Em Destaque

domingo, 6 de novembro de 2011

Retromorri: Jogos Cancelados, Betas, Raros & Rumores: Volume I - Edição Mês dos Finados na Blogsfera Gamer

NESTE TÓPICO
Retromorri..
JOGOS 
CANCELADOS, BETAS, RAROS & RUMORES
Volume I
Edição Mês dos Finados na Blogsfera Gamer

1. APRESENTAÇÃO
DICAS DA VIAGEM

2. JOGOS

Arcade
Capcom Fighting All-Stars
Garou: Legacy Of Might 
Justice League Task Force
Primal Rage II 


Arcade & Dreamcast
Street Fighter III: Third Strike

Dreamcast
Capcom V.S. SNK: Millenium Fight 2000
Castlevania: Ressurection
Metal Slug 3, Kof Collection e Kof 2001
Streets Of Rage 4

Game Gear, Mega Drive, Super Nintendo & Sega CD 
Akira

Jaguar
Tiny Toon Adventures

Mega Drive
Comix Zone
Ninja Gaiden
Phantasy Star V
Sonic Crackers
Sonic The Hedgehog: ABC Cartoon
Starquest
Super Return Of The Jedi 
The Mask
Kartoon Kombat


Mega Drive & Super Nintendo
Mission: Impossible

PC
The King Of Fighters Online
The King Of Fighters 95


 Playstation 3

Batman: The Dark Knight 

Saturn
Comix Zone 3D
Shenmue
Sonic Xtreme

Super Nintendo
EarthBound
FX Fighter
GoldenEye 007
Star Fox II
Super Mario World

3DO 
Clay Fighter 3
Mortal Kombat 3

3. EXTRAS
NOTAS DO AUTOR
1. APRESETAÇÃO

DICAS DA VIAGEM

Pegue suas malas e vamos ao passado se deparar com alguns amigos..Aliens

Com base em diversas evidências: Internet, revistas, memórias, comentários e citações, o interesse é debater sobre aqueles jogos que sequer viram a luz do dia ou então quando estavam para ver a luz..
Cuidado! Você pode se deparar com certas aberrações no meio do caminho por causa disso..ou se maravilhar..ou não.. ou sim? A escolha é sua.
Que isso sirva para desenterrar os rumores quase concretos, desde os mais conhecidos até os mais desconhecidos e mais algumas curiosidades extras.

Meus amigos já desenterram desde os mortos (Gagá) aos itens inúteis (Gabriel). Agora, quem disse que os segredos por trás dos bastidores de uma produção de um videogame não são (err) fatais?

Eu quero que você viva pra ler, porém..
OS PRÓXIMOS MOMENTOS DESSE POST SERÃO DE ARREPIAR. 
Divirtam-se!


Jogos Cancelados, Betas, Raros & Rumores: Volume I                               2008, 2010, 2011 Mestre Ryu

IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII

2. JOGOS

 IIIIIIIIIIIIIII ARCADE IIIIIIIIIIIIIII
Capcom Fighting All-Stars

O jogo já contava com Artworks circulando pela rede e trailer de apresentação no You Tube.
Alguns elementos foram aproveitados em Capcom Fighting Jam, como a personagem Ingrid e a presença de Kenji, trocando de lugar com Strider(Como o ninja oficial dos Crossovers da Capcom).
Uma das curiosidades é que o personagem Haggar (Final Fight) faria a sua estréia numa série Crossover e encarando outros personagens da empresa, como os Street Fighters.



Trailer



No vídeo abaixo é possível encontrar alguns golpes/ animações que foram utilizados posteriormente em jogos como Street Fighter IV (O Focus Attack de Ryu) e Marvel V.S. Capcom 3: Fate Of Two Worlds (Combos de Haggar, mas sem as barras de ferro). O jogo ainda ganha um subtítulo, Code Holders.


Parte Jogável


Artworks





 



 IIIIIIIIIIIIIII ARCADE IIIIIIIIIIIIIII
Garou: Legacy Of Might 
Houveram diversas imagens espalhadas referente a suposta continuação de Garou MOW há algum tempo atrás

Mais ou menos num período após a falência da SNK, circulava pela Internet supostas imagens de que seria possívelmente uma versão beta da continuação de Garou Mark Of Wolves, da série Garou Densetsu (Fatal Fury).
Garou 2 ou Garou: Legacy Of Might, seria produzido pela própria SNK se não tivesse falido. Será?

Pelo que se sabe é que existe a versão Alpha, embora com bastante erros. Esta versão não conta com sequencias de Introdução e nem ilustrações finais. Mas sobre a tela de vitória, há um único diálogo entre Terry Bogard e Rock Howard, o qual Rock mantém algum tipo de rancor contra Terry por ele não dizer toda a verdade sobre seu pai (Geese).
Também é possível ver o retorno de Andy Bogard com um novo visual e estilo parecido com o de Eiji Kisaragi de Art Of Fighting 2.

Numa dessas duas imagens podem ser vista também Ryo Sakazaki vestido de Mr. Karatê como em Fatal Fury Wild Ambtion. Inicialmente não se soube se Kain e Grant estariam no jogo.

O site SpekSNK citou também especulações sobre The Last Blade 3 e Art Of Fighting 4.

O site Neo Geo Protos comentou sobre o protótipo. Segue a minha tradução:

Partindo do princípio de que esta DRM era de fato um cartucho, este slot poderia estar disponível novamente para transferência. Sim, é verdade que a SNK estava trabalhando numa sequência de Mark Of The Wolves para o NEOGEO antes da companhia desligar a tomada do desenvolvimento do Software. NGM-158, meados do ano 2000 no catálogo, ocupa o mais jovem descoberto da lista.  Sem dúvida que este seria o protótipo mais procurado do NEOGEO. As duas telas do jogo rodando mostram o personagem de MOTW (Marco Rodriguez) combatendo Mr. Karate (Chefe de Art Of Fighting) tendo uma praia como cenário ao fundo, não vista no primeiro jogo da saga MOTW.


