Em Destaque

domingo, 25 de dezembro de 2011

[Dedo no Joystick de Natal] Home Alone 2 - Lost In New York (Mega Drive): Doces e Trotes em Tempos Natalinos

NESTA POSTAGEM 
DEDO NO JOYSTICK ESPECIAL
Home Alone 2: Lost in New York (Mega Drive)
DOCES E TROTES EM TEMPOS NATALINOS
O GUIA DA VIAGEM
A ARTILHARIA DE KEVIN
ITENS LEGAIS
FICHA TÉCNICA
ARTIGO


Noite Infeeliz.. Noite Infeeliz .. Quebrei o Nariz..Fui para o hospital.. passei muito mal!


DEDO NO JOYSTICK ESPECIAL
Home Alone 2: Lost in New York (Mega Drive)

DOCES E TROTES EM TEMPOS NATALINOS
Você tem 8 anos de idade. Seus pais e seus irmãos mais velhos viajaram e você ficou completamente sozinho. UOAA! LIBERDADE! LIBERDADE!


Trocarei um pouco os papéis nessa postagem, isso quer dizer que vou incorporar um garotinho muito legal. O meu nome? É segredo. Quem disse que eu falo com estranhos?  Mais pra frente eu te conto. Isso quer dizer que eu estou me tornando um grande astro mirim da década.

Voltamos ao ano de 1990 e nos reencontramos comigo, Maculay Culkin, um dos maiores astros daquela década, e o sucesso de Esqueceram de Mim. Comédia pastelão aonde conta uma história muito simples: eu, garoto de família de classe média alta da Califórnia, sou deixado em casa depois que minha família viaja para Paris. Posteriormente, a casa é invadida por dois bandidos muito atrapalhados. E é aí que a confusão começa.

Eu sou Kevin, o garoto carísmático que rouba a cena. É do tipo que toca a campainha do vizinho e sai correndo. Um garoto levado e mimado mas de bom coração, assim como muitos de vocês que um dia foi criança. Eu uso e abuso das diversas artimanhas contra os ladrões, criando as mais diversas armadilhas, um tipo de Bruce John McClaine Willis dos baixinhos. Sabe aqueles moleques que vivem me batendo na escola? Eles não me conhecem.

Com o grande sucesso de Esqueceram de Mim, ainda me tornei o astro mirim mais bem pago de todos os tempos.
Harry Lime e Marv Merchants, respectivamente interpretados por Joe Pesci e Daniel Stern. 

 Em grande evidência, eu conheci o megastar Michael Jackson e logo nos tornamos amigos. A combinação nunca poderia ter sido melhor. Foi no videoclipe Black Or White (1991) que os nossos fãs testemunharam essa solidificação amigável. No vídeo, marcado pelo efeito morph, eu deixo de ser Kevin e agora me torno um garoto rebelde que curte ouvir música alta e que acaba deixando o seu tio numa crise de nervos. Pretty Cool! (Desculpem aos Brasileiros por não poder economizar meu inglês nesse final.) 
O diretor Chirs Columbis e eu, Maculay Culkin, nos bastidores. 

Tempos depois, o meu diretor de Esqueceram de Mim, dirigiu os dois primeiros filmes da série Harry Potter. Ah, sim, me lembro de ter criado uns 100 cadastros no Facebook para dar uma curtida nesses filmes. Eu adoro. 

Eu sempre fui Kevin, mesmo sendo Macauly Culkin, juro a vocês que nunca cresci. >:)
 Ele tem um bom histórico de filmes de aventura para familia. Meu tio, Steven Spieberg, chegou a contratá-lo para escrever um dos roteiros de Indiana Jones e a Última Cruzada (1989) antes da versão definitiva de David Koepp. 
Em 1992, foi a vez de assumir o manto de Kevin novamente em Esqueceram de Mim 2: Perdido em Nova York. Agora o problema é ainda maior. Novidade, né? Eu me perco da família no aeroporto de Nova York. É partida a minha nova aventura para altas confusões agora na maior cidade da Americana.

