Em Destaque

domingo, 5 de julho de 2015

[Sessão Crítica Edição Crônicas] Um dia na Expo Geek Beta - Narrativa em Tempo Real (21/06/2015)




*********************
ÍNDICE  - ÍNDICE ÍNDICE 
**********************
--NESTA POSTAGEM--

SESSÃO CRÍTICA
EXPO GEEK BETA

EXTRAS
MOMENTOS EXCLUÍDOS
INTRODUÇÃO
PESSOAS ESQUECÍVEIS 1
PESSOAS ESQUECÍVEIS 2
E ASSIM ACABOU O DIA  (Encerramento Alternativo)

GALERIA
CARTAZES
+ FOTOS DO EVENTO

FICHA TÉCNICA
CRÉDITOS


--SESSÃO CRÍTICA--

EXPO GEEK BETA

" O MEU DIA NA EXPO GEEK BETA..

FOI UM BOM COMEÇO ! " 

Evento mostrou um progresso levemente mais maduro em comparação às outras convenções 

Há 15 anos que não frequento eventos com tanta frequência. Veio aquele friozinho na barriga, um dia antes do dia do evento, me recordo bem,  na expectativa de encontrar (e conhecer) uma nova geração de frequentadores – muitos que só conhecia pela internet.

Caminhando pela Cidade Nova, senti novamente aquela imensidão do ambiente o qual não 
sentia há muito tempo (talvez, há 4 anos). Nesse caminho, encontrei uma figura do meu 
cotidiano e que só comprimento nos esbarrões rotineiros da vida – é incrível como ocorre as coincidências.
Já estou próximo ao Centro de Convenções SulAmérica - espero alguns carros passarem enquanto os guardas por estão ali. Vejo então uma moça, com os seus atributos de cultura pop, saindo do carro de um acompanhante, com uma sacola. Aháá! Então, olhando pra qual local ela seguia, não precisava perguntar aos guardas, segui com a minha sacola de 1 kg de alimento também. Já pela entrada da Expo Geek Beta, vem em meu encontro o meu parceiro que combinei forças para esta missão: Gigante Guerreiro Daileon estava lá, - “Sabia que eu ia chegar antes” ele disse.

Ficamos ainda na dúvida por onde entrar dentro prédio. Havia muita gente e a fila estava aparentemente sem orientação. Era preciso perguntar  “onde era a fila pra comprar ingresso” e “onde era a fila para quem comprou antecipado”.  Encontramos a fila e entramos.

12:34 - Ainda no imenso pátio, encontramos o Jack Sparrow (“Capitão!”, como ele diria). Vinícius Vargas – que sonha um dia atuar no teatro – caracterizou muito bem o personagem do 
cinema. Ele praticamente atuava o tempo todo durante o evento. Quanto talento e quanta 
coragem. E acima de tudo, um camarada bastante atencioso e bem humorado.

12:48 - Já no prédio e ainda no térreo, prestes a entrar para dentro do salão, eu praticamente dei o freio da caminhada, de imediato quando então nem acreditei. Capturamos a nossa segunda cosplayer que era nada mais e nada menos do que Babydoll do filme Sucker Punch - uma das minhas personagens favoritas. A caracterização da Priscila Gonçalves estava perfeita. Aproveitei e fiz uma rápida gravação com a sua apresentação. Ela é tímida com uma voz bem meiga.  










13:26 - Entrando no salão, Gigante Daileon sugeriu uma segunda foto a sua altura. E então capturamos o Batman e o Homem de Ferro. Grandioso conselheiro. Em meio a uma multidão que estava cada vez mais crescente, encontro um cabelo grande característico, acompanhado da família. Viro pro Gigante Daileon: -"Espera! Eduardo Miranda?" meu sorriso abre enorme e o "Pai dos Animês" do Brasil me recebe com extrema cortesia, muito sorridente e bem humorado.  O Gigante Guerreiro se preparava para o disparo, em uma intensa luta. "- Ele não é muito rápido, né?" dizia o Edu e eu comecei a rir. A luz atrapalhou um bocado, mas não havia como impedir o momento grandioso ao lado desse mito. O cara que trouxe Cavaleiros para a Rede Manchete. Terceira captura do dia, segunda do Gigante Daileon.

