Em Destaque

domingo, 2 de setembro de 2012

[Sessão Crítica] Os Mercenários 2 (Dublado) - De Volta À Ação

NESTA POSTAGEM 
SESSÃO CRÍTICA
OS MERCENÁRIOS 2



ARSENAL EXTRA
MEMÓRIAS DA SESSÃO: TAMBÉM ME DEU VONTADE DE EXPLODIR ALGUNS
GALERIA
FICHA TÉCNICA


SESSÃO CRÍTICA
OS MERCENÁRIOS 2 

COMO NOS BONS TEMPOS
Os astros de ação retornam melhores e trazem mais companhia

Pouco papo e muitos socos, tiros e truculência (sem censura) feito com o melhor gosto para os marmanjos.  Sylvester Stallone (Rambo: Programado Para Matar), Jason Statham (Carga Explosiva), Liam Hemsworth (Jogos Vorazes), Jet Li (Maquina Mortífera 4), Randy Couture (Cinturão Vermelho), Terry Crews (Missão Madrinha de Casamento; Todo Mundo Odeia O Chris), Arnold Schwarzenegger (O Exterminador do Futuro), Dolph Lundgren (Atirador de Elite), Jean Claude Van Damme (O Grande Dragão Branco; Street Fighter: A Última Batalha), Chuck Norris (Comando Delta) e Bruce Willis (Duro de Matar). Uma legião de soldados que mais parecem ter saído de alguma revista em quadrinhos neste Ramboverso consagrado por Sylverter Stallone (este que realiza o nosso sonho, dos verdadeiros fãs do gênero Ação - Brutamonte).


Velhotes, barbudos e peludos são coisas do passado. Será?

Para o tradicional público feminino, podem haver pontos negativos. Não há espaço para romance (com excessão dos olhares). A realidade de nossas últimas décadas é que muitos brutamontes e barbudos são deixados de lado pelos rostos e peitos lisos (Alguém aí lembrou A Saga Crepúsculo?). Sendo assim, este é o que mais busca um cenário sincero, quanto a preferência, em relação ao padrão de masculinidade atual que outras produções envolvendo esses tipos de astros musculosos.



É até louvável essa atitude por não forçarem clichê (como ocorrem até mesmo em alguns outros filmes de ação dessa tribo). E ainda valoriza a Meg (Nan Yu), única personagem feminina entre o time dos mocinhos com arma e habilidade sem necessáriamente sair por aí com a bunda aparecendo e se limitar a um mero desfrute erótico do mocinho. 

Muitas dessas mulheres poderão não entender as referências e piadinhas. Já os seus maridos, namorados ou amigos, estes sim, poderão oferecer uma Força Tarefa com seus conhecimentos e auxiliá-las a compreender melhor o espírito. 
 Da esquerda para a direita: Stallone como John Spartan (O Demolidor) e como Ross (Os Mercenários 2)

Entre os famosos heróis de ação reunidos, vale destacar também a caracterização de Sylvester Stallone e Arnold Schwarzenegger. Stallone está com um uniforme muito parecido com o de John Spartan, personagem de O Demolidor, de 1993. Foi quando ele chegou a contracenar com Sandra Bullock e Wesley Snipes. Este é um de seus grandes filmes.

Outra referência notável também é em uma cena onde ele fala: - Por que só eu tomo tiro. Ao levar alguns pitocos dos inimigos, remetendo a idéia de que ele sempre apanha muito nos filmes (assim como Tom Cruise adora correr).

Schwarzenegger, volta com seus cabelos espetados e falas do tipo: Eu Voltei.. Eu Estou Voltando (variações do Eu Voltarei ou I'll Be Back no original). Reencarnando O Exterminador do Futuro, clássico de 1984 e que teve uma arrebatadora continuação em 1991 (raro caso onde a continuação supera o já excelente original).
E apesar de alguma declarações de que Chuck Norris poderia processar o autor dos Chuck Norris Facs (mania na Internet que acabou popularizando o mito para a nova geração) o astro se rende às referências. Tanto é que, para causar ainda mais gritaria do público afobado, ele é o tipo que surge nos momentos imprevistos para dar uma forcinha ao grupo de Mercenários. Ele encarna o personagem Booker.

