Em Destaque

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Dedo No Joystick: Michael Jackson 's Moonwalker (MEGA DRIVE) - Postagem de Luxo

DEDO NO JOYSTICK 
Michael Jackson 's Moonwalker (MEGA DRIVE)

PRA FÃ NENHUM BOTAR DEFEITO

Filme Cult, Game Cult



A versão de Mega Drive é a mais cultuada de todos os tempos e atualmente se tornou uma das relíquias mais caras vendidas pelo Ebay para o console (um louco chegou a cobrar U$$ 100,00 por esse cartucho). Mas também não é pra menos, além de ser uma relíquia, este é, de fato, a melhor de todas as adaptações do filme. Michael ganhou um repertório todo especial nessa versão.

Uma curiosidade é que o trato no áudio e visual ficaram por conta do apoio de uma empresa (err..) incomum nesse mercado, Triump International, uma das maiores líderes no mercado de roupas íntima e com uma longa carreira, cogita-se uns 123 anos, sua origem foi em 1886. A mesma também fez partipação no staff de outras conversões do filme.

Na composição da trilha, trabalham Hiroshi Kubota (Sonic The Hedgehog, Sword of the Berserk: Guts' Rage) em parceria com Michael Jackson - que auxilia na reprogramação da maioria das músicas - algumas são arranjos do som original, como as variações do Dance Attack (O famoso Ataque de Dança com o botão A) nesta versão.

Visual

- Pequenos detalhes estão ali, como a faixa no dedo de Michael. Fidelidade total.


- Os gráficos são tão bons que até a gesticulação do Michael é vista durante o seu grito antes de começar a jogatina.
Poucas cores e serrilhados levam a mensagens (err..) subliminares

- Assim como há pequenos detalhes notáveis, há outros que parecem não se tornar tão perceptíveis.. Ex: Uma criança correndo com o seu ursinho na tela cujos detalhes que a definem não parecem notáveis devida a precária variação de cor e sombra. A impressão é que o ursinho está fazendo parte da criança em movimento – o que está movendo ali? A saia da criança ou o ursinho na mão dela? O mesmo caso acontece com a última fase – o que você está enfrentando? Meteoritos ou Naves em meio a alguns efeitos de zoom? Apesar disso, não é nenhum caso relevante que prejudique o jogador na hora de separar, visualmente, coisas nocivas de coisas auxiliares na tela.

Prática
A SEGA procurou transportar a sua experiência com os Arcades para um estilo do jogo tradicional, o de plataforma, ao invés de uma conversão direta, estendendo a possibilidade de aproveitar idéias novas. É um jogo quase que totalmente novo. O máximo que se sobra na comparação com o Arcade são os fragmentos estruturais.

Quem pode censurar Michael Jackson? NINGUÉM! AOH!

Há um dinamismo maior na jogabilidade. Michael pode:
- Socar/ bater (ou excecutar uns movimentos posers)
- Chutar (ou fazer um moowalk, para acelerar o passe)
- Pular (Curiosidade: num salto neutro, ele faz referência à um passo coreográfico de Smooth Criminal)
- Imitar o Elvis (com o mesmo comando de olhar pra cima)
- Deslizar escadas
- Se pendurar em galhos
- Ufa!

Cada comando com o ataque do botão B é lançado umas faíscas em forma de pequenas estrelas (inspirado naqueles efeitos vistos na peformace de Billie Jean do filme). E dependendo da energia estas faíscas mágicas vão diminuindo.Utilizando o ataque especial de giro com o botão A, até um certo período, Michael poderá dançar, e durante a dança ocorrem arranjos variados dentro de cada fase, como uma peformace especial, nem sempre a música da mesma fase. Apesar de não contar com as vozes do vilão Mr. Big no decorrer das fases ou o Whoo-Whoo de Michael, é possível ainda ouvir um Who is Bad? Pouco nítido, um AOH! Ou então um Uhlll - voz de Michael ao cair desmaiado, além das clássicas chamadas Michael! Ao salvar uma criança.

