Em Destaque

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Dedo no Joystick: Mega Man X4

Mega Man X4




A simplicidade da série Mega Man foi o "fator consolidante" de seu sucesso. Fases bidimensionais, pulos e tiros, alguns segredos e nível de dificuldade mais presente são os fatores que produzem tal efeito. O que não exige decorar comandos complicados ou nada do gênero, apenas dedicação, o que gera diversão instantânea.



Mega Man posando com sua armadura



A subsérie "Mega Man X" talvez seja a [subsérie] de maior sucesso. Ela se passa no ano de 20XX, num período pós Dr. Light e Dr. Willy. Há uma guerra de facções, cada uma com sua ideologia, ocorrendo. O roteiro é bem maior e complexo do que isso, mas, como não entendo muito dele, não falarei muito. Este jogo em específico (Mega Man X4) se inicia com a queda da cidade aérea de Sky Lagoon, que acaba se chocando na Terra e matando milhares. É o estopim para mais um conflito.


Quem não se lembra desse clássico inimigo da série?



O game apresenta duas campanhas iguais mas com personagens diferentes, X e Zero. X possui ataques a longa distância pois sua arma é um canhão no braço. Ele pode encontrar partes de armadura para aumentar seu poder. Já Zero é um personagem que combate à curta distância pois sua arma é um sabre. Ele não pode encontrar partes de armadura. É óbvio que jogar com Zero é bem mais difícil e requere mais estratégia e precisão.


Você reclama de trens superlotados? Dê graças por não ter que enfrentar robôs assassinos!


O estilo de alguns estágios é um tanto quanto estereotipado, como florestas, vulcões e geleiras. Mas há também estágios de caráter mais variado, como fortalezas aéreas, laboratórios e trens cargueiros. Vale lembrar que estamos no ano de 20XX (seja lá quando isso for) e a tecnologia avançada é sempre presente, mesmo nos cenários de aparência mais rústica, até mesmo no meio da floresta.


De cima pra baixo: Split Mushroom, Magmar Dragoon, Cyber Peacock e Web Spider. Eles formam o grupo de chefes que representa os Mavericks.



Se há no mundo uma palavra para descrever a trilha sonora em X4, a palavra é "sinestesia", ou seja, fusão sensorial. Conseguimos projetar imagens em nossa mente a partir dela. Temos a música em ebulição do estágio de Magmar Dragoon, a música gélida e vazia de Frost Walrus, o tom tribal de Web Spider e também o tema tecnológico de Cyber Peacock. Se há algo para se apreciar aqui é a excelência da trilha sonora.


Magmar Dragoon: o Akuma mecânico



É do feitio da Capcom colocar referências de seus games em outros games. Aqui não é diferente. Magmar Dragoon é uma clara alusão a Akuma. Ele fica isolado, é mal encarado, possui aquele colar característico, usa Hadouken, Shoryuken e dá um chute diagonal para baixo. Há também Slash Beast, que por sua vez, é uma referência a Guile. Ele vive em ambiente militar, possui um enorme cabelo loiro e ainda usa o golpe Flash KIck. E para completar, na primeira parte de Sky Lagoon, pode-se perceber um outdoor da Capcom preso nos prédios.



Slash Beast: o Guile mecânico



Mega Man X4 é um jogo simples, bem feito, inteligente, e o mais importante: divertido. É também relativamente curto, mas isso só fomenta a nossa vontade de jogá-lo mais uma vez, e mais uma vez, e mais uma vez... . Não sou contra jogos complexo (caso seja a imagem que venho passado), gosto muito deles pelo retorno que se recebe, mas há casos onde a simplicidade por si só já é motivo de fascinação, e Mega Man X4 é um game que, com certeza, ilustra isso muito bem.

Nome: Mega Man X4

Plataformas: PlayStation 1, Sega Saturn e PC

Pontos Fortes: Segredos, trilha sonora e muitos poderes

Pontos Fracos: O game poderia ser um pouco maior e Zero poderia ter poderes mais variados

Nota do Léo: 8,5

5 Hit Combo :

Eduardo Shiroma disse...

Gosto bastante desse jogo. Para mim ele foi o ápice da série X, pois depois dele os jogos não me satisfizeram como esse.

Como aqui citado, as músicas são ótimas, e como joguei Rockman X4, não Mega Man X4, não sei se todas as músicas são diferentes (ao menos sei que as de abertura e encerramento são).

Enfim, é um jogo divertido que merece ser jogado.

Léo disse...

Realmente foi o ápice segundo minha opinião também. Achei os outros meio estranhos.

Também joguei a versão Rockman X4 além da Mega Man X4. Me perdia quando criança na lingua japonesa. Mas as músicas de estágio são iguais, sim.

E como você mesmo disse, Eduardo "...é um jogo divertido que merece ser jogado."

gamercaduco disse...

Está aí uma série que eu não me perdôo por ter deixado de lado nesses meus anos de vida gamer.
E muitos dizem que o melhor dela é justamente o X4.
Não sabia dessas referências aos personagens do Street Fighter, que legal. Deu mais vontade ainda de jogar, agora que soube desses detalhes.
Ainda jogo e termino pelo menos 2 da série este ano, mas a idéia mesmo seria terminar outros. Vai ser um pouco difícil conciliá-los com os jogos mais recentes, mas darei um jeito.
Mais um post muito bacana do blog, vcs estão de parabéns!

Tiago Charão disse...

Por mais incrível que isto possa parecer, o Rockman X4 é o meu favorito na franquia pois foi o que fez eu me interessar completamente por ela. As animações e a história do jogo, são muito mais profundas do que qualquer outro da franquia. Nunca me esqueço da cena inicial, mostrando Zero tendo pesadelos com o seu criador, Dr. Wily (constantemente lhe avisando para destruir o X pois ele é o seu "nemesis"). Perfeito! Joguei na versão japonesa e tenho o jogo até hoje! Um marco na história da série!

Léo disse...

Quando um fato existe em mais de um lugar e simultaneamente, nós geralmente nomeamos isso de "verdade". E pelo visto, a qualidade de Mega Man X4 é "verdade". A prova disso são os comentários dos leitores aqui presentes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...