Sem contar que, por coincidência, acabo reencontrando os antigos ladrões que assaltaram a minha casa, Harry (Joe Pesci) e Marv (Daniel Stern). Eles passam  a me persegir e começa aí uma correria feito cão e gato, como nos desenhos animados. Aonde os malvados sempre se tornam vítimas das armadilhas formadas pelo protagonista menor (Vide: Tom & Jerry, Franjola & Piu-Piu, Pica-Pau entre outros).

E é por isso que esses filmes me divertiram tanto - principalmente o segundo filme (eu ria compulsivamente da cena em que eu estou tacando tijolos em cima de Marv - Daniel Stern rouba a cena - do alto de uma casa).

Ahhh! Mamãe! Eu tô na capa de videogame. Tenho que comprar.

Nesse mesmo ano, o primeiro Esqueceram de Mim ganha a sua versão para videogame. Uma grande surpresa para os meus amiguinhos que curtiram o filme no cinema. Home Alone (o título original do filme na minha terra, lá nos States) ganhou versões para Mega Drive e outros sistemas.

Em 1993, um ano após o lançamento do filme nos cinemas, Home Alone 2: Lost In New York ganha a sua adaptação para Mega Drive. Este que é considerado por muitos a melhor adaptação do filme. Tive um previlégio enorme de ganhar esse game de presente do meu pai, em meados de 1994 - um bom tempo depois de ter assistido o segundo filme em VHS (que trazia um raríssimo trailer do filme Batman: o Retorno). Home Alone 2, assim como o primeiro, foram lançados por aqui pela Tec Toy.

Quando meu pai alugou o primeiro jogo em 1992 pra jogar em casa junto com a minha irmãnzinha, lembro que até brigavamos pela vez no controle. A vontade era que eu queria que se esquecessem de mim por um tempo para umas jogadinhas no Mega Drive. Esse jogo já era um pouco difícil de se encontrar nas lojas. O interessante é que o primeiro game (da série C) tinha o nome do filme em protuguês abaixo e o segundo não possuia o título traduzido.
Home Alone 2 é muito diferente do jogo anterior, que tinha mais características de quebra-cabeça. O lance lá era construir armadilhas, como no filme, enquanto salva casas vizinhas dos ladrões. Neste segundo game, o universo é mais expansivo e o jogo é mais focado na ação. Você tem de lidar com os mais diversos tipos de inimigos, além de Harry e Marv (que aparece em quase todas as fases). Os bandidões estão foragidos da cadeia e vai dar muita dor de cabeça com a ajuda desses outros inimigos a cada vez que se aproxima do final do jogo.

Paul Gadboys & Dave Delia criaram um repertório musical próprio pro jogo - com exceção do tema principal que remete diretamente a uma reprodução da ótima e agitada canção All Alone On Christimas (Darlene Love) do filme. Cada música se encaixa perfeitamente com cada cenário e cada situação. Desde o momento em que estou no aeroporto de Nova York, a música tenta expressar o momento de admiração por começo de aventura, a um tema mais glacial que corta para agitada guitarra nos momentos em que me aproximo do encerramento da aventura.

E é por isso que a trilha merece levar pra casa o selo Punho Dourado aqui da casa. A voz que fizeram pro meu boneco Kevin, quando é acertado, é bem próximo ao da minha voz no filme e com o meu dublador Brasileiro, Peterson Adriano.

Quanto as animações, a minha movimentação melhorou. Parece comigo de verdade, sendo que eu pareço um pouco mais velho (um adolescente de 15 anos). Já os Bandidos Molhados - Harry e Marv - tem uma moldagem mais trabalhada e algumas animações mais simples.

O visual na tela de saúde é bem menos parecido com os atores do filme (principalmente as fotografias de Harry e Marv com gráficos meio Master System) mas a aparência dos bonecos, em ação, são mais próximos do real em comparação aos gráficos do jogo anterior.