Seguindo essas idéias concretas, o título possivelmente seria Mark Of The Wolves 2 ou Garou: Mark Of The Wolves Special. Afinal, já temos um Garou Special, leia-se: Garou Den Setsu Special (Fatal Fury Special, no dialeto popular).

 As imagens do protótipo foram retiradas enquanto rodava em uma TV:

Este e outras fotos de protótipos desconhecidos do Neo Geo Podem ser encontrados no link principal do site Neo Geo Protos: Aqui.

 IIIIIIIIIIIIIII ARCADE IIIIIIIIIIIIIII
 Justice League Task Force
Jogo de luta baseado nos heróis da DC que representam a Liga da Justiça.

A versão Arcade sairia logo após os consoles, tendo também algumas imagens divulgadas, principalmente a tela de seleção de lutadores era diferente da versão SNES e Mega Drive. Para os 3 sistemas,  o jogo foi anunciado como Legends Of The Justice League Task Force antes do título definitivo (sem o Legends Of The..) o qual hoje conhecemos através das versões para 16 bits.
Na versão Arcade, a barra de energia tem um fundo transparente, diferente do fundo preto da versão SNES.

A tela de escolha de personagens seria preta com um espécie de tabela, a la Street Fighter II, com a cara de todos os personagens, os que não estão iluminados ficam em preto e branco, enquanto que o personagem que está para ser selecionado fica colorido com o ìcone.

Em meio a uma cobertura de lançamentos divulgados pela CES (Cosumer Eletronic Show) de 1994, a revista Super Game Power Edição 6 (Setembro de 1994) divulgou imagens e elogiou a mecânica do jogo. Veja a scan da matéria abaixo:


 IIIIIIIIIIIIIII ARCADE IIIIIIIIIIIIIII
Primal Rage II

Primal Rage 2 teria um conceito bem diferente do antecessor, que chegou a ter um lançamento simultâneo para os famosos consoles da geração 16 Bits, Mega & SNES. A sequência do, atualmente obscuro, jogo de luta digitalizado com Stop Motion de 1995 aparentemente avançaria no tempo, agora trazendo humanóides, feito bárbaros e amazonas como lutadores, no lugar de dinossauros. Tornando o jogo um ambiente mais próximos de filmes como Conan O Bárbaro e personagens de livros de fantasia. Numa das imagens encontradas, é visto uma das personagens (Keena) na forma de um dinossauro. Seria um espécie de método de transformação ou ataque especial remetendo as antigas espécies da primeira versão? Seria um novo Modo Rage? Congita-se que seu desenvolvimento esteve entre 1996 e 1997 até ser cancelado.

Galeria de imagens



Vídeo



IIIIIII ARCADE IIIIIIIIIIII DREAMCAST IIII
Street Fighter III: Third Strike

A mais popular da série 3, ganharia uma versão para NAOMI, tendo essa informação confirmada por sites estrangeiros e revistas da época (Entre elas estavam o site goodcowfilms e a revista SGP). Isso aconteceu durante o anúncio da versão para Dreamcast em 1999.

Na informação que se segue abaixo (Informações da Gamespot), diz que a SEGA havia mesmo confirmado que a versão Arcade se basearia em uma placa da NAOMI:
There's some confusion in regards to Street Fighter III. While Capcom didn't mention which board they are using for the game, latest the issue of Dreamcast Magazine said it's based on the CPS III. But Sega's own daily e-mail magazine, Daily DC News (3/18) reports that Street Fighter III 3rd Strike is based on the NAOMI board. Which is true? We'll tell you when it's revealed.
Tradução: Há alguma confusão em relação ao novo Street Fighter III. Enquanto a Capcom não revela qual placa eles tão usando para o game, a recente descrição da Dreamcast Magazine diz que ela foi desenvolvida na placa CPS III. Mas a própria SEGA que envia por e-mail as novidades diárias do DC a revista, reportou(18/3/99) que Street Fighter III 3rd é baseada na placa NAOMI. Qual é a verdade? Lhes diremos quando for revelado.

Isso também acaba com a polêmica de haver uma versão para NAOMI de SF III 3rd Strike. A verdade é que não HÁ uma versão para NAOMI. Essa possibilidade de existir uma versão NAOMI (que pode ter existido mas nunca chegou a ser lançada), poderia ter gerado a versão com bugs corrigidos para a placa CPS III a qual o Dreamcast se baseou segundo pesquisas.

IIIIIIIIII DREAMCAST IIIIIIIIII
Capcom V.S. SNK: Millenium Fight 2000
O primeiro capítulo do crossover para Arcades (Naomi) e Dreamcast entre as gigantes dos jogos de luta, SNK e Capcom, foi anunciado em meados de Outubro de 1999 pela revista Famitsu. Neste mesmo período, a Super Game Power havia divulgado imagens de uma de suas possíveis versões mais antigas (em que aparentemente mostrava os personagens da SNK nos seus sprites originais contra os personagens da Capcom nos seus sprites de Street Fighter Zero). Todas as imagens inicias aproveitavam os personagens em diversos cenários conhecidos. Alguns suspeitam que sejam montagens para divulgação. Será ?
O título desse novo jogo foi anunciado como...SNK vs Capcom (?)* como apresentado pela Famitsu e SGP.

