Em Destaque

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

[Sessão Crítica] O Espião Que Sabia Demais (3 Indicações ao Oscar 2012: Trilha Sonora, Roteiro Adaptado e Ator: Gary Oldman)

NESTA POSTAGEM 
SESSÃO CRÍTICA
O ESPIÃO QUE SABIA DEMAIS
ESPIONAGEM DE RAÍZ


EXTRAS
IMAGENS
FICHA TÉCNICA


SESSÃO CRÍTICA
O ESPIÃO QUE SABIA DEMAIS
ESPIONAGEM DE RAÍZ
Adaptado do romance de John Le Carrè, a trama é desencadeada por diálogos e trabalha bem mais na humanização dos espiões do que outras produções já conhecidas (como 007 e Missão: Impossível) com profundas características institucional e pessoais destes servidores públicos. O roteiro ainda trabalha com interessantes alterações de tempo aonde é preciso ter atenção quanto as peças que se ligam na história - algo que me lembra um pouco filmes como: Cidadão Kane (o favorito de 10 em cada 10 críticos) e Os Suspeitos (filme genial que lançou Bryan Singer ao estrelato, antes de se envolver em filmes de Super Heróis posteriormente e injetar sua fórmula).
É uma dessas quase extintas obras que não servem apenas como um intuito de entretenimento como também uma forma de apreciar arte - é mais indicado aos espectadores que curtem filmes mais cabeça (tanto é que esses tipos de produções já não passam mais em cinemas de grande circuito, como Shoppings, devido o público ser mais de jovens viciados em adrenalina). Destacam-se também algumas dinâmicas nas movimentações e closes de camera, quase como se fosse um noticiário de TV.

A surpresa é que Gary Oldman está indicado ao Oscar 2012, sua primeira indicação na academia como Melhor Ator, pela sua atuação como o espião George Smiley - protagonista da história. Oldman está certamente em sua melhor fase, mas ele já foi por muito tempo um ator que ficou mais reconhecido por papéis de vilões loucos e sanguinários no cinema - como o Conde Drácula da adaptação cinematográfica: Drácula de Brian Stroker em 1993 - e até chegou a dizer já estar se cansando disso em uma entrevista sobre a refilmagem cinematográfica da série Perdidos no Espaço em 1998 (lá ele interpretava o icônico Dr. Smith) cuja produção acabou lhe prometendo pagar uma alta quantia para ele aceitar o papel.  Dentre esses papéis vilanescos vale também destacar o violento policial Stansfield de O Profissional (dirigido por Luc Besson e estrelado por Jean Reno). Ele também surgiu como o terrorista Russo, Korshunov, que sequestra o avião presidêncial em Força Aérea Um (dirigido por Wolfgang Petersen, de A História Sem Fim, e estrelado pelo próprio Indiana Jones: Harrison Ford).

A história mudou quando ele foi pego pelo diretor Christopher Nolan - que o transformou no honesto policial Jim Gordon - papel o qual muitos devem reconhecê-lo atualmente por Batman Begins e Batman: O Cavaleiro das Trevas. E esse ano ele estará  de volta como Gordon em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, mais uma grande produção que já coincide com a sua indicação ao Oscar de melhor ator. Um exemplo coincidente e bem recente que vale citar: em 2006, Phillip Seymour Roffman, ator que se tornou uma grande revelação do ano, foi indicado e se tornou o ganhador do Oscar por Capote, como o próprio Truman Capote; e no mesmo ano atuou em uma certa superprodução estrelada e co-produzida por Tom Cruise, como o vilão Owen Davien em Missão: Impossível III. Papéis e produções com direções distintas que valeram para promover um ótimo ator. Será que o Oldman ganha essa e assim novas oportunidades surgem para explorá-lo ainda mais? Eu torço que sim.

Na trama, George Smiley (Gary Oldman) é um espião aposentado -  meio que considerado uma carta fora do baralho - acaba se tornando o encarregado para investigar o traidor do alto do Circo - uma equipe especializada (Tropa de Elite) da Inteligência Britânica comandada pelo homem de codinome Control, interpretado pelo veterano John Hurt. E o jogo de peças começa dentro desse período de Guerra Fria aonde países se confrontam temendo pela 3ª Guerra.

Além do nosso querido Gary Oldman, outros atores que valem destacar também é Colin Firth de O Discurso do Rei, como o elegante e conquistador Bill Haydon e ainda de quebra Tom Hardy (mais conhecido atualmente pelo seu  papel como o vilão Bane no novo Batman ao lado de Gary Oldman) mostrando aqui as garras de seu versátil talento como o jovem e impulsivo Ricki Tarr.

- E não confunda essa produção com o O Homem Que Sabia Demais, suspense de Alfred Hitchcoock.

EXTRAS
IMAGENS






FICHA TÉCNICA
Título Original: Tinker, Tailor, Soldier, Spy 
Sessão Acompanhada: Cinema Botafogo Estação SESC 19:00 (24 de Janeiro de 2012, Terça Feira)
Classificação: 14 Anos
Lançamento: 20 de Janeiro de 2012 (Brasil)
País: Inglaterra, E.U.A., França, Alemanha
Gênero: Drama/ Suspense
Direção: Tomas Alfredson
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...