Sua técnica especial agora consiste em apertar o botão A ou mantê-lo pressionado. Michael pode girar e até um certo período lançar o seu chapéu e, dependendo das condições, lançá-lo para as duas direções explodindo o que tiver na frente, ou botar todo mundo na dança e derrubar 100% dos inimigos malas da tela – com exceção dos chefes que são mais resistentes. Mas isso tudo depende das condições da barra de energia.
Michael superou o seu mestre, Oddjob,na técnica do chapéu

É possível utilizar um ataque com o botão B (chute) cancelando rapidamente os primeiros frames (quadros de animação) com baixo + B (soco agachado). Não é muito recomendável utilizar esse ataque apertando o botão repetidas vezes, pois a mágica que sai dos ataques (caso a sua energia esteja cheia) não atinge um alcance muito longo.


Etapas e Objetivos

Cada fase é apresentada como Rounds (Rodadas) – descrição que lembra os jogos de luta Um A Um (One vs One) - e seguindo a premissa da versão Arcade. Em cada Round o objetivo não é apenas sair surrando quem aparecer pra chegar à saída, o que é uma descrição errônea sobre este jogo. Por isso que Moonwalker não é praticamente um Beat ‘N UP feito Final Fight ou Double Dragon, mas sim um jogo de plataforma com características de exploração.

Tornando-se Robô

Sendo um robô, se adquire também a habilidade da visão raio-x para localizar crianças


Essa façanha é possível nos Rounds 2 e 3. Mas é preciso prestar atenção em alguns recursos para conseguir fazer com que estrelas cadentes apareçam e capturá-las num determinado campo. Algumas vezes esses cometas surgem para simular outras formas: levarem crianças salvas do cenário ou trazendo chipanzés. UAL!


Portanto, não perca essas almejadas (e raras) estrelas

Conheça Os Astros

Michael


Michael? Quem é Michael? Ora, o Michael é o Michael. O Michael-Pop; O Michael-Robô; O Michael-Carro; O Michael-Nave; O Michael..é o herói da história, o cara das mágicas Mandrake, com trajes de gangster, e disse dispensar apresentações. Usando a tela de opções é possível escolher o modo para 2 jogadores, sendo assim, serão dois Michaels (Whoo-Whoo!). Cada jogador encara as rodadas de forma distinta, diferente da versão Arcade. Há uma variação de cor apenas, entre o Michael de terno branco (jogador 1) e o Michael de terno vermelho (jogador 2).

Katie

É uma das três crianças que seguem Michael na aventura cinematográfica. Ela é interpretada pela atriz Kellie Parker no filme – que numa entrevista recente a mocinha assumiu ter jogado bastante essa versão com o seu amigo Michael, ainda mais por ser a protagonista da história. Mas mais importante que ela, são as suas (hã) sósias. Todas as crianças que são encontradas possuem semelhanças à sua personagem. Seria uma idéia do próprio rei do pop para homenagear a sua amiga? Isso é um fato hipotético apenas.

Entre tantas clones no jogo, onde está a verdadeira Katie? É a que você sempre encontrará no final, logo após salvar todas as outras pequeninas e abater os chefões de Round.



Zeke

Alguns podem confundi-lo como a própria réplica gráfica do próprio Michael Jackson ainda criança – pois as vestimentas são bem parecidas – cuja referência é direta aos primórdios de Got To Be There. Mas seguindo a lógica do filme, quem aparece dançando durante os créditos do lado de Michael é Zeke – interpretado por Brandon Quintin Adams (creditado como Brandon Parker) no filme.
Michael & Quintin

Das três crianças, o único que não está presente no jogo é o persoangem Sean (representado por Sean Lennon, filho de John Lennon, no filme).

Bubbles

Bubbles já fez até carreira no cinema, além de Moonwalker, ele também apareceu em De Volta Às Aulas (1986). O rei do pop fez questão de procurar um agente pro seu pequeno amigo, que até então, tinha 3 anos de idade.

O macaquinho surge após salvar todas as crianças do Round pra te indicar onde está o chefe do jogo. Mas ele é um pouco caduco, algumas vezes ele se engana e aponta pro local errado. Haja paciência.
Bubbles é um personagem exclusivo dos videogames da SEGA adaptados do filme.

Bubbles já fez até carreira no cinema, além de Moonwalker, ele também apareceu em De Volta Às Aulas (1986). O rei do pop fez questão de procurar um agente pro seu pequeno amigo, que até então, tinha 3 anos de idade.

