Em Destaque

domingo, 26 de junho de 2016

[Artistas Independentes] Warpzone - Uma Passagem Entre Ontem e Hoje (Cleber Marques, 2015, Brasil)



-NESTA POSTAGEM-
*********************
ÍNDICE  - ÍNDICE ÍNDICE 
**********************

ARTISTAS INDEPENDENTES
WARPZONE -
UMA PASSAGEM ENTRE O ONTEM E HOJE

BATE-PONG MULTIPLAYER
CLEBER MARQUES


--ONDE ENCONTRAR A WARPZONE E OS SEUS TRABALHOS ?--
You Tube
Facebook
Twitter
Site

*********************
ÍNDICE  - ÍNDICE ÍNDICE 
**********************

-ARTISTAS INDEPENDENTES-
WARPZONE
UMA PASSAGEM ENTRE ONTEM E HOJE
Reprodução/ Divulgação: Velberan (You Tube)

 Se tem uma coisa que a segunda década do século XXI será marcada é pelo retorno em massa da Geração Retrô. Prova de que nada está suficiente bom ou marcante no século em que vivemos. Na internet, a comunidade que, inicialmente, ajudou a aproximar os apreciadores por jogos agora é cada vez mais separada por categorias de um mesmo gênero: os fanáticos por videogame. Entre a então nova comunidade, que veio ganhando força desde 2007 (isso sem contar os fóruns de jogos de luta que surgiram no fim dos anos 90), percebemos um novo termo "Retrogamer" para denominar os fanáticos por jogos antigos. 

Ainda com o Orkut em atividade, houveram projetos bastante interessantes com o intuito de resgatar as revistas de videogame que tanto nos informaram e nos alegraram antes da internet surgir e se tornar acessível com maior popularidade. Antes de portais, fóruns, redes sociais e até mesmo You Tube, elas foram a nossa grande salvação para sair de um grande obstáculo de um determinado jogo (por vezes, muito difícil) - havia ainda a alternativa (no caso do Mega Drive e do Super Nintendo) dos serviços por telefone que davam dicas, isso alguns anos depois de surgirem as revistas, mas não se tornaram tão populares assim como opção para o grande público (o que não quer dizer que as ligações não congestionassem). 

As famosas revistas de videogame foram relembradas através de projetos realizados por entusiastas. Foi quando surgiram revistas digitais sendo exaustivamente divulgadas nas comunidades "Retrogamer". Entre elas, a aclamada Game Sênior. Um pouco antes do lançamento dessa série de revistas, Marcelo Tavares (fundador da Brasil Game Show) lançou uma versão digital do seu programa Gamenews, marcando aí um território pioneiro. 

Mas, como viver só de lembranças nostálgicas na internet não são o bastante, um imenso projeto acabou sendo anunciado com o intuito de lançar uma revista "Retrogamer" impressa pela editora Europa. O acontecimento ocorreu ainda em 2008, no embalo de Street Fighter IV, depois com muitos adiamentos a revista acabou sendo lançada no período em que o maior astro do pop veio a se tornar uma estrela no céu, ele que também trouxe a cada um de nós o poder da magia de uma época boa ao som de música e revoluções no gênero; uma geração marcada ao som do pop, das tecnologias e dos videogames. Olhando para todo esse cenário, a revista decidiu, de última hora, mudar a capa que celebrava Street Fighter II pela capa dedicada ao jogo Moonwalker, adaptado do filme protagonizado por ele: Michael Jackson. Conectando a grande massa de veteranos que carrega consigo a geração retrô com o termo "Gamer", o nome da revista era nada mais e nada menos do que a Revista Old Gamer! Com um certo problema de ser encontrada nos primeiros números, devido ao curto lote, muitos da comunidade estavam desesperados para ter a sua edição em mãos. A revista foi oficialmente lançada em 27 de Agosto de 2009, se consagrando a primeira revista dedicada a jogos antigos. 

Com a amplitude das redes sociais adotada pelo Facebook, o Orkut foi perdendo força gradativamente no período em que os internautas começaram a ter melhor noção dos recursos da rede até então mais popular internacionalmente. Em meados de 2012, o Facebook já estava ganhando o seu espaço que já viria a ser definitivo até então. Com a facilidade de acesso, apesar de tão complicado quanto o Orkut, era possível ver instantaneamente as atualizações dos seus contatos e comunidades em comum. 

Olhando para todo esse cenário, entram em cena os irmãos Marques. Cleber e Rafael entraram de fininho na comunidade e com o bem sacado grupo Revistas de Videogame, eles conseguiram reunir uma grande massa de adoradores de revistas. Com verdadeira paixão e humildade na forma de tratar a comunidade  como os seus verdadeiros amigos, os autores lançaram a primeira edição impressa de seu projeto no início do ano passado (em meados de maio), em poucos números e preço popular. Com um trabalho extremamente independente, a Warpzone (título que faz uma clara referência aos jogos do Mario) vem crescendo gradativamente - tomando também o You Tube (a principal rede de informação para os "Gamers" atualmente) com um canal que, além de estar intimamente conectado ao conteúdo, constrói uma direta ligação com o conceito "Retrogamer" da revista.