*Pelo que posso especular, os criadores decidiram entitular o novo jogo como SNK vs Capcom a exemplo do que aconteceu com os encontros anteriores entre Capcom e Marvel (X Men Vs Street Fighter e etc), geralmente o logo da empresa Capcom vinha após o seu rival-especialmente-convidado (Leia-se: Rival vs Capcom). Já que a Capcom teve humildade de aumentar o poder de seus personagens para encarar os seres super poderosos da Marvel.
De acordo com os estágios de evolução, o título passou do tradicional, que seria geralmente Empresa vs Capcom, para Capcom vs Empresa. Talvez pelo fato do game em si estar mais próximo da jogabilidade dos games da Capcom no estágio final. Essa seria a minha hipótese da criação do título que conhecemos como: Capcom Vs SNK : Millenium Fight 2000.
Enfim, o produto em sí não engana, não é? Agradou mais aos Streetmaníacos do que precisamente os Kingmaníacos.

Abaixo você verá uma galeria de imagens publicadas pela revista Famitsu nessa data:












Nota-se que a maioria dos cenários remonta os dos games de Street Fighter (Zero 3 e a série III). Em pelo menos duas é possível ver: um cenário inspirado no jogo Power Stone* e outra com descrições ao fundo.
Além disso, seria bem provável que houve uma idéia de destravá-los através de jogatinas no Snk vs Capcom de Neo Geo Pocket, a exemplo que ocorre quanto a troca de informações entre o aparelho e o jogo The King Of Fighters: Dream Match 1999.

*Power Stone foi um dos grandes lançamentos da placa NAOMI e para o console Sega Dreamcast em 1999. Rendeu uma continuação e um Anime.

Abaixo, segue uma matéria da revista Super Game Power (Edição 68) em Novembro de 1999 (1 mês após a divulgação na Famitsu) com mais fotos da suposta versão beta SNK V.S. Capcom:

IIIIIIIIII DREAMCAST IIIIIIIIII
Castlevania: Ressurection
Um dos primeiros títulos a serem divulgados para o console. A promessa era grande, mas ficou apenas na promessa mesmo. É um dos casos mais famosos de jogos cancelados para esse console (Já que foi bem divulgado e aguardado até mesmo pela crítica especializada). Aparentemente o jogo teria 6 fases.

Imagens e Artworks





IIIIIIIIII DREAMCAST IIIIIIIIII
Metal Slug 3, Kof Collection e Kof 2001
Imagem do Shingo, que ilustrava a notícia no UOL Jogos

Em meados de 2000,antes da SNK e SEGA encalharem de forma distinta,informações espalhadas por fontes como UOL Jogos e a revista Game Force,comentavam sobre conversões de KOF 2000 e Metal Slug 3 para o console da SEGA.
A UOL divulgou um suposto acordo entre a SNK e a SEGA, dizendo que a SNK estava a preparar uma edição especial de KOF 2000, assim como ocorreu com KOF 98 (1999 Dream Match) e KOF 99 (Evolution). Isso mesmo, um Upgrade. Ele estava entitulado como: The King Of Fighters 2001 (Previsto para..2001).
O que seria mais curioso nessa conversão de KOF 2000? Novas apresentações? Extras difrenciados e mais atrativos? Pois é..a verdade é que aparentemente ninguém mais sabe e essas informações praticamente desapareceram por aí. Tentei vasculhar pelas notícias antigas, mas aparentemente o servidor da UOL retirou do ar devido o tempo.
De qualquer forma, se fosse mesmo lançado, o jogo agradaria e muito os apreciadores dessa versão (como ocorreu com as atualizações de KOF 98 e 99, trazendo até traduções em Português).

Sobre KOF Collection, um conhecido que era bem informado sobre notícias do console (trocávamos informações e etc) comentou, antes do anúncio da Playmore em lançar um KOF Collection (NESTS e OROCHI) para Playstation 2, sobre notícias que circulavam de que a SNK estava prometendo também um pacote de relançamento que trazia: KOF 94-97, para fechar a coleção da série no console.
Provávelmente seria uma espécie de Matching Service (Como fez a Capcom com SFZ 3 e SSFIIX) dessas versões, com alguns extras ou melhorias.

É bem capaz que esse planejamento teria sido trocado por um simples relançamento de KOF 2000, 99 e 2002 em um único GD. Como ocorreu depois.

IIIIIIIIII DREAMCAST IIIIIIIIII
Streets Of Rage 4
Segundo a Unseen64 algumas demos foram feitas no Japão, porém a Sega da América nunca teve confiança no projeto, pois a sua administração era recente e não conhecia a franquia propriamente dita. Por isso, SOR4 nunca passou de uma demo.

Vídeos

  GAME GEAR  MEGA DRIVE  
SUPER NINTENDO   SEGA CD 

Akira

A clássica obra baseada nos mangás de Katsuhiro Ôtomo, ganhou uma versão para Amiga PC em 1994.
Em 1995, foi anunciada uma versão para SEGA CD. Mas pelo que parece até agora, isso nunca aconteceu.

O jogo misturaria gêneros como: primeira pessoa, tiro, corrida e ação. Com momentos tirados do filme clássico. O jogo foi anunciado na CES (Consumer Eletronic Show) durante sua versão preliminar.

Além do Sega CD, o game foi anunciado para outros consoles, como Mega Drive, SNES, Game Gear e Sega 32X pela THQ (The Mask). Sem dúvida me parecia ser um grande lançamento multisistema. Tive uma grande expectativa por este jogo (cheguei a encontrar informações sobre ele numa Herói Games perdida por aqui).

