Em Destaque

quinta-feira, 8 de março de 2012

[Sessão Crítica] A Invenção de Hugo Cabret 3D - Legendado

NESTA POSTAGEM 
SESSÃO CRÍTICA
A INVENÇÃO DE HUGO CABRET

ENCONTRANDO A CHAVE
DESVENDANDO O SEGREDO
FICHA TÉCNICA




SESSÃO CRÍTICA
A INVENÇÃO DE HUGO CABRET

A REINVENÇÃO DA FANTASIA
Dentre vários trabalhos, como Taxi Driver e Os Infiltrados, Martin Scorsese é famoso por dirigir grandes filmes sobre personagens em conflito com a sociedade. Desta vez ele seguiu por um caminho radicalmente diferente. Hugo Cabret é o mais sensível de suas obras e comercialmente direcionado a família e aos jovens.  É uma história sobre mistérios e sonhos perdidos. Como uma grande homenagem ao cinema - a história faz o espectador interagir, conhecer ou relembrar os seus primórdios e testemunhar os grande truques - como mágicas na manga revelam uma fantasia faz-de-conta.  Entre algumas leves notas, dignas de um conto infantil, a trilha sonora de John Powell capricha nas atraentes composições enigmáticas.   

Sacha Baron Cohen - mais conhecido pelo filme Borat - é o alívio cômico na pele do Inspetor da estação, um dos antagonistas da aventura. O elenco ainda conta  com a presença de grandes lendas como: Christopher Lee (atualmente mais conhecido como o vilão Saruman de O Senhor dos Anéis e Conde Dooku de Star Wars: Episódio II) e Ben Kingsley (desde mundialmente conhecido por interpretar o líder Gadhi ao vilão Nizam da adaptação de videogame, O Principe da Pérsia: As Areias do Tempo) ;  além de uma rápida participação do próprio diretor (Scorsese).
A solidão, coincidentemente, impera em quase todos os personagens. 

O casal de atores mirins,  Asa Butterfield (o próprio garoto Hugo Cabret) e Chloë Grace Moretz (Isabelle), tem boa quimica mostrando o exemplo de uma verdadeira amizade quase fraterna. Enquanto o mistério vai chegando ao seu final, surpreende os espectadores mais novos e confunde um pouco os mais experientes - os mesmos poderão imaginar situações sobre como seria o fim daquela história. Da mesma forma, ambos são levados a uma jornada emocionante e humana independente dela ter seus momentos previsíveis. 

O primeiro longa 3D da carreira de Scorsese se saiu majestosamente bem no formato. Hugo faz o que muitos filmes de formato 3D não o fazem: dosar bem equilíbrio técnico e interessante desenvolvimento. Apesar de ser um pouco lento no começo, questionamentos existênciais e ligações entre sonho e realidade é um dos pontos altos da história. A interação com os óculos pode ser percebido em quase todos os momentos; seja com efeitos visuais, movimentação e fotográfia. Nenhum efeito espetacular brota da tela sem algum sentido. 

Tanta dedicação e cuidado na conversão para o formato não compromete sua qualiadade ao se assistir na boa e velha versão 2D caso não busque pela sofisticação.  Se você se dispõe a pagar algum dinheiro a mais por um bom cinema, este é uma das produções obrigatórias de se assistir em 3D.  O acréscimo à emoção é certo.
A forma realista como esta conto abraça nosso universo, prova que os filmes de fantasia precisam ser reinventados. 

ENCONTRANDO A CHAVE
DESVENDANDO O SEGREDO
 - O livro que deu origem ao filme foi escrito pelo Americano Brian Selznic em 2007. Tem 533 páginas.
É considerado na categoria literatura juvenil. Foi lançado por aqui pela editora SM. No site da Saraiva custa uns R$ 35,70, vem com um brinde extra onde é possivel trocar por um ingresso grátis.
- o livro é recheado de ilustrações, com muitas cenas familiares vistas na adaptação cinematográfica.

- Comparações:  o mal humorado dono da loja de brinquedos, George Miéliès, ilustrado no livro e Ben Kingsley, seu interprete, em um dos posters do filme (à direita).

FICHA TÉCNICA
TÍítulo Original: Hugo
Data de lançamento: 17 de Fevereiro de 2012 (Brasil)
Sessão Acompanhada: Espaço Itau de Cinema Botafogo 19:00 Quarta feira (7/3/2012)
Gênero: Aventura/ Drama
Direção: Martin Scorsese

Sipnose Oficial (estendido)Paris anos 30, começo do século 20. Hugo Cabret é um órfão de 12 anos que vive escondido nas paredes da estação de trem. Ele guarda consigo um robô quebrado deixado por seu pai. Um dia ao fugir do inspetor ele conhece Isabelle uma jovem com quem faz amizade. Logo Hugo descobre que ela tem uma chave com o fecho em forma de coração exatamente do mesmo tamanho da fechadura existente no robô. O robô volta então a funcionar levando a dupla a tentar resolver um mistério mágico.

3 Hit Combo :

Miya disse...

Ver o filme só me deixou com mais vontade ainda de ler o livro. A história é impecável e te faz pensar em várias coisas. Os personagens são muito carismáticos (sem contar a participação do "Borat" shaushuau). Mas o que mais me encantou foi o cenário Steampunk que eu simplesmente amo. Bom... recomendo a todos. Um dos melhores filmes que já vi =D.

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Ui! ~~ Miya, mandou bem na crítica. Gostei dessa interessante comaparação com Steampunk (taí algo que eu não conhecia). Antes de assistir o filme eu nem fazia noção que o Sacha "Borat" estava no elenco. Fui assistir tendo pouca referência o que me deixou mais surpreso com essa novidade. Então eu entendi o motivo dele estar presente neste último Oscar fazendo umas graças.
O personagem dele está bem humano no filme, sem perder a piada "cara de pau". hauhaua!!

Obrigado Miya pelo comentário e apareça sempre querida.
;*

P.S. Só falta implementar um sistema de "curtir" aqui sem perder os posts. hehe!

Portal Pop disse...

Iae pessoal visitem meu blog se puderem seguir eu agradeço

http://portalpop-br.blogspot.com/

Vlw!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...