Em Destaque

domingo, 9 de agosto de 2015

[Sessão Crítica] Quarteto Fantástico (2015) - "A Mudança Está Próxima"




*********************
ÍNDICE  - ÍNDICE ÍNDICE 
**********************
 NESTA POSTAGEM 
SESSÃO CRÍTICA
 QUARTETO FANTÁSTICO

EXTRAS
MEMÓRIAS DA SESSÃO
FICHA TÉCNICA

*********************

 SESSÃO CRÍTICA 
QUARTETO FANTÁSTICO

NÃO  É PARA TANTO
Nova adaptação traz um elenco mais jovem que não cativa 

Sem pretensões de resgatar a ideia de um elenco estelar, o filme de Josh Trank mais parece uma daquelas séries de TV genéricas de orçamento independente. Nem um pouco se parece com uma superprodução. É como se, à primeira vista, estivéssemos assistindo os maiores Super-Heróis das HQs em nível B. Além de rostos desconhecidos, o elenco não cativa - tampouco possui caracterizações ou expressões marcantes.

Apesar da frieza dos interpretes, Michael B. Jordan (Johnny Storm) tem os seus 15 minutinhos de destaque logo de cara. É visível essa dificuldade, de criar uma caracterização mais original, já que as versões cinematográficas anteriores buscavam uma forma de se aproximar os seus personagens visivelmente com o das HQs clássicas. Porém, nem tudo se apresenta completamente perdido em sua caminhada. No decorrer do filme, nota-se uma leve evolução dos seus personagens - auxilado pela história que, embora acelere um bocado, é um dos pontos mais interessantes do filme. A maneira como é explorada a interação entre os personagens é visivelmente seca, a ponto de parecer um improviso de tão caricato.  Oferece boas propostas,  até mesmo, melhor aplicadas que em muitos outros filmes. Ainda que exista um notável esforço de não exaltar o super-heroísmo - tornando-o bem natural em cena - quem é fanático por HQ diz que O Quarteto não é exatamente uma história de Super-Heróis que salvam o mundo - e pelo jeito, este acabou seguindo pelo mesmo sentido.

Unindo características de ficção científica e suspense dignas de filmes de monstros, o novo quarteto não chega a ser tão ruim assim, mas está longe de ser fantástico. Um triunfo que a FOX consegue sobre a MARVEL STUDIOS é acertar - de alguma forma - o equilíbrio entre humanização dos personagens de origem e o mundo real, quando transportados para o universo das telas (o mesmo caso vem com a Sony quando iniciou o Homem-Aranha com Tobey Maguire).

Momento Pós-Crítica
 Apesar da ação se manter estagnadas em ambiente terrestre (um grande equívoco ), a versão anterior, de 2005, era muito mais luxuosa. 
Lá em 1994, o Oscarizado produtor Roger Corman bem que tentou, mas o fraco orçamento só tornou tudo muito amador.
O Quarteto Fantástico surgiu nas HQs em novembro de 1961 criado por Jack Kirby e Stan Lee (este ícone, inclusive, não aparece no filme).


 EXTRAS 
Memórias da Sessão
Curiosamente, o filme não teve distribuição em 3D (como anunciou os cartazes)

Altas Confusões: O Quarteto Fantástico teve uma das piores distribuições de horário que eu já vi de um filme (todos praticamente tinham as suas sessões iniciando à noite - mesmo as cópias dubladas. Apesar da indisposição do dia, como um Dick Tracy, saí correndo pelas ruas (e assim foi na volta também) a tempo de chegar na última sessão do filme.

*Bastidores - Parte 1: No veículo, uma jovem moça - com voz de mulher mais madura, aparentemente negra e acima do peso - protestava com uma pessoa, aparentemente bem intima, ao lado as suas revoltas com um certo contato do Facebook ("...-Bloqueei mesmo...o Facebook é meu!" - blá, blás desse tipo)


Chegando na Sessão: Aparentemente, um atendente estava arrumando o cenário onde ficam os posters, enquanto alguns (eu incluso) aguardava pelo mesmo para "marcar" o ingresso e então finalmente entrar na sala. Sendo que esse processo demorou algum tempo (e eu estava impaciente), enquanto isso - sem ninguém pra atender no balcão ali vazio e sem ninguém pra dar uma informação concreta - esperava, enquanto entravam outros na frente (já com ingresso na mão).

*Bastidores - Parte 2: Finalmente sento na poltrona. Estava, do lado esquerdo, uma moça acompanhada de seu namorado (bem obeso e ela magra). A moça decide então se recostar no braço da cadeira onde eu estava apoiado, percebendo que eu não ia tirar o braço dali, ela então procurou um jeito de se arrumar rapidamente, levando o seu corpo um pouco pro encosto da sua cadeira (não dói e não cai o tronco, se ajeitar para não incomodar outras pessoas).

Cena Pós-Créditos: Havia pouco menos do que 80 pessoas na plateia (ainda mais por ser a última sessão). Eu já estava ciente de que não haveria cena pós-créditos no filme, mas mesmo assim fiquei ali aguardando alguma coisa (curtindo um ótimo tema épico composto por Marco Beltrami & Philip Glass). Todos ali aguardavam ansiosos (notei que alguns casais saíram antes - provavelmente já sabiam). Depois que tudo terminou.. um sonoro "-PORRA!" de algum rapaz + algumas risadas na sala em sequência. Enquanto descia as escadas, uma pequena chuva de reclamações "-Tem que mandar um E-Mail !" (protestou uma moça) ; "-Não viu na internet?" (continuou a moça), "-Se não vai continuar.. pra quê fazer ? " (protestos de uma outra moça); "-Não gostei !" "-Pior filme da Marvel !" (disse o que estava há duas cadeiras à esquerda). Comentários desse tipo.


Ficha Técnica
Título Original: Fantastic Four
Duração: 100 Minutos
Gênero: Aventura
Sessão Acompanhada: UCI Norte Shopping - 08/08/15 - S 12 - 22:20 (Sábado)

2 Hit Combo :

Synbios disse...

Hahahahahahaha, deve ter sido hilária essa cena do espectador falando palavrão no final do filme, eu li o post, imaginei e soltei uma gargalhada aqui. E essa da menina querendo tomar seu espaço foi boa também, o namorado dela não quis te encarar não? Hehehe...

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Poxa, eu bem que tentei gravar a reclamação da galera, mas não deu tempo (ia incluir essa tentativa no texto, inclusive). A cena foi realmente irônica.. haahha! Feliz porque causei esse efeito no texto porque era exatamente isso.. a sala tava toda em silêncio, aguardando pela cena pós-créditos e aí vem um e fala isso. Meio inesperado. kkkk

Eu acho que o namorado não sabia, não. Ele tava ali todo relaxadão na cadeira. hehe! E durou só alguns segundos de encosto (ela meio que se afastou como se tivesse tomado um choque - provavelmente não tava se dando conta.. kkk). O.o

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...