Segue a galeria com imagens das matérias digitalizadas por Celine (Unseen64) e contribuições adcionais de Sketz (Hardcore Gaming 101 Blog):







IIIIIIIII JAGUAR  IIIIIIIIII 
Tiny Toon: Adventures
Jogo que seria uma grande promessa do Jaguar. Aparentemente esteve em sua versão inicial, mas que pelo jeito nunca foi terminada.

Foto na GamePro em Novembro de 1993:
Nesta mesma data, foi também publicada na edição da Supergame (edição 28) aqui no Brasil:

IIIIIII MEGA DRIVE  IIIIIII
Comix Zone
Comix Zone é um dos jogos mais originais e inovadores que a SEGA ja produziu em 1995.
Abaixo você pode ver cenas e um vídeo demo da Sega Technical Institute que deu origem a Comix Zone (seu visual era muito mais caricato e menos complexo que o Comix Zone original).O título desse jogo demo é Joe Pencil Trapped In The Comix Zone de 1992.

Joe Pencil na verdade é uma versão primordial do protagonista Sketch Turner.
Espera! Esse cara é mais forte que o Sketch Turner? Ele nem precisa virar super herói para excecutar seu especial
Aparentemente o vilão do game aparece num quadrinho encarando Joe. Na versão final,quem acompanha a aventura é uma general. 

Pela qualidade das animações, com efeitos de desenho animado,creio que tenha sido bem mais possível uma versão para SEGA CD do que para Mega Drive.
Mesmo não tendo as cenas em desenho animado, Comix Zone foi bastante reconhecido pelos apreciadores desse console.

Vídeo

IIIIIII MEGA DRIVE  IIIIIII
Ninja Gaiden
Tela de apresentação do game


Este era uma adaptação direta da versão Arcade de 1988, para o console Mega Drive em 1992. A única semelhança é o estilo, pois tudo foi reprogramado.
O que se sabe é que existe uma possível versão beta circulando. Algumas fontes da Internet diz que o jogo pode ser jogado em qualquer região, não se sabe o motivo.

Galeria

Vídeo



IIIIIII MEGA DRIVE  IIIIIII
Phantasy Star V
Imagem publicada pela revista Mega Play, entre Maio e Julho de 1991

Será que pelo jeito a famosa saga de RPG da Sega não terminaria em End Of The Millenium (como o próprio sobretítulo do quarto sugere como se fosse algo meio definitivo)?
Talvez uma quinta versão ou um novo game de RPG ou então algo relativo a Phantasy Star estava a ser produzido. Até agora não foi encontrado notícias concretas sobre isso.

 Segundo Oath, contribuinte do site Unseen64, a imagem que estava sendo associado ao possível Phantasy Star V é na verdade do jogo Sorcerer Kingdom, desenvolvido pela Treco (Fighting Masters) em 1992.

A evidência dos vestígios mais concretos levam a hipótese de uma versão definitiva de Phantasy Star IV deixada pra trás. O título? Phatasy Star IV: The Return Of Alis. Uma versão para Sega CD com extensões em relação ao cartucho. Teria cenas em desenho, túneis em 3D (como a primeira versão), vozes e etc. Tudo implemetado em uma memória num total de 240 Mega contra os 24 Megas do cartucho.

Imagens da revista GamePro (Julho de 1992) comprovam o retorno de Phantasy Star e o mundo dos Jedis como sua fonte de inspiração

IIIIIII MEGA DRIVE  IIIIIII
Sonic Crackers
Sonic e Tails são interligados por um anél e algumas fases são laterais.
Elementos foram aproveitados em Knuckles Chaotix (32X) após o seu cancelamento.
Há teorias que levam a crer que Sonic Crackers seria a idéia inicial de um Sonic 4, mas o que descarta essa possibilidade é os sprites serem retirados do Sonic 1 e 2.


Vídeo



IIIIIII MEGA DRIVE  IIIIIII
Sonic The Hedgehog: ABC Cartoon
Ele foi baseado no desenho americano da rede ABC que surgiu por aqui nos anos 90 incialmente em VHS (As Aventuras de Sonic The Hedgehog), produzido pela DIC.
A idéia era até interessante, mas pelo que parece, ficou só no demo desenvolvido pela Sega Technical Institute, em 1993, como é possível ver no vídeo abaixo.


Eu gostava do desenho, mais por ser Sonic. Mesmo não tendo aquele espírito dos games, possui mais o jeitão dos quadrinhos.
E sinceramente gostaria de ver um jogo assim, fugindo um pouco da tradicional jogabildiade de Sonic. E que fosse com um nível de dificuldade mais digesta que Sonic Spinball, algo mais interativo com o ambiente de exploração (Se caso fosse assim..).


IIIIIII MEGA DRIVE  IIIIIII
Starquest
Mais um título que se assemelha muito a interatividade dos antigos games de estratégia para computador, como aqueles baseados na série de TV Star Trek (ou Jornada nas Estrelas para os veteranos). O paradeiro desse jogo é desconhecido. Tudo o que se sabe é que ele teria apenas 4 megas e faria parte da biblioteca do gênero estratégia para o console da SEGA. Quem esteve responsável pela fabricação era ninguém mais e ninguém menos do que a Namco. Acredito que teria sido um título curioso e desafiante para a empresa, hoje mais conhecida por títulos de luta e corrida da geração Playstation, como Tekken, Ridge Racer, Dragon Ball e outros.


Veja a matéria original da Revista Ação Games (Edição 62, Julho de 1994) Abaixo:


Buscando por novas informações, hoje (7/11/11) descobri que a EGM chegou a fazer uma grande reportagem sobre o game em Junho de 1994. E que o título Star Quest é o seu título nos E.U.A. O jogo chegou a ser apresentado na CES daquele ano. A versão original é Japonesa e denominada como Star Cruiser. Jogo lançado originalmente para PCs em 1988, dos modelos PC-88,PC-98, Sharp X1,Sharp X68000, e transportado para o Mega Drive em 1990.  Sendo a versão para PCs produzida pela Arsys Software, inc.

