Em Destaque

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Sessão Crítica: O Pagamento Final (Dir. Brian de Palma, EUA, 1993)

NESTA POSTAGEM 
SESSÃO CRÍTICA
O PAGAMENTO FINAL

EXTRAS DE COLECIONADOR
FICHA TÉCNICA 
GALERIA DE FOTOS
SOBRE

SESSÃO CRÍTICA
O PAGAMENTO FINAL

BRIAN DE PALMA, NOS ANOS 90, DE VOLTA AOS FILMES DE MÁFIA
A história gira em torno de Carlito Brigante (Al Pacino, como sempre, magnífico), um ex gangster que sai da cadeia graças ao seu advogado - Sean Penn em excelente atuação elogiada pela crítica e indicado ao Globo de Ouro -  aproveitando-se de brechas na lei. Mas o advogado reaparece oferecendo uma proposta, Carlito aceita como um último serviço, que em troca da ajuda que prestará ao advogado, lhe permitirá a recomeçar a sua vida ao lado de sua namorada nas Bahamas. 

O elenco é composto, além de Al Pacino e Sean Penn, os protagonistas, também por: Penelope Ann Miller (indicada ao Globo de Ouro), que interpreta Gail, a namorada de Carlito; John Leguizamo para quem não conhece, pode se dizer que é uma espécie de Colin Farrell dos anos 90. Ele interpreta variados papéis de drama , ação e comédia. É um ator bastante talentoso. Faz o Benny Blanco, um novo gangster na àrea que é desprezado por Carlito..tratado como um punk. Declarando assim, sua superioridade diante do novato e também, o subestimando. Um dos pontos fortes e morais do filme. O roteiro é de David Koepp (Homem Aranha, Jurassic Park), adaptado do livro de Edwin Torres.

Viggo Mortensen da trilogia O Senhor dos Anéis, também faz uma ponta como um gangster aleijado.

O título do filme original, Carlito 'S Way, na verdade é o título do primeiro livro da saga de Carlito Brigante de Edwin Torres - um juíz de vara criminal de Nova York - sendo que grande parte da adaptação cinematográfica do filme O Pagamento Final, vem de After Hours, o segundo e último livro da série. Isso só ocorreu para que não fosse confundido com o título do filme After Hours (1981) de Martin Scorcese.

A trilha sonora conta com grandes clássicos/ hits dos anos 70. Na trilha original, estão as seguintes músicas (e na seguinte ordem):
 1. I Love Music - Rozalla
2. Rock the Boat - Hues Corporation
3. That's the Way (I Like It) - KC & The Sunshine Band
4. Rock Your Baby - Ed Terry
5. Parece Mentira - Marc Anthony
6. Back Stabbers - The O'Jays
7. T.S.O.P. (The Sound of Philadelphia) - MFSB
8. Got to Be Real - Cheryl Lynn
9. Lady Marmalade - LaBelle
10. Pillow Talk
11. Watusi - Ray Barretto
12. Oye Como Va - Santana
13. You Are So Beautiful - Billy Preston

A trilha instrumental (score) de Patrick Doiyle, também não é de se jogar fora. Tem temas que trazem um grande empacto nas sequências. O estilo da trilha é bem teatral, ao estilo de Brian de Palma, que gosta de investir no estilo Hitchcockiano em seus filmes. Reservando grandes surpresas e suspense total.
A sequência do tiroteio num bar; a cena do hospital e a sequência final de perseguição numa estação de metrô, são um dos maiores destaques. Além de serem grandes sequências tensas, a trilha instrumental faz um belo trabalho e deixa o espectador ainda mais empolgado. Pelo jeito, Brian de Palma adora cenas de metrô. Cenas de suspense comparadas a este cenário, podem ser vistas também em : Vestida para Matar, Os Intocáveis, Missão:impossível...embora nem sempre decisivas na história, mas igualmente tensas e surpreeendentes.

 E na trilha score:

1. Carlito's Way
2. Carlito And Gail
3. The Cafe
4. Laline
5. You're Over, Man
6. Where's My Cheesecake?
7. The Buoy
8. The Elevator
9. There's An Angle Here
10. Grand Central
11. Remember Me

Dentre toda a trilha, o meu destaque maior vai para o Grand Central. Excelente!*
*Seja testemunha da qualidade do tema no início da postagem.

A sequência climax, situada na estação de metrô, seria na verdade no World Trade Center, mas não foi possível devído a ataques terrorístas que o prédio sofreu na época (a ameaça do carro bomba).

Alguns podem tentar comparar a atuação ou o próprio filme com o clássico remake Scarface (1983), também dirigido por Brian de Palma e protagonizado por Al Pacino. Mas são filmes de objetivos completamente diferentes. Aqui, mostra-se um filme de gangster com propóstios mais sensíveis, sobre redenção e esperança, de certa forma. E um clima Hitchcockiano, clássico estilo de Brian de Palma, unindo-as a cenas de tensão da situação com o personagem que deseja sair inteiro da situação, enfrentando a tudo e a todos, com suas deduções e desconfianças, e viver uma vida feliz ao lado de Gail, sua namorada. 

É na verdade um filme mais sobre o questionamento moral de atitudes (através do próprio personagem central), do que integralmente de gangster..como Scarface (na qual é demostrado ao espectador, a realidade nua e crua da guerra ao narcotráfico).

Recebeu uma sequência lançada apenas em vídeo. Chamado O Pagamento Final: Rumo ao Poder (2005). No qual se passa antes do filme de Brian de Palma e é mais ligado ao primeiro livro: Carlito 's Way. Conta com a presença de rappers conhecidos como P.Daddy no elenco.

EXTRAS DE COLECIONADOR

 FICHA TÉCNICA 
Título Original: Carlito 's Way
Gênero: Policial
Ano: 1993
Estúdio: Universal Pictures
País: EUA
Direção: Brian de Palma

GALERIA DE FOTOS
Carlito e sua namorada, Gail. 

Carlito em um tiroteio no bar. 

Carlito (Al Pacino), seu companheiro e Benny Blanco, passando por péssimos bocados.

O gangster Lalin (Viggo Mortensen, à direita) em seus bons tempos.

Carlito questiona Lalin...

Que sofre uma pequena tortura por um Carlito..mudado.

Carlito e o advogado Kleinfeld (Sean Penn), enchendo a cara.

Al Pacino e o diretor Brian de Palma nos bastidores

 Carlito jogando uma billiar para salvar seu primo de um suspeito ataque de narcotraficantes.

Um dos rivais de Carlito: Vicent Vinne (Joseph Siravo).
 
 Carlito e seu capanga de maior confiança.

 Flashback de uma tragédia

SOBRE
O PAGAMENTO FINAL 
BRIAN DE PALMA, NOS ANOS 90, DE VOLTA AOS FILMES DE MÁFIA
UM ARTIGO DE MESTRE RYU
(2007, 2011 ©MESTRE RYU, TEXTOS E EDIÇÃO DE IMAGENS)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...