Ao lado do grande Ricardo Schnetzer (Anime Wings 2015)
Logo no mesmo momento, reencontro o Ricardo Schnetzer, a voz do Al Pacino, simpaticíssimo, de bom coração e cristão. Pena que eu não pude chamar a atenção dele, que estava falando com alguém conhecido em comum no evento, ele não deve ter percebido.  

Subimos para o segundo andar, e lá estavam rolando algumas exposições e mais a frente uma porta com um mutirão de jovens gritando frente a ela. Não deu pra reconhecer o que era, se era algum "You Tuber prestes a sair dali ou se era uma sala reservada para tirar fotos e pegar autógrafos. Percebi aí o ponto fraco de um evento daquela magnitude, ainda que beta: a falta de sinalizadores.
video

Depois de uma rápida turnê, voltamos para o palco principal e lá estavam Ricardo e Marcio Simões - pela primeira vez eu encontro a voz do Gênio da lâmpada (do clássico Disney dos anos 90, Aladdin).

As atrações estavam sendo apresentadas por Amanda e Larissa. Respectivamente, as duas estavam caracterizadas nas protagonistas do filme Frozen, as irmãs Elsa e Anna respectivamente. A caracterização estava perfeita - realmente impressionante a fidelidade física e de trajes. O Gigante Daileon então comparou fisicamente a Elsa com uma amiga que temos em comum (ela, inclusive, era exemplo de beleza por onde passava). E se for perceber, a Amanda é mesmo bem fotogênica nos ensaios.

Voltando ao segundo andar às 12:38 - capturamos mais 3 cosplayers, mais a frente, e reencontrei 2 amigos veteranos - Renata "Usagi" e Thiago caracterizados como cosplayers. Muito feliz em saber que estão na ativa. Depois, disse ao Thiago Lee que eu gostaria de gravar um vídeo com eles, o que acabou não acontecendo devido o desencontro. Pela rota, encontramos o casal Coringa (Guilherme Ramôa Chaves) e Arlequina (Botan Leonhart) meio apressados. Já havíamos nos encontrado em um fatídico no Nova América (que acabou não virando postagem por aqui).








13:07 - Depois de conferir uma sala onde estavam em exposição a história dos mangás, conhecemos então a sala de jogos. Lá estavam o novo Super Smash Bros com o Ryu (o primeiro lutador do Street Fighter a participar), e alguma versão do Street Fighter IV entre os jogos.








13: 13 - Caminhando pela primeira comoda do primeiro andar, capturamos esse guerreiro do Assassin's Creed. E mais ou menos nesse momento após a foto, alguém bate nas minhas costas, olho pra trás: "E aí! É o Bruno Ferreira" o louco, alguém me reconheceu naquele tumulto. Acho que foi a primeira vez que nos vimos. Fico feliz de ter sido reconhecido. 











Ao lado da Viúva Negra (Karine Forster) 
13:22 - Caminhando mais a frente, encontro uma Vingadora, é ela: a Viúva Negra. Pela primeira vez, encontro pessoalmente a Karina Forster - uma das Stardust Girls, grupo que a minha querida atriz Mônia Zimmerman participa. 














13:21- Mais ou menos nesse mesmo lugar, há alguns momentos antes, encontro a Robbie Gonçalves caracterizada como Saori Atena, outra das Stardusts, ao lado de Hades (ainda não detectei o interprete).













Eu e Gigante Daileon começamos a fazer um balanço do evento. Falam por aí que os eventos perderam a graça e estão repetitivos, e ainda achamos que haviam poucos cosplayers no evento. Por um lado, isso é bom, se mostrou um evento mais maduro pela sua diversidade - havia um público jovem com idades levemente variadas; os pais que levavam os seus filhos e mães que estão lá sem os filhos. Se tratou de uma visão bem diferente de como eram os eventos há uns 15 anos atrás. Quando comecei a frequentar, a maioria esmagadora eram adolescentes da minha idade. Isso começou a variar ultimamente.

Como nem tudo são flores, surgiram polêmicas a respeito do tumulto envolvendo as fãs eufóricas Rafael Lange, o Cellbit. Comentaram por aí, nas redes sociais, que haviam puxado o cabelo do You Tuber em meio ao tumulto.  O salão lotou com a presença do vlogger. Tanto que: "- Quem estava no salão ficou. Quem queria entrar, não podia mais". 