A versão traduzida em inglês (Star Quest) foi, por um motivo ainda desconhecido, cancelada pela Namco - possivelmente responsável pela versão reprogramada de 1994. Na versão de Mega Drive, o título foi reprogramado pela NCS Corp./ Massaya (segundo os créditos do jogo).
O título inclui impressionantes gráficos poligonais em 3D (um luxo para um jogo de 16 Bits como o Mega Drive) e, aparentemente, um ótimo campo sonoro. Segue um vídeo do game no You Tube (Versão completa original em Japonês):




IIIIIII MEGA DRIVE  IIIIIII
Super Return Of The Jedi 

O jogo é baseado no último capítulo da Trilogia clássica de Star Wars.
Nos anos 90, houve uma overdose de jogos e referências baseadas na trilogia. Um desses jogos era a série Super que saía exclusivamente para o Super Nintendo.

Houve pouca referência, mas se leva em consideração que essa informação veio da revista Super Game Power.
Assim como o Mega Drive, também esteve prevista uma versão para SEGA CD.

IIIIIII MEGA DRIVE  IIIIIII
The Mask


Baseado no filme O Máskara. The Mask é o título original em inglês do filme nos E.U.A. O filme foi baseado numa obscura e sombria história em quadrinhos praticamente desconhecida. Ao contrário dos quadrinhos, a produção se tornou um dos grandes sucessos do cinema no ano de 1994, lançando o comediante (ex-Saturday Night Live) Jim Carrey e a ex-modelo Cameron Diaz definitvamente ao estrelato.

Pelas imagens apresentadas, também divulgadas por uma das revistas Ação Games em uma cobertura da CES 94/ 95, apresentam um game bem diferente do que se tornou posteriormente. É notável ver que O Máscara está usando uma roupa alternativa encontrada no filme (diferente do seu terno e chapeu) parecido com aqueles assistentes de rei da távola redonda.

Pela conclusão que posso tirar, o jogo provávelmente teria mais do ambiente dos quadrinhos do que do filme, mais sombrio e violento ao invés do humor negro mais leve da versão cinematográfica. Numa encarnação mais psicótica em conceito da versão experimental, o personagem usava a força física, como um chute agachado bem semelhante ao que se vê os primeiros jogos do Mortal Kombat, de pernas alongadas para a diagonal superior; e atirava com armas. O rosto do personagem no canto da tela provávelmente marcaria o estado de energia do personagem com modificações de face.

 Na versão final, o jogo se tornou bem diferente, com algumas características mantidas. Como o ataque do tornado e o porrete e mais características de desenho animado do filme. O Máscara também manteve seu terno, mas o chapeu foi descartado de seu figurino (sendo apenas um item do jogo). Foi prometido um lançamento multisistema, anuciado para Super Nintendo e Mega Drive. No fim, a versão de Mega Drive foi descartada, sendo o jogo lançado apenas para os usuários do console de 16 bits da Nintendo. Uma infelicidade pra mim, que sempre tive o Mega Drive (com orgulho) e aguardava por uma adaptação deste filme.

O jogo foi produzido pela THQ, que deve ter refeito o jogo quase do zero após essas primeiras imagens.

Segue a galeria:



IIIIIII MEGA DRIVE  IIIIIII
Kartoon Kombat
Nesta scan de uma antiga revista Americana, note a descrição no fim.. Mamãe e Papai irão aprovar. Seria este o jogo de luta definitivo para a criançada?


Uma provável paródia infantil aos jogos de luta usando o K de Mortal Kombat no título? Levando isso em consideração, é um conceito que chega a lembrar a saga Parodius em relação aos jogos de tiro. O jogo foi anunciado pela mídia tendo a American Technos como a desenvolvedora.

Mr. Mark, contribuinte do site Unseen64, conseguiu uma cópia do jogo e com materiais oficiais da versão preliminar. Segue o material (que seria um roteiro de segmento do jogo) com a ficha dos personagens (traduzido):

SEGA MEGA DRIVE (C)WAVE 1994.XXXToon Fighters Toon Fighters GM XXXXXXXX-XX
(C)1994 WAVE SOFTWARE LTD.. BETA RELEASE
ONE PLAYER GAME.. TWO PLAYER GAME.. PRACTICE MODE*.. (C)1994 WAVE SOFTWARE



PLEASE CHOOSE FIGHT LOCATION.
FOREST
AIRPORT
MOUSE HOLE
JUNGLE
RUSSIA
WILD WEST
THE ALPS
THE GRAVEYARD
Demo Released to Elite Systems – 16/5/1994



NOME: CLIVE
CLIVE É UM LUTADOR BEM ARREDONDADO. SUA FELINIDADE LHE DÁ AGILIDADE. SEUS SOCOS E CHUTES NÃO SÃO FORTES, MAS SUA VELOCIDADE EXTRA SIGNIFICA QUE ELE PODE DESENCADEAR UM FLUXO DE NOCAUTES MUITO RAPIDAMENTE.

NOME: SCOTT
SCOTT É UM DOS MAIORES DESENHOS NO JOGO. TEM BRAÇOS LONGOS, MAS AS PERNAS CURTAS. LENTO MAS PODEROSO. ELE É UM OPONENTE FORMIDÁVEL!

