Em Destaque

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Arquivo Confidencial: Batman 3 & Mulher-Gato - Os filmes cancelados (Tim Burton)

Imagem

Bom, já havia comentado sobre o roteiro de Batman 3 de Tim Burton há um bom tempo nos fóruns. O mesmo assunto já havia sido copiado por membros de outras demais comunidades sem os devidos créditos. E, talvez até por uma mera coincidência, sites como o Judão e Jovem Nerd chegaram a comentar levemente algo sobre o assunto.

A versão que será disponibilizada aqui é mais estendida.

Atenção: O que vocês vão ler a seguir são supostos roteiros traduzidos e comentários pessoais, com base em fontes diversas sobre o que aconteceu no decorrer dos anos quanto as idéias de Tim Burton, na época em que esteve envolvido com filmes sobre o universo de Batman. A maioria das informações foram comprovadas oficialmente como verdadeiras, de acordo com pesquisas precisas. Sendo assim, vale como uma curiosidade para quem quiser saber:

O roteiro de Batman: O Cavaleiro Das Trevas
(Batman: The Dark Knight/Batman 3)

Texto Original: http://www.geocities.com/flaggaz/timburton.html
Tradução & Adaptação: Mestre Ryu

O filme que deveria ter sido feito no lugar do lixo de Schumacher. O capítulo decisivo da trilogia dirigida por Tim Burton. (Flaggaz)

Sipnose: A história principal centra na aposentadoria de Bruce Wayne. Quando dois vilões aparecem para ameaçar Gotham, o comissário Gordon é rapitado, e Batman recebe uma ajuda inesperada de uma versão feminina de Robin. Os inimigos do morcego são Duas-Caras (quem o culpa dos seus danos pelo àcido pelas mãos do chefe do crime Maroni) e o espanta pássoros conhecido como Espantalho. Tudo termina num assustador confronto de uma noite de Halloween, quando Bruce perde alguém próximo à ele. Um vilão iria morrer e outro seria aprisionado no Asilo Arkham. A cena final e teatral abre para uma nova introdução com a Mulher Gato.

Direção: Tim Burton
Elenco: Michael Keaton (Batman/Bruce Wayne), Jim Carrey (Espantalho/Jonathan Crane), Billy Dee Williams (Duas Caras/Harvey Dent), Winona Ryder (Robin/Carrie Kelly), Pat Hingle (Comissário Gordon), Michael Gough (Alfred Pennyworth). Adam West seria convidado especial fazendo um prefeito insatisfeito.

Notas do Mestre Ryu
(O roteiro de Batman 3, Tim Burton..?)

Com a presença de uma Robin girl, as referencias estariam mais uma vez próximas à série de Frank Miller (O cavaleiro das Trevas). Sem contar também com citação de aposentadoria, o que acaba tocando num ponto chave da série A Queda Do Morcego.
Também já existiram idéias de adaptar integralmente a série Batman: Ano Um (antes de Batman Begins), como citado na última resenha.

Uma curiosidade é que Pat Hingle, infelizmente, faleceu recentemente. Billy Dee Williams, para quem não se lembra, foi o Harvey Dent dos filmes de Tim Burton.










Wynona Ryder, a suposta Robin, é uma Batmaníaca e também foi uma queridinha de Hollywood e da geração MTV naquela época. O que poderia dar errado numa produção, ou na representação de um personagem, quando se escala alguém famoso e querido que entenda ou acompanhe o seu universo?

A única coisa estranha aí é o caso do Jim Carrey no papel do Espantalho, que viveu o Charada. A citação mais divulgada foi a possibilidade de incluir o Espantalho numa época após Batman & Robin. Uma das grandes discussões seria encontrar quem viveria o vilão. Um desses possíveis nomes que foram divulgados para o papel foi Jeff Goldblum (Jurassic Park, A Mosca). Na história, o Espantalho envenenaria Batman; e o Coringa (Jack Nichloson) até voltaria. A idéia seria para um quinto Batman, dirigido por Joel Schumacker. Mas, concordando com a fonte, realmente seria interessante se Burton e Goldblum estivessem trabalhando juntos em um Batman 4.