Como eu estava no pátio, pelo pouco que pude ver - em meio a algumas pessoas gravando a sua apresentação no palco, com o seus celulares frente ao retrovisor do prédio, Cellbits, ironicamente, estava respondendo a uma pergunta sobre esse respeito: o assédio. "-Qual a loucura mais insana que uma fã já realizou ?" E ele então soltou uma história a respeito de uma calcinha o qual não me recordo com detalhes.

Na hora do bolo às 14:19 - Então, eu e Daileon rodeamos pelo pátio observando o trabalho exímio dos fotógrafos. Foi em meio a esse tempo que eu finalmente encontrei a Luciana "Yuki-Chan", que estava fazendo aniversário. Foi graças a ela que pude conhecer a existência do evento, através de seu gentil convite. Ela me recepcionou sonoramente, com o meu nome, de uma maneira bem meiga.  "- Chegou bem na hora", ela disse, se referindo ao bolo. Sua voz era bem diferente do que eu imaginava, não era voz de menina (só a aparência física) mas de uma mulher durona e forte. hehe! 

E além do bolo (delicioso e feito por ela mesma), tinha também o brigadeiro (igualmente gostoso). Nos bastidores - o meu parceiro, Gigante Daileon, estava com fome. Então, com o apoio da "Yuki" peguei mais um pedaço de bolo e um segundo brigadeiro. Lá encontrei a Nayana, agora de Kikyou do animê InuYasha. Foi uma tremenda coincidência. Nosso primeiro encontro foi durante a exibição do Último Naruto, mas não consegui gravar o vídeo com ela - compensei nesse, gravando um vídeo de apresentação de seu Cosplay, mas esqueci de filmar os detalhes ("acerta numa coisa..falta na outra").  

Quando ainda eram umas 14:00, o meu conselheiro e fotógrafo Gigante Guerreiro Daileon - que prefere não revelar a sua identidade secreta nas fotos - queria ir embora cedo: -"Umas 15:35 eu meto o pé" ele disse. "-Que isso!" eu fiquei chateado, admito. Depois de algumas choradeiras minhas, o nobre Guerreiro continuou a me acompanhar na jornada por mais algumas horas.

Palestra vai e palestra vem, eis que reencontro o grande Fernando Caruso. Ele esteve no evento que realizei junto aos amigos do Batmania Rio, o Rio Super Cult.  










Algumas horas mais tarde.. (ou minutos após às 15 horas) Houve mais um momento de pausa - para um cachorro quente. Nesse meio tempo encontramos a nossa amiga de cotidiano que não víamos há um tempo desde que ela saiu do nosso ganha-pão diário: Lorena (que coincidentemente curte a nossa página desde os tempos da maratona Reacenda o Seu Cosmo) e conhecemos o seu irmão - ambos de Mario e Luigi respectivamente. E tiramos a última foto com o apoio do Gigante Daileon.

O Guerreiro Daileon parte para os seus afazeres pessoais e eu prossigo faltando apenas 2 horas quase para o final do evento. Arrumei um jeito de caminhar e aguardar pela palestra da Carol Moreira. Na verdade eu estava sem esperanças no começo de encontrá-la (estava sem o panfleto das programações, talvez um outro ponto que faltou na feira). 

Em meio às andanças, reencontrei Marcos Vanzillotta e a sua nova, Gabriella Ponte  - amigos dos Bat-Eventos. Marcos chegou a me dizer sobre o projeto Overlord. O nome não me foi estranho. "-Ele estão produzindo um jogo badass!" dizia o Marcos. Então olhei pro lado, e observei o jogo - um incrível jogo de ação em 2D. Cheguei no stand dos caras e procurei pelo responsável: "-Quem é o programador ?" "-Sou Eu! " respondeu um sábio de barbas largas chamado João Requião. Então tentamos filmar uma entrevista mas com o barulho do evento, não foi possível. Peguei seus contatos e o convidei a participar do nosso projeto chamado Artistas Independentes.

18:14 - Perambulando.. eis que me assusto. Um grupo de mulheres dando palestra no segundo andar..entre elas: Carol MOOREIRAA! Eu achei que havia perdido, mas a minha espera valeu e eu fui lá feliz para assistir a palestra com a participação de Fernando Caruso sobre o braço do sofá, Babi Dewett, a própria Carol, Petra Leão e Beth Kodama. 

