Em Destaque

domingo, 3 de agosto de 2014

[Sessão Crítica] Guardiões da Galáxia IMAX 3D Legendado

NESTA POSTAGEM

SESSÃO CRÍTICA
GUARDIÕES DA GALÁXIA

EXTRAS
MEMÓRIAS DA SESSÃO
DE ONDE VEM OS GUARDIÕES?
POSTERS
FICHA TÉCNICA

SESSÃO CRÍTICA
GUARDIÕES DA GALÁXIA

ESTRANHO
CONHECIDO
Esta aventura comprovou a empreitada mais ousada da MARVEL desde Homem de Ferro. Para apresentar um longa estrelado por uma nova geração de heróis em sua cinessérie, os estúdios buscou bem lá do fundo de seus mais obscuros acervos de criações e nos trouxe este "Guardões da Galáxia". Somente os aprofundados em quadrinhos, provavelmente, deveriam conhecê-lo. 

Não é culpa dos expectadores se surgir por aí uma legião de fãs aderindo entre seus favoritos: Rocket Raccon - o caçador de recompensas esquentado; Groot - a árvore que fala 3 palavras; Gamora - a assassina; Drax - o brutamontes vingativo; e Peter Quill - um tal de "Senhor das Estrelas". Mesmo com personagens tão estranhos, a história busca demonstrar alguma simpatia pelo grupo 'desafetuoso' que de alguma forma é unida pelo protagonista interpretado por Chris Pratt (Peter). 

O 3D pouco acrescenta (tirando as cenas com objetos e criaturas se aproximando) e o IMAX transparece a grandeza das batalhas espaciais. "Guardiões..." também celebra nostalgia em sua 'incrível mixagem' de músicas  - tanto no lado A quanto no lado B - como também em determinados objetos de referência  dos anos 70 e 80. O 'maravilhoso-humor-debochado-de-ser' está lá, conduzidos por diálogos rápidos, e com direito a referências a filmes policiais (recriados de acordo com o seu universo fantástico); momentos de aventura a la 'Indiana Jones' ou 'Star Wars' e excelentes efeitos visuais. 

Zoe Zaldana - agora não mais maquiada digitalmente - volta a interpretar uma alienígena bem mais dura na queda e bem mais jus a sua beleza natural, como Gamora, quanto a sua Neytiri, em Avatar. Outros atores também se encontram irreconhecíveis (ou quase) -  Josh Brolin (não creditado) empresta algumas de suas feições ao supervilão Thanos. 

Groot parece uma piada indireta ao seu intérprete, Vin Diesel, por fazer parte de uma legião de brutamontes do cinema (considerado como péssimos atores pelos críticos mais xiitas); Dave Bautista compete com Groot o posto de criatura mais bizarra, como Drax; Bradley Cooper é uma das revelações como a voz do guaxinim Rocket; Michael Rooker (Yondu Udonta) lembra um pouco John Leguizamo

Anti-heróis vem se tornando tendência nos quadrinhos nos últimos anos e são abraçados pelo público como os principais heróis do coração (são eles os que mais erram, sofrem com perdas e tudo o mais que coincidir melhor com a nossa realidade). É apreciável esse jeito de contar histórias da Marvel, deixando de traçar tradicionalismos (com heróis muito certinhos e muito sérios contra vilões muito engraçadinhos e 'malvadões') invertendo a situação e deixando até mesmo improváveis heróis ainda mais interessantes do que os seus inimigos. Nesse caso aqui, Ronan (Lee Pace) é um antagonista mais interessante pela força física (ou extra física) do que pela presença. Num universo atípico como esse, onde 'improváveis heróis' são estrelas, o humor recai como algo comum.

Como de costume, se enquadra essencialmente ao padrão dos outros longas de origem: personagens são apresentados e logo depois são expostos ao perigo. Para efeitos de evolução cronológica da cinessérie - a ordem de aparição do logo (Marvel Studios) e da mensagem dos créditos foram trocados.

As piadas - 'padrão Marvel' - não afetam a seriedade emocional da história, mesmo que essa pouca seriedade venha aborrecer o público mais exigente, soluciona um outro problema: as acomodações do roteiro - onde tudo poderia se resumir nos repasses de uma determinada peça valiosa entre os personagens - não incomodando o público casual. Desta forma, James Gunn (o diretor) e outros demais roteiristas encontraram uma forma de distraí-los de algo que poderia ser monótono. 