O macaquinho surge após salvar todas as crianças do Round pra te indicar onde está o chefe do jogo. Mas ele é um pouco caduco, algumas vezes ele se engana e aponta pro local errado. Haja paciência.
Bubbles é um personagem exclusivo dos videogames da SEGA adaptados do filme.
Na versão Arcade, o macaco Bubbles surgia em um determinado momento e era preciso pegá-lo para se transfomar em Robô.
Bubbles correndo do Goku

Michael fezendo inveja a Steve Irwin com a bicharada

Mr. Big

Este megalomaníaco com cara de cafetão é o vilão ícone de Moonwalker. O principal culpado pelo jogo de emboscadas que o rei do pop encontrará pela frente. No filme, o próprio se apresenta como Frank Lideo, que é um tira sarro com o Frank Dileo, produtor executivo do filme. Aqui as suas falas sonoras foram substituídas por textos ou balões, como o You Will Never Catch Me. Ele não se apresenta nesse game como o megatraficante de drogas ou (ainda) um megavilão tecnológico, mas sim o ser de objetivos ainda desconhecidos. É o grande mestre do jogo que aparece antes dos desafios a serem encarados ao fim do Round. O que é estranho nesse momento é o jogo dar uma tiltada temporária, gerando um certo susto aos cardíacos, depois que o todo poderoso sai de cena. Haja poder!


Desafio
Um Round constitui de 3 etapas ou Sub-Níveis. Há três níveis de dificuldade que fazem com que o número e resistência dos inimigos variem de acordo com a dificuldade. Diferente da versão Arcade, não há inimigos robôs, mas há inimigos exclusivos. Agora os inimigos não vêm em grupos variados dentro de um determinado Round, eles variam de acordo com o tema do estágio, não dexando o jogo repetitivo e mais temático (a exemplo do Arcade nesse quesito). O jogo foi testado na dificuldade máxima com as respectivas notas de desafio de cada Round (A=Difícil; B=Médio; C=Fácil).
Veja os detalhes, com as respectivas notas, abaixo:

Round 1 – Clube 30 (Club 30)

Música: Smooth Criminal
Arranjos: Smooth Criminal
Desafio: C

Inspirado no trecho mais famoso e característico do filme, a reprodução é extremamente fiel. Michael chega dentro de um clube, taca uma ficha na caixa de música, e dá vida à um clube morto, fazendo o local se relembrar dos tempos de gangster. O cenário é belíssimo. O climão mais parece ter saído de um game do Dick Tracy.
Michael ensina aos gangsters como se faz o The Leat
Round 2 – Ruas (Streets)
Música Tema: Beat It
Arranjos: Beat It
Desafio: B

A continuidade do game segue fiel ao fim da fase anterior, com um misto de referências ao videoclipe Beat It e do próprio filme. Michael sai do Clube 30 para encarar arruaceiros, soldados estranhos (aqueles do Mr. Big) e a matilha de cães nas ruas. Faça como a música, mandem que eles caiam fora... Fora! Fora! Fora!
Os dois últimos sub-níveis chegam a parecer um remake do clássico Elevator Action.
Michael matando cachorro a grito.. WOOOO!

Round 3 – Floresta (Woods)

Música Tema: Another Part Of Me
Arranjos: Another Part Of Me / Thriller (Round 3-1 e 3-2); Billie Jean (Round 3-3)
Desafio: B

Uma releitura do videoclipe Thriller dá um aspecto sobrenatural ao videogame Moonwalker. Agora o objetivo é encontrar menininhas (xarás de Katie) escondidas em túmulos e plantações. Uma curiosidade é que a música Thriller pode ser ouvida em forma de arranjo, apenas na versão beta do game.
Uma peformace de Thriller que pode ser vista mesmo que tocando um arranjo de Another Part Of Me

Dica: não use o movimento moonwalk para corroer a ponte da etapa 3-1, ela será útil para derrubar os chefes.
Dica 2: Para vencer os zumbis da etapa 3-2 fique no meio da tela usando o botão B e use o chute atacando de um lado pro outro, sempre em pequenos movimentos para acompanhar os zumbis pulando pela tela. Se estiverem muito próximos, fique agachado para acertá-los pelos pés. Não use o ataque de dança. De preferência tenha a energia cheia para que a mágica dos chutes alcance os dois últimos zumbis no tempo certo, antes de se dividirem.