Quando são acertados por algum objeto, na maioria da vezes, apenas reagem simulando alguma dor ou que foram acertados (não mais se sujam ou algo parecido - a não ser se forem eletrocutados, por exemplo).


O GUIA DA VIAGEM
Eu, Kevin McCallister, Amo Nova York - A cidade que nunca dorme. A terra dos bons negócios.


 O jogo tem 8 níveis. A maioria é dividida em cenas que se espelham em algum momento do filme. Até aonde você pode me ajudar a chegar?

Cena 1
Aeroporto
Aqui, eu começo a aventura me envolvendo em altas confusões.

Tome cuidado para não me fazer ser atropelado pelos caras engravatados com mala e nem atire com as minhas armas na frente deles para ter a triste sorte de conhecer a maleta voadora. Me faça deslizar por eles e atire nas costas para ganhar pontos.

Primeiro pegue os balões do vovô para não passar pelos policiais. Depois pule sobre o bebedouro para deixar um pingo no chão e fazer os policiais escorregarem.
Eu também posso empurrar coisas...
ou ir pelas escadas para caçar objetos.
Crianças não façam isso em casa: Eu tô furtando objetos do aeroporto. Como sou mau.
Aqui eu encontro Harry pela primeira vez, um do bandidos molhados. Acerte-o até pedir arrego e pegue o elevador.

Curiosidades: No manual de instruções, o título dessa cena é Aeroporto de Cima

Cada nível possui pequenos filmes de introdução e final durante as passagens.

Cena 2
Bagagens
Pelas bagangens, o lance é ir por cima tomar cuidado com a dupla de bandidões - Harry & Marv (agora ele apareceu) - e os funcionários malucos que tacam mala (que culpa eu tenho pra tudo isso?).

No manual de instruções, o título da fase é Aeroporto de Baixo.

Cena 3
Ruas de Nova York: dia
 
Eu acho essa Nova York com uma certa cara de Londres, o som também.

Eu devo pegar impulso nos ferros para chegar a outra plataforma. Cuidado para não me fazer pular errado e cair em armadilhas.

Cuidado com o Marv.

Atire nos pizzaiolos e fature pizzas.
 Cuidado pra não me molhar com essas rajadas de água. Espere o espaço de tempo para pegar uma das peças de arma na plataforma inferior do canto.
Esses gatos são muito folgados.

Vou ficar atento e não economizar munição com a minha nova arma construída.

Cena 4
A loja de brinquedos de Duncan
Loja legal demais, só é um dos níveis mais difíceis do jogo.
Logo no começo, você tem que me ajudar a passar por uma certa sequência de plataformas (alguns itens pelo caminho) para chegar até aqui.
Os inimigos são bem cretinos. Como essa luva de boxe voadora que fica voando sobre minha cabeça feito uma mosca e os aviõezinhos semi-kamikazes.
 Nesse nível, eu começo com uma bola de futebol Americano que só faz cócegas nesses brinquedos asassinos.

É disso que eu estou falando, Baby! Não hesite em dizimá-los com uma boa arma de atirador de saco de areia.

 Vou subindo para cima pulando pelas poltronas. Mas o negócio é ir pra baixo e não me deixar ser levado por esses trampolins.
Esse tal de Harry voltou mais esperto, ele pode dar superpulos para alcançar locais altos. Me faça detoná-lo primeiro atirando para cima nesta plataforma próximo a saída - tenho que ficar bem na ponta para alcançá-lo.


Agora é dar uma de bom velhinho e sair daqui rapidinho pela chaminé. Até a próxima fase. See Ya!

Cena 5
Ruas de Nova York: noite

Sinto-me como se estivesse vagando pelas ruas noturnas e perigosas da cidade grande. A música sombria dessas frias ruas Nova Iorquinas tem tudo a ver. Aqui eu encaro pequenos ninjas e tenho de pegar impulsos pelos ferros para chegar a outra parte da plataforma, caso escolha ir por cima. Os urubus são um pé no saco.