Quanto ao Charada, quem estava cogitado seria Robin Williams. Isso acabou sendo divulgado desde o momento em que o título Batman Eternamente foi anunciado durante a pré-produção. A história de Williams na franquia cinemaográfica de Batman é longa. Ele estava tentando uma vaga nos filmes do Batman desde a pré-produção em 1987 de Batman (1989), para ser o Coringa. Ele chegou a ser cogitado novamente em 2006 para ser o mesmo personagem em O Cavalaeiro Das Trevas de Chris Nolan, chegando a dar uma entrevista comentando sobre essa história no site IGN. Realmente foi interessante ver o Jim Carrey como o Charada, ele nunca havia interpretado um vilão antes (eu creio); Robin Williams também não, mas, em 97, chegou a fazer 2 para compensar a falta no seu currículo.

O engraçado é que esse roteiro chega a ser um pouco parecido com o de Batman Eternamente. Tommy Lee Jones entrou no lugar de Billy Dee, que teve seu contrato comprado pela Warner Bros. Não há provas de que Harvey Dent atuaria com o Charada em um terceiro filme dirigido por Burton, se houvesse. Mas Burton admitiu uma vez que adoraria ter usado o Duas Caras em um filme futuro. Segundo o diretor, se incluísse Charada em um de seus filmes ele seria o único vilão.

P.S.¹ Tim Burton foi o produtor executivo de Batman Eternamente aonde Charada e Duas Caras atuam lado a lado.

P.S.² Rumores também comentavam sobre o interesse de Joel Schumacker em escalar o vilão Espantalho para Batman 5 (caso ele ainda estivesse na direção da franquia). Schumacker esteve no Brasil em 97 para divulgar o lançamento de Batman & Robin, e numa entrevista à MTV ele admitiu que era fã de carnaval, e que abriria o quinto filme ao som de maracatus enquanto os heróis se vestem. É mole?

O roteiro de Mulher Gato (Catwoman)
Imagem
Texto Orginal: http://www.geocities.com/flaggaz/timburton.html
Tradução & Adaptação: Mestre Ryu

Sipnose: A vingadora felina de Batman O Retorno surge em sua carreira solo. Baseado no roteiro de Daniel Water. Selina Kylie se mudou para uma cidade deserta povoada quase que inteiramente por super heróis. Ela tenta se misturar, mas logo fica repugnada com a vagabundagem e a corrupção de outros malucos de costume. Quando os superseres do mal, conduzidos pelo capitão God, ameaçam a sua liberdade, Selina veste o manto colante mais uma vez. Batman & Robin provavelmente fariam uma aparição extra.

Direção: Tim Burton
Elenco: Michelle Pfiffier (Selina Kylie/Mulher Gato), George Clooney (Capitão God)

Notas do Mestre Ryu
(O Roteiro da Mulher Gato)

Uma curiosidade é que antes de Michelle Pfiffer assumir o manto da Mulher Gato, Annette Bening estava cogitada. Mas ela não pode atuar por causa da gravidez. Sean Young (Blade Runner) tentou de todas as formas a convecer os produtores do filme pra contratá-la, até mesmo chegou a ir a programas de TV vestida de Mulher-Gato e aparecer nos sets do filme.
Se Sean Yong fosse contratada, a Mulher-Gato do filme seria morena como nos quadrinhos. Digamos que o ponto positivo seria levado em consideração a aparência.
Com toda honestidade: Michele Pffifer foi muito bem como a Mulher Gato e eu não consigo ver nehuma outra fazendo melhor no lugar.

Essa história de haver um filme solo da Mulher Gato nas mãos de Tim Burton já circulava desde os tempos de Batman O Retorno. Eu presenciei as notícias quando as notas começaram a ser divulgadas em revistas como a Herói em meados de 1994/ 1995.

O único problema desse roteiro divulgado pelo Flaggaz é que, em comparação com as primeiras notícias, a idéia foi de que não haveria nem a sombra de Batman e muito menos a de Robin. A presença de super heróis na história soa bastante esquisita, já é dificil fazer um filme com um monte de vilões, imagine com um monte de heróis? É aí que eu temo o filme dos Vingadores.

O filme não foi pra frente devido as coisas não terem dado certo, até que Tim Burton desistiu.

P.S. O roteiro escrito por Daniel Waters em 1995 pode ser encontrado aqui: Catwoman by Daniel Waters

Agradecimentos
Flaggaz
E! Entreteniment Television
Adoro Cinema

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...