Dentre este superelenco de fortões, quem surpreende é Jean Claude Van Damme. Fazendo um vilão. Algo raro em sua carreira. E se sai muito bem, com ironia, elegância e certa crueldade (o que não poderia faltar num grande vilão).  

O que eu sonhava e realmente esperava dessa produção, é o humor. E aqui funciona.  Dei muitas risadas não só dos diálogos como também das exageradas mortes dos inimigos. Há a falta de só mais um pouco de aprofundamento no suspense e dos personagens. Para que toda a satisfação não se baseie apenas na aparição dos rostos famosos - depois disso, os mais afobados poderão tirar uma casquinha da situação com comentários do tipo: - Já vi o que tinha que ver então vamos pra casa.

Os temas de tensão compostas por Bryan Tyler tem bom aproveitamento em cena 

Tirando isso, a dinâmica entre o grupo de brutamontes é quase perfeita. Ação e humor como nos bons tempos da década de 80 e 90 como há muito tempo ninguém mais via no cinema. Já que nas últimas décadas, principalmente após o 11 de Setembro, as produções de ação quase não tinham explosões e cediam mais espaço a tramas políticas de fundo em meio a um enredo mais humano e dramático.
Simon West também dirigiu Con Air: A Rota da Fuga. Lançado em 1997, com Nicholas Cage em um dos seus melhores momentos. 

Outro Mercenário que também retorna ao gênero é Simon West (diretor do filme). Exagero é com ele mesmo. Um fato incompreensível é que ele foi criticado por destruir cenários demais desperdiçando altos valores - em meio a ação desenfreada de Con Air: A Rota de Fuga. . Pra falar a verdade, esse foi um de seus grandes potenciais (além do romantismo) que o torna um dos melhores filmes de ação dos anos 90. 

Nada melhor do que trazer um diretor conhecido e aclamado pelo público do gênero para estar à frente desse épico encontro. E sem conta com cenas ridículas como socar um tubarão (Tomb Raider: A Origem da Vida). As cenas exageradas são propositalmente para serem engraçadas, como Chuck Norris (Booker) detonando um cara enquanto seu esqueleto aparece num Raio X. Superando o fraco primeiro episódio, Os Mercenários 2 é mais um bom filme de ação. Bem próximo ao excepcional equilíbrio do recente clássico Con Air,  é certamente um dos melhores lançamentos de 2012.  

Na versão dublada: chega a ser emocionalmente nostálgico ouvir alguns dubladores clássicos reunidos em um único filme. Como, por exemplo, ouvir a vozes dos dubladores de Stallone e Chuck Norris dialogando entre si. Isso sem contar o Guilherme Briggs como  Van Damme. É fantástico para essa geração de cinéfilos do gênero. 

E o Subtítulo Nacional: faz menos jus ao filme e mais jus a linguagem do público que seguiu o gênero na TV (Originalmente entitulado: Back For War - De Volta Pela Guerra). 

E se há alguma adaptação de G.I. Joe: simplesmente esqueça. Este sim é uma adaptação digna dos Comandos em Ação

Analisando A Sinopse
 Nada tem a ver com a divulgação apresentada por aí. Vejamos:
Sylvester Stallone lidera o maior e mais famoso grupo de mercenários do cinema Ao aceitarem uma missão aparentemente simples o grupo é surpreendido por uma emboscada e Tool (Mickey Rourke) é assassinado. Tudo se complica mais ainda quando a filha de Tool resolve fazer justiça com as próprias mãos e acaba capturada. Jean-Claude Van Damme e Chuck Norris se unem a este super time ao lado de Jason Statham Bruce Willis Jet Li Dolph Lundgren e Arnold Schwarzenegger nesta missão cheia de ação

A verdade é que não há referências ao primeiro. É uma história distinta (o que é ótimo) onde o grupo de Stallone (Barney Ross) combate Van Damme (o cara mau conhecido apenas como um vilão) para impedí-lo de fabricar armas com orgivas nucleares e também por vingança.  