Atenção: Não saiam depois dos créditos


Momento Pós-Crítica
Ronan (Lee Pace) faz até uma possível referência ao Mandarim, de Homem de Ferro 3, quando dialoga: "-Me chamam de terrorista..."

"-Sujarei a Galáxia com o seu sangue" Thanos ameaça com diálogos dignos de algum chefe da máfia.

Stan Lee, mesmo não sendo o criador original das histórias, tem participação especial garantida nesta adaptação também. Curiosamente, ele é um dos criadores do personagem Groot. 


Memórias da Sessão
É a primeira vez que eu vou ao UCI New York City Center em uma Sexta-Feira. E quer saber de uma coisa? Até que gostei. Quero repetir. Peguei o ônibus no terminal do Centro da cidade e chegou muito rápido ao Shopping, coisa de 1 hora (se comparar a distância e os problemas de trânsito). Chegando ao local, bem cedo, fiquei na dúvida se parava num lugar, ligava o meu MD Play ou perambulava pelo shopping. Resultou em perambular pelo shopping para aproveitar aquele raro momento de estar no Barrashopping em uma Sexta-Feira. 
Entrei nas Lojas Americanas e vi um camarada jogando Fifa 14 no Playstation 4 e o amigo assistindo. Ele então saiu e me ofereceu gentilmente, aceitei (meio preocupado com a hora) e joguei um pouco. Me enrolei um bocado nas opções do jogo demonstração e no meio desse tempo de repente veio um outro camarada perguntando "-Dá pra jogar contra?" e eu "-Pode! Joga aí!" ele pegou o joy 2 e jogamos. Eu escolhi Brasil e ele "Brasil?", eu "É!" (dei uma risada, apesar dos pesares) então ele escolheu Alemanha. Jogo equilibrado no início ele finalizou o primeiro tempo com um gol, no segundo joguei mais um pouco e eu (como detesto sair no meio de um desafio emocionante) tive que me despedir e então falei "-Vou ter que sair!" e ele "-Tudo Bem!" lhe dei um leve tapa nas costas como se fosse para dizer "-Foi um ótimo jogo", agradeci e sai.

O mais interessante ao chegar na sala de cinema é a ampla versatilidade de público - maior do que vejo nos fins de semana. Desde pessoas de terno, pessoas usando bolsas e mochilas, ao público jovem dos arredores. O humor do filme parece ter agradado a vários tipos de público, despertou risadas em determinados grupos e, em outras partes, vários grupos. O filme foi aplaudido sentado ao fim da sessão. E merecido, foi um bom divertimento.








 DE ONDE VEM 
OS GUARDIÕES DA GALÁXIA?
Nos quadrinhos, os Guardiões da Galáxia se formaram em duas equipes - tendo até mesmo a participação do Homem de Ferro. Ambas atuam no espaço sideral protegendo planetas e galáxias contra ataques e guerras alienígenas. Os primeiros Guardiões sugiram na revista "Marvel Super Heroes #18" em Janeiro de 1969. A segunda e atual formação surgiu mais recente, em maio de 2008, na edição "Guardiões da Galáxia" (Vol.2) #1 quando o "Senhor das Estrelas" decide reunir  alguns heróis na intensão de deter Phalanx no planeta Hala, terra natal dos Knee. 

Peter Quill e outros demais personagens da versão cinematográfica - incluindo a base de operações - correspondem melhor a segunda formação. A equipe original foi criada Arnold Drake e Gene Colan; já a segunda por Dan Abnett e Andy Lanning. 

Formação Original
(Base de Operações: Nave Espacial Senhora da Liberdade)

Major Vance Astro
Charlie-27
Martinex
Yondu Udonta
Starhawk
Nikki
Aleta Ogord
Senhor do Fogo
Replica
Talon
Yellowjacket

Formação Atual
(Base de Operações: Luganenhum)

Adam Warlock
Drax O Destruidor* (Primeira aparição: Iron Man#55 - Fevereiro de 1973)
Gamora* (Primeira aparição: "Strange Tales"# 180 - Junho de 1975)
Quasar
Rocket Raccoon* (Primeira aparição: Marvel Preview #7 - Junho de 1976)
Star-Lord* (Primeira aparição: Marvel Preview #4 - Janeiro de 1976)
Groot* ("Tales to Astonish"#13- Novembro de 1960)
Mantis
Major Victory
Bug Bug
Jack Flag
Cosmo
Serpente da Lua
Homem de Ferro
Angela
Agente Venom
Capitã Marvel
Nova

*Além de Drax, Thanos também surgiu nesta edição. 
O supervilão tem ligação com a origem do Destruidor.