A imensidão desse cenário é incrível.


Caguei tijolo. Desculpa aí tontos.

Cena 6
A casa abandonada
 Algo me chega a me lembrar e muito Esqueceram de Mim 1.

 
Aqui eu devo ativar as armadilhas que estiverem no caminho (com o botão A + frente, para empurrar objetos)  para atrasar Harry e Marv.

O carrinho derruba esses objetos da mesa e fazem esses malvados escorregarem.


Para chegar à saída mais rápido, só pulando.


Pegue impulso pelos lustres, espere-os subir até a 2/3 da altitude e pule pra a direção que deseja seguir.


 Uma curiosidade é que no manual de instruções da Tec Toy, a cena 6 é traduzida como O apartamento do tio.

Cena 7
Dentro das tubulações

Essa cena não está no filme. Após subir por uma descarga, eu acabo caindo dentro dessas tubulações sanitárias. Que nojo! Neste labirinto, minha arma é um mata mosquito para eliminar as pragas. Memorize os caminhos que você me fez passar e pegue carona pelas bolhas, destruindo os que estiverem com insetos, para chegar a saída.

Esse sapão vai dar uma ajudinha na caça.


Já quase na saída, um monte de presentes. Sucess!

Cena 8
Parque

A última fase é a pior de todas em termos de dificuldade, vai te deixar muito enfurecido. Eu fiquei puto também *minha mãe não leu isso*. Com chão deslizante e inimigos pra todo lado, além do Harry e Marv Super - Homem, os dois agora estão imortais. Que medo! Que nervoso! Odeio fases de gelo assim. Não perca tempo com itens, a não ser se eles estiverem próximos de seu alcance, e siga até a árvore.

Tenho que correr igual a uma vaca louca atrás dessa árvore antes que eles me alcancem. *puf puf*

O Marv tá desesperado pra me pegar. AAAAH!
É um pássaro? É um avião? Não.. é o Super Marv do mall!

Chegando à arvore, opte começar pelo canto, através desta plataforma e siga.


Parabéns! Encontramos a simpática senhora dos pombos. Agora é só curtir o final e voltar pros braços da mamãe.


A ARTILHARIA DE KEVIN
Eu, Kevin, posso construir armas no decorrer do jogo para causar danos maiores aos inimigos e liberar espaço. Elas ficam espalhadas em forma de objetos piscantes em algum canto do jogo. E você deve encontrar essas peças para formar a minha arma.

Galeria: 1. no indicador do jogo, apresenta a arma montada/ em utilização (lado esquerdo) e a que está sendo montada (lado direito). 2, 3, 4. peças de arma perdidas (mola do estilingue, sorvete, tubo do lançador e pino)


ITENS LEGAIS
Hey, cara! Há um montão de itens que eu posso pegar. Não dá pra se agarrar tudo, né? Mas tente pegar o máximo que puder pra mim.
Garrafa de água, caixas de leite e marmita: quebram o galho quando se perde energia.
Pizza: enche a energia por completo.
Pombas-tartaruga: vida extra.



Presentes: fatura pontos.


UMA ADAPTAÇÃO PARA SE LEMBRAR
A SEGA fez um trabalho primoroso. E não é atoa que este é considerado o melhor jogo baseado na franquia cinematográfica. Com apenas 4 Mega de memória, o cartucho faz milagres. Pra quem buscava um jogo corre corre mais ou menos como clássicos do tipo Bonanza Bros esse jogo pode te satisfazer. Se você tiver filhos na faixa* de 8 a 14 anos, vale a dica.  *P.S. Titio e titia. Se tiverem umas meninas assim da minha idade, me apresenta. Sou Americano e rico, OK ?