Round 4 – Caverna (Cavern)

Música Tema: Billie Jean
Arranjos: Bad
Desafio: A

Michael entra na Bat Caverna do Big Boss. Agora ele está frito.Ele vai encarar aranhas, soldados, mais fortes que em suas aparições anteriores, e os zumbis recém-refugiados do videoclipe Thriller. E o pior de tudo é que a fase é de labirinto, você precisa entrar nas portas, ou quebrar passagens, para encontrar as crianças. O arranjo faz até um prelúdio ao próximo Round.
Referências entre o videoclipe Billie Jean pode ser visto na abertura dessa fase.

Dica: para derrubar os chefes da fase 4-3, comece atacando os zumbis que surgem nas partes superiores do cenário, depois vá para o canto, abaixo da plataforma à direita, e ataque os soldados com a mágica usando o botão B, agachado.

Round 5 – A Base Inimiga (The Enemy Hideout)

Música Tema: Bad
Arranjos: Smooth Criminal ( 5-1); Beat It (5-2); Another Part of Me/ Thriller (5-3)
Desafio: A

Os arranjos fazem uma celebração à maioria dos Rounds anteriores com exceção do quarto.
Há um esquema muito parecido com o das fases anteriores, abrir portas e uma habilidade que ficou esquecidinha lá no primeiro, deslizar escadas..- Whooooo! Sai da freeennte. Essa habilidade é ótima, derruba os inimigos com um único ataque.

Dica: Fique atento aos canhões, eles atiram em apenas 3 direções: diagonal direita/ esquerda ou baixo. Eles podem ser destruídos com o botão de ataque ou através dos computadores.

Round 6 – Nave de Combate de Michael (Michael ‘s Battle Plane)

Música Tema: Original
Desafio: A

Essa fase conta com uma jogabilidade diferente das anteriores. É como um simulador de vôo. A música tema é a versão estendida das aparições de Mr. Big durante o jogo. O vilão ainda conta com algumas frases que aparecem no monitor da nave de Michael durante as ações, uma delas vem diretamente do filme: I Have A Surprise For You;
Dica: Procure avançar apertando para cima e atirando. Só preste atenção na localização em que está Mr. Big após passar pelos meteoritos.

Encerramento

Música: Bad

Epílogo
(Merecidamente Pop)
É importante frisar que esta versão de Moonwalker é a melhor adaptação, mesmo que dentro das limitações de memória cartucho – não do videogame. Assim como a versão Arcade, o game de Mega transpira o verdadeiro espírito do filme , e de forma espansiva, que envolve mito e realidade em volta do verdadeiro Michael. Tanto é que a atriz (Katie) e Bubbles fazem parte dessa trajetória. Mas nem tudo é flores pare esta versão Moonwalker de Mega Drive. Ele divide uma minoria do contra, como o de ser enquadrado na posição 8 da lista do Top 10 dos piores jogos licenciados de todos os tempos pela Game Informer, em 2007. Mas o jogo, espantosamente, ainda figura bom reconhecimento pela crítica especializada da era moderna, nomes como o Gamespot, onde figura em sua lista dos melhores jogos de todos os tempos. Teve também o seu lugar reservado na lista GOOD GAMES BASED ON BAD MOVIES (Bons Jogos baseados em filmes ruins) da EGM Americana.
Imagem

FICHA TÉCNICA


TÍTULO ORIGINAL: IDEM
MEMÓRIA:
4 MEGABITIS
JOGADORES:
1 ou 2
DATA DE LANÇAMENTO: 24/ 08/ 1990
FABRICANTE: SEGA/ ULTIMATE PRODUTIONS
DISTRIBUIDORA: TEC TOY
País: EUA/ Japão 
Gênero: Ação

1 Hit Combo :

Léo disse...

Muito bom esse review, está completíssimo!
Confesso que só tive paciência de jogar atá o capítulo 4.
O jogo é bom, mas eu cansei, sei lá?
Muito bom esse review Ryu!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...