*Gamora se apresenta



*O guaxinim em um quadrinho de suas primeiras páginas.


*Star Lord aparece de traje, e voando, na capa de sua primeira aparição.

*Groot surgiu nos quadrinhos com uma origem sinistra - em comparação ao que se vê na adaptação - como uma criatura que pretendia capturar seres humanos para experimentos científicos. 














POSTERS






 





 

 



FICHA TÉCNICA
Título Original: Guardians of the Galaxy
Duração: 121 minutos
Gênero: Aventura
Direção: James Gunn
Sessão Acompanhada: UCI New York City Center - O 16 - 21:15 - 1/7/14 (Sexta-Feira)

Sinopse: Da Marvel o estúdio que trouxe franquias globais campeãs de bilheteria como Homem de Ferro Thor Capitão América e Os Vingadores - The Avengers chega uma nova equipe os Guardiões da Galáxia. Uma aventura espacial com muita ação Guardiões da Galáxia da Marvel expande o Universo Cinemático Marvel para o cosmo onde o impetuoso aventureiro Peter Quill se vê como objeto de uma caçada implacável após roubar uma misteriosa esfera cobiçada por Ronan um vilão poderoso com ambição que ameaça todo o universo. Para fugir do determinado Ronan Quill é forçado a fazer uma complicada aliança com um quarteto de desajustados Rocket um guaxinim atirador Groot uma árvore mutante humanoide a mortal e enigmática Gamora e o vingador Drax o Destruidor. Mas quando Quill descobre o verdadeiro poder da esfera e o perigo que ela representa para o cosmo ele deve fazer seu melhor para reunir seu grupo desorganizado para uma última e desesperada resistência com o destino da galáxia em jogo.


1 Hit Combo :

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

olha, sobre o filme...eu achei legal, só não gostei desse protagonista. como você costuma dizer, ele estava mais interessado em conquistar a Zoe Saldana do que salvar o Universo, que é bem mais fácil na minha opinião.

se eu estivesse que escolher entre enfrentar Thanos, com 99% de chance de morte para salvar a galáxia ou tentar cantar a Zoe Saldana para ela ir na minha cabine espacial...de boa, vou no Thanos. hehehe

quem viu o filme "Colombiana" viu que a atriz é capaz em momentos de fúria.

eu tentaria com a Gamora naturalmente, mas acho mais fácil enfrentar Thanos. enfim...

o Batista achei legal por dar um papel do "cara culto" embora apesar dos musculos dizerem o contrário. e sobre a Zoe Saldana, pelos sites de filmes e podcasts que ouço...ela fez a Urara de Star Trek só que verde. e nas lutas dela sempre alguém tinha que salva-la na hora H, esperam que no próximo filme consertem isso.

e sem querer ser chato Amer, mas não foi você quem disse que a unica habilidade do Toreto era falar arrotando? e para ser bem sincero, eu não achei esse Groot grande coisa. tirando o fato que ele é um Ent espacial que anda com um Braddley Cooper psicopata e só repete UMA frase o filme inteiro, não o vi fazendo nada impressionante. sério, o que o povo viu no Groot? se fosse o Guaxinim/Braddley Cooper por ele ser um porra louca com um trauma...(me pergunto que tipo de
trauma um guaxinim teria) até entenderia a fascinação, mas um Ent que só fala: "Eu Sou Groot"???

e sobre o vilão, achei ele bem bucha. mesmo tendo uma das gemas do infinito, ele não me pareceu ameaçador. e a melhor parte do filme foi a dancinha do Peter Grill, foi tipo: What Fuck is That Man??

em suma, achei legal o filme. mas não tipo: nossa!! vou passar a ler Guardiões da Galáxia feito um fã assíduo do James Howllet.

se passar na HBO, certeza que assistirei novamente.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...