NOME: DOUG
DOUG É UM XERIFE DO OESTE SELVAGEM. SEU FORTE É OS VELHOS BONS MODOS DOS FISTICUFFS, UM ESTILO DE BOXE SIMPLES ENTRE CAVALEIROS.  ATENTE-SE A SUA ARMA!

NOME: KEV
KEV É UMA GALINHA RUSSA DE KIEV DURA NO BICO. UM EX SOLDADO PÁRA-QUEDISTA. ELE É O TOON MAIS DIFÍCIL DO GRUPO, MAS TEM UMA FRAQUEZA. SUA PODEROSO BICO PODE SER PROBLEMA, ENTÃO FIQUE ATENTO.

NOME: FRANK
FRANK É UMA PERSONAGEM MEIGO, SENDO UM ESQUILO. SEUS BRAÇOS NÃO SÃO SEU PONTO FORTE. PORÉM, É MAIS DO QUE COM SUAS FORTES PERNAS & PÉS GRANDES. ELE TEM UMA DÚZIA DE NOZES ESCONDIDAS NA MANGA, QUE PODE SER VALIOSA AO ENFRENTAR UM ADVERSÁRIO FORMIDÁVEL.

NOME: MONTY
MONTY É O MENOR DESENHO DA ÁREA. SEU TAMANHO PODE SER ÚTIL PARA EVITAR SER ATINGIDO. ELE TEM UMA INCRÍVEL ARMA ESPECIAL PARA SEU PEQUENO TAMANHO. ELE TAMBÉM TEM CABEÇADAS QUE DEIXA SEUS INIMIGOS ENLOUQUECIDOS.


*Pelo que se pode ver, o jogo teria um modo de treino. Opção um pouco rara para os jogos de luta nos consoles da época.
IIIIIII   i SATURN        IIIIIIII
Comix Zone 3D
O que aconteceu com o projeto é um mistério. Mas as fotos acima são a única coisa que comprova a sua existência. Cortesia do site Sega-PT e Sega 16.

IIIIIII   i SATURN        IIIIIIII
Shenmue
O jogo teve conhecimento público após a SEGA incluir vídeos deste em Shenmue II (Dreamcast/ X Box) como material extra.
Inicialmente o nome do jogo cancelado seria Virtua Fighter RPG. Todo o projeto Shenmue foi guardado a 7 chaves com o título Project Berkley, codenome da produtora AM2.
É interessante notar, nesse que seria o suposto Virtua Fighter RPG-que-virou-Shenmue, a inclusão de personagens e elementos do primeiro e segundo jogo da série.

Vídeo


IIIIIII   i SATURN        IIIIIIII
Sonic Xtreme
Seria a primeira grande experiência de Sonic em um ambiente de aventura totalmente poligonal e em 3D, como nos seus jogos tradicionais em 2D. Resumindo: um Sonic The Hedgehog 3D para Sega Saturn.

Vídeo



Aparentemente, certos elementos desse jogo cancelado foram aproveitados em Sonic Adventure.

 IIIII SUPER NINTENDO  IIIII
EarthBound
Encontrar esse jogo lacradinho desse jeito hoje? Um pouco difícil no Brasil..

Um dos jogos mais raros do SNES. O RPG se diferencia do gênero fantástico e segue um estilo moderno, parodiando o próprio gênero. Apesar do sucesso no Japão, se tornou um fracasso nos E.U.A. Hoje o jogo é um  cult.

Já encontrei uma cópia dessas no Mercado Livre por um cara descarado vendendo isso na bagatela de uns R$ 15.000,00. Sem brincadeira. 

 IIIII SUPER NINTENDO  IIIII
FX Fighter

Seria o primeiro jogo de luta a utilizar polígonos num 16 Bits. Segundo a revista Americana Nintendo Power #69, o chip a ser utilizado seria o Super FX2 (O mesmo de Star Fox II), que dariam gráficos 3D de certa forma inalcanáveis a procesadores de 16 Bits naquela época.
FX foi o primeiro jogo de luta a ser produzido em 3D tempo real para PCs.

Galeria

 IIIII SUPER NINTENDO  IIIII
GoldenEye 007

Assim como o Nintendo 64, que ganhou a sua adaptação em 1997, o SNES ganharia o seu, antes.
Claro que não se compararia à interatividade do N64 em gráficos 3D poligonais, mas seria interessante ver como eles adaptariam todo aquele clima de ação do filme em um jogo 2D de plataforma.
A informação foi divulgada pela revista Americana Nintendo World (Fevereiro de 1995), segue abaixo:

Informa que o game seria produzido pela Rare (Donkey Kong Country), que posteriormente fez a versão de Nintendo 64.

Como seria jogar um Goldeneye Multiplayer com gráficos Mode 7? Alguns podem até debochar..mas eu fiquei extremamente curioso quando descobri essa notícia. Lembrei logo daquelas figuras montadas de jogos atuais com visual Atari. Isto é o que rapidamente passou pela minha cabeça hoje,um GoldenEye de N64 bem adaptado no SNES. Já imaginei muitas vezes um GoldenEye 007 estilo Plataforma como a versão The Duel de Mega Drive.

Segue uma matéria estrangeira que também revela a idéia de inclusão de objetos com modelagem 3D, iguais aos de Donkey Kong Country, no jogo:


 IIIII SUPER NINTENDO  IIIII
Star Fox II

Star Fox II é a continação direta de Star Fox para Super Nintendo, um dos primeiros a investir nos gráficos poligonais em um sistema de 16 Bits graças ao chip Super FX.
Seu desenvolvimento foi interrompido com o iminente lançamento do Nintendo 64 e a vontade dos programadores de investir em sistemas mais avançados disponíveis para o jogo.
O jogo esteve quase pronto, mas apresenta alguns problemas e funcionalidades não acabadas. Conta com um código para debugs e um rudmientar multiplayer.
Star Fox II foi bastante comentado em diversas revistas da época.

