma promessa de divulgação do elenco anda em 2018 - aonde foi anunciado para Agosto, aproveitando a festa dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil. Porém, o anúncio acabou adiado para Abril desse ano.





" É um enorme desafio dirigir um gênero ainda inédito no Brasil. " Descrevia Bernardo, durante a conferência, o primeiro diretor anunciado para a difícil missão.








As primeiras artes conceituais - para fins de divulgação -  foram divulgadas na conferência Rio 2C (elas também foram divulgadas como artes que originalmente não seriam usadas oficialmente para divulgação e nem estariam no futuro filme). Nesta primeira etapa, elas foram divulgadas por Yuri Sampo. Esses trabalhos conceituais deram o que falar - parece claro que seja uma forma de deixar a notícia na lábia do povo (a exemplo do filme do Sonic). Técnicas de publicidade que pegam muito bem. 

 Nas primeiras artes, a estrutura parecia desengonçada com o corpo. 

E esse ator virtual aí que lembra vagarosamente o Yudi Tamashiro (Bom Dia & Cia) foi de propósito? Se bem que o anuncio oficial prometeu um ator mestiço, de descendência japonesa, brasileiro.

E esse foguetinho nas costas do Jaspion? Vão dar um foguetinho pra ele voar ? Olha lá, heim, Sato. Se é pra fazer o Jaspion voar, melhor trazer o Jiban. Mas, lembrando que são apenas artes conceituais.
Pôster de cinema conceitual. Tirando a parte da cintura pra baixo, esse parece expressar melhor uma ideia de atualização imponente em comparação ao herói original.


Nas atualizações mais recentes, Yuri sugere mudar o tamanho do visor na arte conceitual. O visual de Jaspion é claramente único. Só nessa mudança, percebe-se que ele se parece com outros super-heróis japoneses já existentes. A parte do tecido preto que cobre o braço é, nesse ponto, a mais convincente atualização -  uma espécie de malha elástica estilo piquet (semelhante a trajes de super-heróis atuais de séries e filmes americanos, como O Espetacular Homem-Aranha e Supergirl) trazem uma tonalidade mais realista, mais palpável.


Outras comparações de capacete com a versão 1985. A número 3 parece uma atualização mais convincente (especialmente o contorno do visor).

Comparativo dos trajes 1985 v.s. 2019 (última atualização - 27 de Setembro). A ideia de expressar o mesmo vigor do clássico tá se tornando um desafio grande.  

 Traje 2019 (última atualização - 27 de Setembro). Conceito do novo visual - trás e frente - em pose de guarda com a famosa Spadium Laser.

Primeira montagem com uma das primeiras artes de divulgação. 

Cartaz oficial da Sato Company no evento divulgado nas redes sociais. 


Nota: Todas as artes são divulgadas nos perfis dos artistas envolvidos no site Artstation

Chris, bastante atencioso em esclarecer a questão em nossa breve conversa, declarou que o projeto para a adaptação cinematográfica de Jaspion não está parado e que agora ele corre nas mãos dos produtores. O jeito é aguardar pelos próximos capítulos e ver quem será o próximo diretor escalado.





Jaspion tem produção da Sato Company (responsável por trazer séries de super-heróis japoneses ao Brasil como Cybercops) em parceria com a Toei Company (a empresa japonesa responsável pela marca) que está supervisionando e aprovando os passos da produção no Brasil.

1 Hit Combo :

Synbios disse...

Resumo completo e bem inormativo da saga da produção do filme do Jaspion.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...