FICHA TÉCNICA
TÍTULO ORIGINAL: IDEM
GÊNERO: AÇÃO
DISTRIBUIDORA: TEC TOY
FABRICANTE: SEGA
MEMÓRIA: 4 MEGABITES
PAÍS: E.U.A.
ANO: 1993


ARTIGO
DEDO NO JOYSTICK EDIÇÃO ESPECIAL
HOME ALONE 2: LOST IN NEW YORK 
(MEGA DRIVE - SEGA/ TEC TOY)
DOCES E TROTES EM TEMPOS NATALINOS*
2011 ©Mestre Ryu (textos, gravação e edição de imagens)
*Apesar deste material conter notas/ argumentos de ficção, todas as opiniões e alguns fatos são reais.


FELIZ NATAL
QUE 2012 SEJA PRA VOCÊ UM ANO CHEIO DE AMOR E PAZ!
ATÉ BREVE.

11 Hit Combo :

Léo disse...

Caramba, como você gosta de aprontar!
Mas devo parabenizá-lo pela astúcia em se livrar dos bandidos!

Fora isso, gostei do toque em 1ª pessoa da matéria e do detalhismo com a qual ela foi feita, desde a listagem de itens e de cenários até análises sobre o filme e os atores.

Devo confessar que assitia "Esqueceram de Mim" só pelo prazer de ver as engenhosidades de Kevin pra persuadir os bandidos.

Feliz Natal, Kevin... Ryu!

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Léo: Uooooaaaahhh! Valeu meu amiguinho. Obrigado Irmão. É muito bom ver você por aqui. Que sempre me ajudou a movimentar essa bagaça. Eu precisava aprontar neste Natal como Kevin ou nunca me perdoaria. haha!
No embalo, resolvi assistir denovo os primeiros filmes do Box que eu comprei da quadrilogia. Eu sempre gosto. Eu ri muito desses filmes quando criança. E compartilho com você este momento. Esse é o espírito do Natal, ser muito feliz.

Felizzz natal, carinha..irmão Léo!

Léo disse...

A bagaça é nossa! Hehehe!
É muito bom ter tempo livre pra movimentar o blog, agora tenho sempre algo novo para as segundas-feiras.

Na quadriologia Esqueceram de mim, o que mais vi (e mais me agradou) foi o 3. E o que achei "menos bom" foi o 4. O 1 é bom também, e o 2 mais ou menos. No meu ranking de qualidade fica assim:

1º EdM 3
2º EdM 1
3º EdM 2
4º EdM 4

Muitas felicidades!

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Showzaço brother. Hehehe! Eu já senti falta do McCallister no 3. O 4 ainda não vi. Vou ver se consigo ver hoje.
Pra mim o 2 até agora é o melhor. Depois o 1 e depois o 3.

O meu fica
1ª Esqueceram de Mim 2
2ª Esqueceram de Mim 1
3ª Esqueceram de Mim 3

O 2 é quase um "remake" com mais ingredientes: com algumas brincadeiras e referências ao primeiro filme. Nota: os dois bandidos ficaram mais coerente com a realidade, um pouco mais violentos em certas atitudes, enquanto que no primeiro eles eram um pouco mais estereotipados pra comédia.

Mas resumindo em duas palavras os dois primeiros filmes: O segundo é mais engraçado e o primeiro é mais emotivo. Sempre encarei Esqueceram de Mim como um filme de comédia e aventura. E o rítimo acelarado e imaginativo (com jeitão de desenho animado) do segundo me agradou mais.

Uma coisa que gosto do primeiro, é o quanto ele tem uma linguagem que mexe com coisas muito parecidas com o que eu sentia quando criança: O hábito de ficar sozinho em casa.
Eu já acordei sozinho numa certa noite sem ninguém e era horrível, fora o medo mor de escuro. Sem contar as lendas urbanas que as crianças mais velhas acabam impondo na cabeça das crianças mais novas - o velho da pá e as coisas que o Kevin imaginava quando ficava sozinho no porão (eu também já tive essas paranóias).