O canal viralizou após a recente entrevista com Stefano Arnhold, presidente da Tec Toy (representante da SEGA no Brasil), revelando como Michael Jackson e a SEGA se uniram para a criação do jogo Moonwalker. Virou notícia rapidamente em sites internacionais. 

Com o reconhecimento adquirido graças ao excelente marketing, a revista ganhou esse mês uma série de livros em 4 volumes. A edição regular, que era distribuída apenas pela internet, deve em breve ganhar a sua versão para as bancas e com o apoio de nomes famosos das revistas de games dos anos 90. E se tornou amplamente divulgada por Youtubers famosos que lidam com jogos antigos.

Além dos 4 livros e das 4 revistas independentes, a Warpzone possui 2 revistas pôster (a primeira edição foi o primeiro projeto lançado para as bancas).

Abaixo, vocês irão conferir uma entrevista realizada exatamente na época de laçamento da primeira revista Warpzone com o editor-chefe, Cleber Marques. 



-BATE-PONG MULTIPLAYER-
 O SIMULADOR DE BATE-PAPO E ENTREVISTAS


CLEBER MARQUES
Especialista em TI, Cleber é consultor da Microsoft. Como um artista independente, é o criador da primeira revista independente impressa sobre jogos antigos no Brasil. 

Regras (Legendas)
MR=Mestre Ryu 
(Quem entrevista)
CM=Cleber Marques
(Entrevistado)

MR
De onde partiu a ideia de criar a revista Warpzone? 

Acho que todo fã de videogames das antigas, que cresceu consumindo revistas de videogame, sempre teve a vontade de escrever a sua própria, não é? E foi disso que nasceu a WarpZone, eu que sempre gostei de fazer fanzines, de quadrinhos principalmente, me peguei um dia pensando em fazer uma revista de videogames. Mas, como sabemos que hoje em dia a Internet está cheia de revistas online e de ótima qualidade não seria possível competir com eles e muito menos ter notoriedade neste cenário tão competitivo, logo eu imaginei que o melhor caminho seria apelar para a nostalgia e perguntei para eu mesmo: Eu gostaria de consumir uma revista independente impressa? A resposta foi SIM, e então não pensei duas vezes e tirei esse projeto da gaveta. O primeiro passo foi definir um nome, depois um layout e por fim apresentar a ideia e intenção ao meu amigo Rafael, que apesar de ter o mesmo sobrenome que o meu não temos parentesco algum (risos). Na hora ele topou o desafio e hoje formamos a equipe da revista.


MR
Ela é o seu primeiro trabalho com revistas do gênero?

Sim, com algo impresso e vendido em larga escala (larga escala se comparado com um fanzine). Já fiz fanzines antigamente, mas sempre sobre quadrinhos, e já fiz revistas online sobre Tecnologia da Informação (TI) que é com o que eu trabalho. Porém, uma revista sobre videogames é a primeira vez que eu faço, e espero que seja apenas o começo, a receptividade foi muito boa e já vendemos 200 unidades. A segunda edição sai agora em Junho e estamos super animados.


MR
Quais são os seus projetos para o futuro? 

A WarpZone é um projeto cheio de sub-projetos, estamos com muitas frentes para utilizar esta marca, em breve teremos novidades para compartilhar com todos, mas já posso adiantar que a ideia esta ficando cada vez mais legal e teremos apoiadores de peso. Há também o lançamento do
site www.revistasdevideogame.com.br (que atualmente aponta para o grupo no Facebook), este site será um catálogo online para todo colecionador fazer a sua lista de revistas, controlar a sua coleção, e junto com ele mais um projetinho interligado está por vir, em breve, em breve J. Obrigado pela oportunidade.




 ONDE ENCONTRAR A WARPZONE 
E OS SEUS TRABALHOS?

Facebook (Página)
Facebook (Grupo Revistas de Games)
Site 


SOBRE
----ARTISTAS INDEPENDENTES: VALORIZANDO O SEU TALENTO---
WARPZONE
UMA PASSAGEM ENTRE ONTEM E HOJE
Artistas Independentes 2015 ©Santuário do Mestre Ryu

Textos, fotos e edição por: Mestre Ryu
Agradecimentos Especiais: Cleber Marques


Você ama ESCREVER? Você ama DESENHAR ? Você ama FOTOGRAFAR? 
Você ama se FANTASIAR ? Você ama CRIAR? 
Qual é a sua ARTE ?
Envie os seus talentos para: mestreryukanzuki@gmail.com 
receba as nossas instruções e faça parte da corrente ARTISTAS INDEPEDENTES.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...