Em Destaque

domingo, 3 de novembro de 2013

[Sessão Crítica] Thor: O Mundo Sombrio - IMAX 3D

NESTA POSTAGEM
SESSÃO CRÍTICA 
 Thor: O Mundo Sombrio 

REENCONTRANDO O MIJOLNIR
Curiosidades sobre a origem
Ficha Técnica



SESSÃO CRÍTICA  
Thor: O Mundo Sombrio 

DEUS DO TROVÃO SE ACOMODA,
 EM SEU DEVIDO LAR
Valores significativos como amizade, família e vingança continuam lembrados num mundo pós-Os Vingadores, em escala de ação mais extensa, deste segundo longa solo do Asgardiano, também protetor de nossa amada Midgard (Terra)

 Sem novidades , essa segunda aventura solo inaugura o personagem Thor na segunda fase para a corrida rumo ao segundo filme da cinessérie Os Vingadores. Diferente do primeiro longa, o universo de Thor é muito melhor destacado dentro de seu devido mundo (sem a intervenção da S.H.I.E.L.D., que é apenas mencionada, assim como os demais vingadores). Tom Hiddleston, como Loki, o meio-irmão de Thor, destaca-se com as melhores cenas - seja as de algum humor ou alguma emoção, o Deus da travessura rouba lágrimas fortes desta vez.. a conclusão de seu personagem na história é surpreendentemente brilhante.

Jamie Alexander (Sif) em cena

Com direção de Alan Taylor (conhecido pela série Game Of Thrones), algumas características Shakespearianas de Kenneth Branagh são encaixadas com bem menos densidade, porém, muito do tom épico fica quase intacto quando a trama é transferida para os conflitos em Asgard (a terra de Thor), ainda que as interferências no mundo terrestre rendam alguns determinantes bons momentos de ação na dinâmica. 

Kate Dennings (Darcy Lewis) com um novo no elenco, Jonathan Howard (Ian Boothby)

Os fiéis guerreiros que auxiliam Thor na empreitada, ganham aquele espaço pequeno e com certa importância, como no longa anterior. E Kate Dennings continua uma graça, como Darcy Lewis. A interação entre novos e antigos personagens rendem interessantes e algumas divertidas situações. Retornam ao elenco todos os ilustres atores principais dos filmes anteriores que se relacionam ao universo de Thor, assim como Natalie Portman, na pele da astróloga Jane Foster, ausente em Os Vingadores, que aqui ganha mais um novo parceiro para dividir a tela, o comediante inglês, Chris O'Dowd, aqui creditado como Richard*veja mais em curiosidades. Há ainda interessantes intenções de desenvolver triângulos amorosos entre Thor, Jane Foster e Sif, encarnada por Jamie Alexander, ou Thor, Jane Foster e Richard, mas infelizmente esses lances não foram tão explorados. 

Ainda que peque pela falta de ousar em inovações no ritmo, Thor ainda respira bem para o público que já o acompanha de outras aventuras e pode agradar certamente a um público que está assistindo ao herói pela primeira vez. O IMAX 3D também não traz novidades em comparação a outras produções, caso você opte por assistir num cinema de forma mais econômica (sem o IMAX 3D), não perderá muita coisa. 

ATENÇÃO: Fiquem até depois dos créditos (muitos na sessão onde eu estava não aguardaram)

REENCONTRANDO O MIJOLNIR

CURIOSIDADES SOBRE A ORIGEM
Chris O'Dowd flagrado nas gravações de Thor: O Mundo Sombrio

O ator Chris O'Dowd inicialmente esteve cogitado para viver o personagem Dr. Donald Blake - um ex-namorado da Dra. Foster mencionado no primeiro filme e usado como uma identidade falsa por Thor. 

Thor se transformando em Dr. Donald Blake

A ideia de Thor obter uma identidade de civil fixa, como Dr. Donald Blake, foi pensada no primeiro longa, mas o piloto foi descartado - permanecendo apenas aquela pequena menção citada anteriormente. 

A menção ao Dr. Donald Blake em Thor (2011)

 Nos quadrinhos, Donald Blake foi uma identidade civil usada por Thor, quando esteve na Terra, por um certo tempo. Sua origem ocorreu em sua edição de estréia.

Em Journey Into Mistery, número 83, Thor (criado por Stan Lee e com desenhos de Donald Kirby) utiliza a sua identidade de Dr. Donald Blake após ser jogado pelo seu pai, Odin, para a Terra, ao sentir que lhe faltava humildade. Com as memórias de humano, Blake é um brilhante cientista, porém, manco de uma perna. Aos poucos, ele começa a aprender os valores da humanidade até seu destino se concretizar. Logo na primeira história, Blake avista uma nave espacial, trazendo os Homens de Saturno, ao entrar numa caverna, encontra o martelo mágico - o seu futuro e famoso Mijolnir.
Não confundir: Um Dr. Donald Blake também surgiu no universo X-Men. Este seria o filho de Dr. Charles Xavier e Gabrielle Harller em um universo alternativo (Earth 295), nascido em Asgard. Surgiu em X-Universe 1 (Maio de 1995) e falece logo na segunda edição de X-Universe (Junho de 1995). Este outro Blake foi criado por Scott Lobdell e Carlos Pacheco.

FICHA TÉCNICA
Título Original: Thor: The Dark World
Direção: Alan Taylor
Sessão Acompanhada: UCI NEW YORK CITY CENTER - 19:20 - O 15 - 2/10/2013 (Sábado)
Duração: 120 Minutos
País: E.U.A.
Gênero: Ação

Sinopse: "Thor: O Mundo Sombrio da Marvel dá seguimento às aventuras no cinema de Thor o Poderoso Vingador enquanto ele luta para salvar a Terra e os Nove Reinos de um inimigo sombrio que destrói o universo. Na sequência de acontecimentos de Thor da Marvel e de Os Vingadores The Avengers da Marvel Thor luta para restaurar a ordem no cosmo mas uma antiga raça liderada pelo vingativo Malekith (Christopher Eccleston) retorna para levar o universo de volta às trevas. Enfrentando um inimigo que nem mesmo Odin e Asgard são capazes de derrotar Thor precisa embarcar em sua jornada mais perigosa e pessoal que o reunirá com Jane Foster e o forçará a sacrificar tudo para nos salvar."

SESSÃO CRÍTICA 
Thor: O Mundo Sombrio - "Deus do Trovão se acomoda, em Seu Devido Lar"
2013 ©Mestre Ryu (textos & edição de imagens)

Não deixem de conferir também o álbum Memórias da Sessão no Facebook.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...