Circulando por lá, encontro Gustavo Lima (do Garagem Nerd, evento de amigos do Batmania Rio). Bem comunicativo, me apresentou um livro do Senhor dos Anéis, com toda a trilogia e várias HQs. Nesse meio período, encontro as apresentadoras caminhando pelo segundo andar. Só faltavam elas para serem capturadas. "Os meus últimos Pokemóns". Háá..! Mas aí me lembrei que não tinha ninguém para me ajudar a tirar foto e que eu não podia sair de onde eu estava, por algum motivo. #PoxaVida

Um dos pontos mais surpreendentes da palestra é a de Petra assumindo o seu amor pelo filme Capitão América: O Primeiro Vingador. "-Pra mim, é o melhor filme da Marvel", disse a roteirista. Diante da postura frente ao movimento feminista, Carol lembrou do termo "Feminazi" e o quanto isso afeta e distorce a sua parte positiva. 

Foram debatidos também as vestimentas de roupas (se compararmos o cotidiano com o mágico universo nerd, não é muito diferente) - onde entrou em questão a falta de liberdade causada entre realizar um cosplay de poucas roupas e um cosplay de visual comportado por parte dos julgadores muito conhecido entre nós: o povo xiita. Petra - que é bem conhecida no mundo cosplay ainda lembrou um momento o qual muitos poderiam se identificar quando se procura investir em outros ramos além da sua já conhecida vida artística. Cosplay pra lá e cosplay pra cá, sobrou discurso sobre feminismo até para para a cultuada série Game of Thrones.

Pra fechar o dia com chave de ouro: Uma foto com a Carol Moreira. Só que essa foto não foi muito fácil. Assim que a palestra acabou (percebi uma carinha de tristeza da Carol: "-Ahhh..!"), fui logo na direção por onde ela iria passar, não estava muito cheio. Pedi ao Gustavo me ajudar a tirar a foto, mas ele ficou surpreendentemente nervoso - com medo de errar o disparo - então me disse que não ia fazer porque não sabia, mesmo tentando explicar. Aquela altura, a minha máquina digital estava com a bateria arriada e eu tentei usar o meu celular. Virei rapidamente para uma moça, segurando uma câmera na mão (com aquele receio de: "- e se ela também não aceitar porque tá segurando a câmera?") perguntei a ela se podia me ajudar a tirar a foto. Muito simpática, disse de um jeitinho super meigo: " - Claaroo! " Era uma questão de segundos, pois estava na minha vez de tirar a foto. 


E então veio espiritualmente uma imagem e uma voz do Gigante Daileon: "-Não se esqueça de usar a mesma técnica de não perder o seu lugar na fila em tirar foto com os artistas, assim como eu te ensinei a tirar a sua segunda foto com o Caruso". Fui contornando a fronteira de fãs, e a menina me ajudou a salvar o dia. Muito obrigadoooo! 

Na hora, a Carol virou pra mim, me cumprimentou super gentilmente: "-Tudo bem?" se inclinou rapidamente para receber os dois beijinhos (beijei entre os seus cabelos loiros jogados que iam sobre o rosto). E na hora do disparo, ela descoladamente jogou o seu braço direito sobre o meu ombro, se apoiando em mim e eu nela. Me me senti assim.. nas nuvens, sem saber se eu sorria ou se eu ria, nesse jogo de emoções eu acabei tentando controlar o sorriso para não aparecer demais a gengiva - só que o disparo veio justamente o momento em que eu estava pra ajeitar o sorriso do jeito certinho. E aí, veio a foto.  Realmente não tenho palavras para dizer a minha emoção e de agradecer a moça que me ajudou.

Depois da foto, agradeci a moça que caiu do céu naquele momento. Ajudei o Gustavo a tirar a foto com a Carol, usando a sua câmera digital (com a bateria prestes a arrear).  Eu e a Carol nos dispensamos sem nenhum diálogo da minha parte. Ainda gostaria de entrevistá-la, realizar algum material extra mas estava sem ideias. E ela ficou por um tempo lá. Merecia um abraço, mas a foto valeu por tudo. Espero algum dia batermos uma nova foto.

Ao lado da Petra (hoje é roteirista
da Turma da Mônica Jovem).
O meu dia mágico do evento está quase chegando ao fim. Sinto que todo evento desse porte que eu vou, sempre tem um toque de magia. Reencontrar amigos, rostos conhecidos ou então rir, se divertir ou se apaixonar por alguns segundos.