Nos vídeos abaixo vocês poderão ver cenas do jogo Star Fox II rodando:
History Of Star Fox

Introdução

Jogando

 IIIII SUPER NINTENDO  IIIII
Super Mario World


Quem não conhece Super Mario World? O fenômeno do Snes da lista dos games mais vendidos de todos os tempos e estrelado por um personagem mais cultuado ainda, um tipo ìcone a altura de Pac-Man: Mario Bros.

Inicialmente o jogo possuia um aspecto visual do Super Mario Bros 3. Ganhou em sua pré-produção o título de Super Mario Bros 4. Posteriormente adquiriu o sobretítulo World depois que a equipe reconheceu a grandiosidade de elementos dessa versão em relação ao antecessor (Super Mario Bros 3 de NES). Isso pode explicar a razão de que em alguns lugares do Japão este jogo é conhecido também como Super Mario Bros 4.

As fotos abaixo são de uma versão beta de 1989, já com o título World:


IIII MEGA DRIVE  IIIIIII SUPER NINTENDO  III
Mission: Impossible
Mission: Impossible é baseado no filme homônimo com Tom Cruise (Missão: Impossível, no Brasil),em que o mesmo foi adaptada de uma série de TV dos anos 60, com direção de Brian de Palma (Os Intocáveis).
Contudo, o que se sabia inicialmente sobre esse jogo é que só ficaram prontos a arte ilustrada e planejamento de algumas fases.


Missão Impossível de Nintendo 64 sendo adaptado para o SNES??


Traduções de descrições importantes e cometários das imagens abaixo:

Floresta - Ethan escalaria, atiraria e nadaria.Usando a chave certa para a porta certa e chegar até o centro de Inteligência. Ethan encarando florestas? Isso não estava no Script...do filme.

Helicóptero - Reproduzindo a parte do Helicóptero do filme, a visão dessa fase seria Isométrica. O personagem teria que se mover nos possíveis pontos numa tentativa de invadir o helicóptero. Malditas Hélices!!

CIA Headquarters - No nível em que há a visita por salto, Ethan terá de fazer o seu trajeto nos ofícios da CIA, desabilitando bancos de vídeos, procurar cartões e mandar para os confins guardas hostis, antes de ser levado de volta por um helicóptero.

O jogo o conduziria por um comunicado de pequenas vozes, mas nada sofisticado a altura de um Nintendo 64.

Garinpando por mais informações, descobri que o jogo foi planejado pela Ocean e uma versão para Mega Drive também esteve cogitada. A mecânica de jogo seguiria um estilo parecido com o de Flashback: The Quest For Identity da Delphine Software. Com um misto de ação e quebra cabeça. Um ambiente muito próximo do filme de espionagem. Também é possível notar uma companhia feminina ao lado do personagem Ethan em um cenário de Ruínas nas imagens divulgadas - cenário não visto no filme.

Um estilo de jogo mais próximo ao de Flashback era o tipo de jogo que eu imaginava para um console de 16 Bits nas minhas expectativas da época (mesmo não tendo nenhum conhecimento de algum jogo do filme sendo produzido para esse tipo de sistema).

Seguem as imagens escaneadas de matérias de revistas estrangeiras. Contribuições de Celine e Robert Seddon para o Unseen64:





IIIIIII           PC           IIIIIIII
The King Of Fighters Online
O extinto site Kof Online foi um dos primeiros a divulgar essa notícia.
Seria uma espécie de MMO (Jogo multiplayer que anda fazendo muito sucesso recentemente), aonde cada um assumia o papel de um personagem da série KOF dentro do jogo, tendo interatividade. Seria uma espécie de Second Life de KOF?
De qualquer forma, o projeto estava em seu ponto inicial, havia muito o que fazer (como: incluir mais personagens e garantir maior interatividade. Talvez até num próximo pacote).
A SNK clássica sem dúvida possuía idéias grandes..

IIIIIII           PC           IIIIIIII
The King Of Fighters 95 
Ilustração da capa de Neo Geo que seria o mesmo suposto para PCs

Durante a mesma época em que saiu o jogo KOF 2001 para PCs, um suposto site Chinês trazia descrições e apenas um encarte. A informação se apresentava dessa forma:
[The King Of Fighters 95 – PC Game]

Jogo cancelado? Versão pirata feita na China? Pacote de rom com emulador não parecia, estava lá entre uma lista oficial de jogos de PC.

Devido a não haver nenhuma outra fonte confiável que eu tenha encontrado confirmando isso até agora, esta duvida ficará em aberto.

IIII   PLAYSTATION 3  IIII 
Batman: The Dark Knight
Imagem do game Batman Begins (Playstation 2)

Considerado por muitos como a melhor adaptação de quadrinhos e o melhor filme de 2008, O Cavaleiro das Trevas (no original, The Dark Knight), assim como é de costume quanto a maioria dos filmes de ação ou baseado em super-heróis recentemente, ganharia a sua adaptação nos videogames. 