E não é exagero dizer que este é um conto infantil moderno ideal sobre nossos medos e sentimentos de heroísmo. Essa modernidade se comprova pelas crianças, que tomam o filme como protagonsitas e os adultos estão ali para um apoio emocional a história.

Felicidades meu companheiro. Estamos juntos aí pro que der e vier.

Léo disse...

Realmente.

Esse retrato de Kevin é uma compilação das emoções e situações das crianças nessa idade. E mostrando um lado heróico por parte da criança do filme. As crianças se inspiram a superar barreiras que as afligem.

Diferente dos filmes atuais onde as crianças são chatas, frescas consumistas e inconsequentes, Esqueceram de Mim mostra um lado melhor para se trilhar do que este em que as crianças se encontram contemporaneamente.

É claro, a bagunça não precisa fazer tanto parte disso, mas sim a independência e criatividade que a geraram. Afinal, sem elas as armadilhas (ou meios de sobrevivência) não existiriam sem esse dois fatores.

E isso reflete na vida adulta, evidentemente, afinal, isso aqui é uma selva onde o mais forte sobrevive. Triste mais verdade. O humanismo de um ser deveria ser parte integrante da astúcia, pois assim, a sociedade poderia ser melhor com as pessoas também vivendo em prol das outras, levando assim a uma homogenia e a um lugar melhor.

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Filosofou agora!!

Léo disse...

Hehe, Quando eu começo a fazer isso, me surpreendo com o lugar onde chego.
Às vezes acho que é automático.

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Assisti o 3 ontem novamente. Realmente eu percebo que fizeram uma boa continuação e não um simples Remake, tentando fazer o filme como se estivesse em 1990, como os filmes de hoje em dia (o mesmo título e as mesmas situações).

O personagem Alex é um garoto que eu diria até mais esperto que o Kevin, e até mais descontraído (não se intimida muito com certas coisas).
Gostei dos vilões. Harry e Marv perto dos quatro assassinos/ ladrões, são quase "bonzinhos". Isso porque eles tem umas atitudes mais cruéis, usam armas e até atiram com elas. Nos filmes com o Kevin, só no segundo que chegaram a usar arma (acho que só o Harry).

Eu acho isso interessante porque a franquia também cresce com o público. E eu realmente não vejo hoje Harry e Marv tão cruéis assim sem armas de fogo (isso no primeiro filme - já no segundo, os diálogos e atitudes deles são mais fervorosas). Uma coisa que quebra o rítimo é que a história já não é mais "Esqueceram de Mim" no 3. Ele não está lá sozinho dentro de casa todo o tempo, mas o filme ganha por também não repetir essa dose e por mostrar situações e rítimo completamente diferentes dos dois anteriores.
Agora só falta ver o 4 aqui do box.

Cosmão disse...

Puxa, belo "detonado", acho que esse é o único jogo NO MUNDO em que podemos pegar MARMITAS pra encher a energia uaheuaehaeuhaue!

Não conhecia "direito" esse game, vou pegar pra jogar agora à tarde!

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Cosmão: Ueaheaehaeha!! Pois é, eu também notei isso quanto ao lance da marmita. Fiquei surpreso ao ler sobre o que o item representava no manual do jogo. E olha que nem lembrava disso, quando ganhei o jogo lá em meados de 1994/ 1995.

Fico muito satisfeito pela sua aprovação, irmão. O jogo vale uma conferida. Depois conte pra gente a sua experiência. Obrigado pelo seu comentário. Estou honrado. :D

Feliz 2012 pra todos!

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Até o final de 2012 eu pretendo colocar o vídeo com o detonado no You Tube. E possívelmente terá um conteúdo extra comparado cenas do jogo e do filme. Como vai ser um processo demorado, a minha prioridade no momento está sendo os especiais de Batman e Sonic.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...