Em Destaque

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

O Mês do Dreamcast - Parte 3: Curiosidades De Um Console Inesquecível


Mais um mês termina, e o Japão já comemorou seus 11 anos no dia 25. esta é a última parte. Confira.


Projetos de Terceiros
Projetos produzidos paralelamente por empresas ou fãs que buscaram dar continuidade ao legado do console branco e vermelho (suas cores de origem= as cores da bandeira do Japão, perceberam?).

Emuladores
Bleem!


Bleem! ou Bleemcast! é compatível com vários jogos do Playstation (PSX). Denre os jogos lançados oficialmente com essa tecnologia estão: Metal Gear Solid, Gran Turismo 2 e Tekken 3. Estava previsto também Final Fantasy VIII e WWF Smackdown!

A lista de compatibilidade do Bleemcast! http://www.whipassgaming.com/genesisreviews/Bleemcast/bleemcastcompatibility.htm

Neo Geo


Das finalizadas, está um emulador de Neo Geo, em que é possível rodar jogos de Neo Geo CD perfeitamente. Imagine KOF 94 no console? Fica uma beleza. Apesar do prometido Metal Slug III não ter saído oficialmente ao Dream, esse emulador quebra um galho.

Outros demais emuladores estão os de Snes e  Mega Drive. Também esteve prometido um de Mugen, mas não chegou a sair.


Recomendados - Parte 2


A sua lista de jogos não é extensa, mas possui um toque único em sua maioria de títulos - até mesmo aqueles que foram apenas uma continuação, não começaram originalmente a sua carreira no Dreamcast, mas ganharam alguma nova versão ou atualização superior ao original - apesar de alguns títulos já terem perdido a sua exclusividade atualmente, tendo conversões para as até então ex-concorrentes da SEGA: Nintendo, Sony, e até mesmo para uma ex-parceria, Microsoft.

Mais alguns jogos indicados.


Power Stone


São ao todo 2 jogos. Seu estilo lembra Smash Bros de N64, com a possibilidade de jogar em 4 jogadores simultâneos na segunda versão.  É um diferencial para quem gosta de variar no gênero ação/ luta. O jogo também ganhou uma versão em animê, foi exibido pela TV Globo por aqui, com alguns cortes, por pressão do governo devido a elementos inapropriados para o horário, acabou sendo retirado do ar em pouco tempo de exibição.

Project Justice


Continuação de Rival School, famosa no Playstation. Uma curiosidade é a possibilidade de editar personagens na versão Japonesa.

Legacy Of Kain: Soul Reaven

Já possui uma sequência para outros consoles, mas vale a pena uma citada.

Unreal Tournament


Simplesmente o melhor jogo em primeira pessoa do sistema que já joguei até agora. Tão bom quanto Quake III Arena. É um entrenimento a nível de GoldenEye (N64).

Spawn In The Demons Hand


Pelo fator multiplayer, é muito bom bom jogar com ele em equipe.

Recomendado - Pelos Amigos
Quem pensava que o Dreamcast não tinha RPGs de peso, se engana. Dá uma olhada em pelo menos dois títulos aí abaixo.

Grandia II


Skies Of Arcadia


Resident Evil: Code Veronica


Metropolis Street Racer


Jet Grind Radio


San Francisco Rush 2049


Interessantes de conhecer

Space Channel 5


Phantasy Star Online


MDK 2


Gautlet Legends


Curiosos

Love Hina: Smile Again

Vídeo traduzido por Pablo Rozados


Baseado no animê Love Hina. O jogo é um misto de gêneros (entre aventura e relacionamento, com toques dos tradicionais RPGs) que saiu no embalo da febre do Animê, em meados de 2000. Jogos Japoneses sempre são uma raridade, apenas joguei uma cópia não-oficial. Há algum tempo atrás (2003) chegaram a vender um box por R$ 100, 00 no Mercado Livre. Pra quem é fã da série, e entende Japonês, taí a dica.

Sakura Taisen


Conhecido também como Sakura Wars. Série que ficou famosa no Saturn. Um dos famosos RPGs da geração de mídia redonda dá as suas caras aqui.

Record of Lodoss War

Baseado no Animê de mesmo nome. O jogo lembra Diablo.

Acessórios Legais

Os famosos acessórios. Entre eles, um bem curioso.
Veja alguns.

GDs

Os jogos era de mídia GD (Game-Rom) com 1 giga de memória. Eram mais que a capacidade de um CD (700 Mega). A SEGA parou de prestar suporte em Fevereiro de 2007, juntamente com o suporte ao Dreamcast. Mesmo a SEGA estando contra a sua própria criação, outras empresas se movem para produzir jogos novos até hoje. A maioria são jogos de nave do Japão. Os seus últimos jogos que utilizam essa mídia são: Karous (MileStone - 2007), Trigger Heart Excelica (Warashi - 2007) e Last Hope (Snk/ Neo Geo - 2006).

VMU

O famoso memory card que também serve para jogar mini-games e transferir/ trocar dados (no caso do Neo Geo Pocket). Acabava sendo o único recurso para destravar alguns personagens de Marvel Vs Capcom 2 (Versão Japonesa).

Light Gun

Pistola para jogos de tiro, como The House Of The Dead 2 e Confidential Mission.

Fishing Controller

Vara de pescar. Usado no jogo Seaman, jogo que também conta com um sistema de comunicação por voz, mas é possível de ser usado em outros jogos (como no vídeo acima).


Puru Puru Pack



O famoso Rumble Pack (N64) do Dreamcast. Vibra a cada ação e reação de um jogo, depende se o mesmo for compatível com o sistema.

Game Shark 



Assim como o Bleem! o Game Shark é feito por uma empresa independente. Utilizado para usar códigos (cheats/ trapaças) em jogos. Já é conhecido no Playstation. Ele também pode fazer com que jogos importados rodem no Dreamcast.


Super Game Converter


É o boot oficial do Dreamcast, feito para destravar a possibilidade de jogar jogos importados num sistema produzido de uma determinada região (Ex: Japão, Europa ou EUA).


DVD Player?


Os excecutivos disseram: o Dreamcast foi feito para ser expandido. A idéia de um acessório de DVD Player, para se utilizar em conjunto com o Dreamcast, foi idealizado. E junto com ele, uma espécie de VMU que toca MP3 e um drive de disquete. Esses projetos não chegaram a sair.


Mesmo o Dreamcast tendo um fim prematuro no comércio, sofrido com o mal planejamento ou até mesmo ignorado por uma parcela do público, é um videogame que carrega apreciadores até hoje. Sem dúvida alguma, o Dreamcast é um grande exemplo de que a SEGA deixou a sua marca cult no ramo dos Hardwares.

2 Hit Combo :

Sora disse...

Matéria completíssima, adorei! Tinha muitas coisas que eu não sabia sobre o Dreamcast. Gosto muito dos jogos dele, uma pena que nunca tive a oportunidade de jogar no próprio DC, só fui conhecer muitos jogos dele atualmente com esses relançamentos.

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Encantado, Sora! :D

Acho que o Dreamcast é um console talentoso que foi muito cedo assim como outros artistas brilhantes, e que só passam a serem celebrados em maior escala logo depois ou pode-se dizer que o Dreamcast é um console cult.

Me sinto realmente feliz, de coração mesmo, que consegui alcançar este objetivo, te satisfazer com a qualidade dessas matérias e trazer informações interessantes ou desconhecidas para os acompanhantes.

Um dia, quando vier para a Capital, já está convidada para umas jogatinas de Dreamcast aqui em casa. hehehe!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...