Através do site Kotaku, o Unseen64 disponibilizou as declarações da produção que informam os motivos que teriam levado ao cancelamento. Segue a tradução: 
  
Pandemic entrou com uma idéia de fazer um jogo de Batman ao lado da Warner/ DC e Eletronic Arts. Sendo assim, a Pandemic ficou seis meses trabalhando na produção, até que a EA entrou dizendo que deveria ser um jogo baseado no filme, e os seis meses de trabalho foram jogados fora tendo que se começar tudo do zero. A EA teve que se forçar a correr com o projeto já que os direitos sobre Batman expiraria em Dezembro de 2008. Pandemic acreditou que trabalhar com um mundo aberto seria mais proveitoso para o nível de amplitude. Mas eram poucas pessoas que trabalhavam na Pandemic com um jogo de mundo aberto. A decisão acabou usando os mesmos recursos para serem aproveitados no título de ação na Segunda Guerra, Saboteur. Era uma bela mecânica, mas nenhum jogo de Batman chegou a ser usado um tipo de mundo aberto, e isso causou uma série de problemas técnicos. 

Pelo menos, algum tempo depois, os usuários do legado da Sony foram presenteados com o Batman: Arkham Asylum e curtiram. O jogo já tem até continuação, Batman: Arkham City.

Vídeo


IIIIIIIII         3DO          IIIIIIIII 
Clay Fighter 3
Jogo de luta clássico com bonecos de massinha que ficou conhecido nas suas versões para Super Nintendo e Mega Drive faria a sua aparição no 3DO. Mas o projeto foi cancelado, sendo então lançado para Nintendo 64 (Clay Fighter 63 1/3).

IIIIIIIII         3DO          IIIIIIIII 
Mortal Kombat 3

Era o que se comentava algumas fontes em 1995 logo após o lançamento do filme.
Existiu também uma possibilidade de haver uma versão de Mortal Kombat adaptado do filme (como SF The Movie) ou então uma versão de Mortal Kombat 3 com cenas do filme. Isso acabou nunca acontecendo.

3. EXTRAS

NOTAS DO AUTOR
 A matéria eu criei em 2008 e a idéia de reproduzi-lo como uma atualização originalmente veio em 2010. inicialmente seria Jogos Cancelados, Betas e Raros (isso ao ver a capa envelhecida e mal cuidada de Earthboud no Mercado Livre).

Originalmente a matéria se chamava Jogos Cancelados e Beta Testes. Postei em alguns fóruns que frequeto/ frequetava há alguns anos. A matéria copila materiais de revistas especializadas Brasileiras e sites Internacionais, como o Gamespot e o Unseen64 trazendo meu ponto de vista sobre essas curiosidades. Como não havia espaço para publicar a matéria em 2010, na verdade eu não fazia idéia em qual data seria apropriada para ela, o ano passou e acabei deixando de publicá-la na temporada passada.

Esse ano, como teve um notável movimento no dia de finados entre a esfera RetroGamer, aproveitei a idéia para incluí-lo no Retromorri formado pelo Gabriel do GLStoque, um dos nosso parceiros . Admito que tive receio de parecer uma propaganda enganosa e ninguém iria entender a associação ao assunto (risos). Acredito que um certo preconceito bobo da minha parte. Fora que o prazo para o término do artigo acabou se extendendo demais (foram ao todo uns 4 dias entre pausas diárias)  o que me fez chegar ainda mais a essa hipótese. Mas não custa tentar uma idéia nova.

O material de Capcom V.S. SNK 1 eu doei para o Unseen 64 ano passado, em contato por E-Mail com o próprio administrador, Monokoma, desse grande acervo de materiais sobre jogos cancelados e betas da internet. A idéia seria que, após ou durante essa doação, a atualização desta versão atualizada do Volume 1 ficasse pronto, o que não aconteceu. O próximos que eu doarei ao Unseen64 serão os materiais que eu encontrei de Starquest, Justice League Task Force e outros.

Bom, acho que é isso, espero que tenha gostado.


Outros Mortíferos:

3 Hit Combo :

GLStoque disse...

Excelente post! Muito criativa a idéia de falar sobre as mortes dos próprios games! Arrasô!

Já conhecia algumas dessas histórias e acho que as da Sega são as que nos deixam com mais raiva. Até porque a empresa não faz mais consoles, então a perda é praticamente irreparável!
Aff.

Enfim, parabéns pela participação... valeu mesmo. Adorei!

Mestre Ryu Kanzuki disse...

@GLStoque. Obrigado, Titiaa!! Fico feliz que você gostou. Muito legal esses memes.. é sempre um grande prazer fazer parte deles. Nossa blogsfera arrasa. ^^

O Sentido é realmente esse.. a morte dos próprios games, falou tudo. hehe!

No fundo, no fundo, sinto uma tremenda falta de todos esses games citados. É o mesmo que acompanhar um grande artista que gostamos durante boa parte da nossa vida e no fim.. ele morrer. Você sente um choque. Eu mesmo fiquei chocado ao descobri que alguns dos games que eu buscava a vida toda estavam.. MORTOS. >.< ou eles não existiam (rumores/ boatos)

E fora que no meio desses games zumbis há os sobreviventes.. os jogos raros.

Realmente perdas irreparáveis existem.. fora que é uma lástima pois nós sempre acreditamos através de idéias abandoadas desses jogos, poderia sair um grande sucesso além de um fôlego maior ao console de origem. por exemplo, acho que o Akira pra multisistema poderia ter rendido um baita jogão.. tanto pra Mega quanto pra Snes. Se eles realmente tivessem embutido todas as simulações prometidas dentro do jogo.

São grandes shows que infelizmente nunca veriamos a peformace. No fim, só encontramos um palco escuro sem luzes. Ou até mesmo, apenas improvisado.

Gamer Caduco disse...

Ótima idéia, os games que foram levados pela morte. Esses sim a gente lamenta (ou não) no dia de finados.
Caramba, Streets of Rage 4? Phantasy Star V? Entre todos esses seriam bastante interessantes, uma pena que vieram a falecer prematuramente. Mas faz parte da vida (ou do final dela).
Legal, gostei bastante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...