ARSENAL EXTRA

Memórias da Sessão 
Também Me Deu Vontade De Explodir Alguns
A Sessão das 21 horas na versão dublada não era exatamente o horário e versão que eu iria pegar. Fora isso, originalmente estava com planos de assistir no Norte Shopping, justamente pelo melhor som e imagem, e na cópia legendada (esses tipos de filme eu sempre assisto a versão legendada primeiro e, às vezes, assisto novamente na versão dublada para comparar). 

Se você opta por conforto e marca um encontro para assistir um cinema em Del Catilho, O Kinoplex do Shopping Nova América é a melhor opção. Comparado ao Norte Shopping, sempre com sessões lotadas em tempo de estréia, é o melhor lugar para se marcar encontro e ter a esperança de conseguir ainda alguma vaga. 

Um exemplo bem recente foi com Tropa de Elite 2. No dia de estréia, em todos os cinemas que eu fui, as sessões estavam esgotadas e só lá tinha vaga para o horário das 00:00.  A outra vantagem do Nova América é também ser uma opção quando se perdeu o horário do filme no Norte Shopping (como comentado aqui). Deus abençõe o Nova América.

Seguindo tais condições, escolhi essas opções levando em consideração a decisão dos meus amigos no encontro marcado pelo Facebook. Ainda assim, quando fui comprar o ingresso, faltando uns 40 minutos para começar a sessão, havia umas 5 vagas apenas. No final, a Sessão quase lotou (faltando apenas 2 vagas). Se tivessemos escolhido o Norte Shopping, possivelmente eu não conseguiria ter assistido nesse Sábado. 

  Risadas barulhentas e aplausos também renderam o entretenimento da Sessão. Isso só pecou pelo excesso. A risada alta de um doido ao lado me atrapalhou ouvir alguns diálogos do filme, o que também atrapalhou a namorada de um rapaz que estava do meu lado direito. Num conchicho a moça soou uma devida fala, mais ou menos assim - que saco, não dá pra ouvir (e críticando o Pestinha da risada). 

Como se não bastasse as risadas altas e irritantes do cabeçudo do lado esquerdo, o pior depois é que deu um mal de parkinson nesse namorado dela e ele começou a derrepente a bater o pé, balançando também a minha cadeira. Levantei um pouco e olhei pro lado pra ele se tocar. Enfim, o problema de alguns cinemas é o público pouco civilizado para assistir filmes - notável em cinemas da Zona Norte. Com todo respeito ao meu querido subúrbio mas, cara, tenho que falar, é demais.

GALERIA











Missão: - Procurar, Achar e Matar!

FICHA TÉCNICA 
Título Original: The Expendables 2
Sessão Acompanhada: Kinoplex Nova América - 21:00 - Sábado 1 de Setembro
Duração: 103 Minutos
Gênero: Ação
Direção: Simon West
País:  E.UA.


Dedico esta postagem aos meus amigos: 
Samantha Rocha (que me convidou para a sessão), Victor Hugo, Marilene Pereira e Amanda Gomes. Que confirmaram a presença lá na sessão (pena só ter encontrado a Samantha) 

3 Hit Combo :

Leandro" Leon Belmont" Alves the devil summoner disse...

valeu pela sua critica ao filme. só pelo Chuck Norris, vale a pena assistir. me pergunto como vai ser o enredo de Mercenários 3

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Obrigado amigo. Estou na expectativa também. Tomara que consigam convencer o Steven Seagal.

Daniel Calegari disse...

Parabéns pela matéria... Fiquei com vontade de ver o filme...
Muito bom... ^^

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...