É sempre um dia mágico, me senti quase como se eu frequentasse os eventos antigamente. Gigante Daileon se sentia velho em andar nesses tipos de eventos, disse que foi por consideração a mim (é o típico cidadão normal que prefere ir a um estádio de futebol e acha que evento cultural de Anime & Mangá é coisa de criança - mesmo curtindo e se considerando "Otaku". Me lembro ainda da palestra com a participação das mulheres, quando então Caruso escondia o seu gosto por quadrinhos.
Dizia que toda vez que recebia uma visita jogava uma camisa em cima de suas coleções. E hoje, esse tipo de cultura tem uma tribo que cada vez mais cresce.

Certamente não devemos mais subestimar nenhum elemento da cultura Geek. Achar que um evento desse porte seja "coisa de criança". Independente do foco que ele tenha, pode surpreender. Afinal, hoje em dia, qualquer um pode se intitular "nerd". Vestir uma camisa de Super-Herói sem gostar dele. Esse não é um preconceito só do meu amigo Daileon, é um mal do cidadão Brasileiro que não entende, na essência, a cultura que consome. De qualquer forma, mesmo ranzinza, o nosso colaborador aprovou o evento: "-Esse sim!"

Com  o evento prestes a terminar. Eu e Gustavo, numa jornada incansável, fomos atrás das apresentadoras de Frozen - subindo e descendo escadas. Até que então, no térreo frente ao palco principal, cai em minha frente o meu amigo e seguidor, direto da Terra da Fantasia, Waki Luanbbessa-Kun, me desafiando para um duelo de Graal. Com aquela dor no coração, tive que recusar, com aquela cara de preocupado porque ainda faltavam alguns disparos pra finalizar o show.

Virados feito baratas tontas, nos demos conta de que as irmãs Frozen ainda estavam no evento, próximas ao palco. Nesse meio tempo, eu via a Petra voltando várias vezes para olhar as stands.
Conforme nos aproximávamos cada vez mais do palco principal, Gustavo encontrou uma loirinha e falou com ela, perguntando o nome.. eu ouvi: "-Gabi" ela acenava, cumprimentou o Gustavo e me cumprimentou também, com um "-Oi!" acenando e dois beijinhos. Reconheci seus óculos e a feição do rosto quando então me dei conta..ESPERA! É AQUELA LOIRINHA DA PALESTRA.

Então, como não pensei nisso antes? Disse ao Gustavo para que ele tirasse as nossas fotos com a câmera dele. E, assim, capturamos a célebre e incrivelmente meiga, Babi Dewett.


No caminho, o Gustavo estava louco para tirar uma foto com a Chiquinha Barbuda. Acompanhei a incrível sugestão.
















Encontramos o "Ghost Face" (Pânico Doidão) causando também.
















Do lado esquerdo, Anna (Larissa Reis);
do lado direito, Elsa
(Amanda Melo).
E pra finalizar a noite, a última foto. "-Já sei, você quer capturar as irmãs Frozen", dizia o Gustavo, mais ou menos assim. Ele estava compartilhando comigo essa busca, com a mesma intensidade. Frente ao palco, estavam lá as meninas aguardando a hora de subir ao palco. Próximo, estava um moço encostado numa parede, que não parecia ser staff  do evento (estava atrás da faixa)  mas ainda assim eu perguntei: "-Como a gente faz pra falar com as irmãs Frozen?", "A gente quer tirar uma foto delas", dizia o Gustavo. "-Ah, então.. espera! " O nosso herói saltou a faixa e falou com as duas.

Elas, que estavam apoiadas ao palco, saíram cada uma devagar em nossa direção. Meu sorriso começou a abrir. Puxa, não tem como descrever o que aquele camarada fez por nós. Assumiu a responsabilidade de "driblar" a segurança para chamar as Frozens para a gente.

Em muitos casos, o fato de você se divertir em um evento depende mais de você. Um evento como a Expo Geek Beta sem uma companhia, provavelmente, não seria tão divertida assim. Hoje em dia, graças às tecnologias rápidas, o maior entretimento das convenções está em tirar fotos e lançá-las nas redes virtuais para compartilhar com milhões de pessoas.

Uma das coisas mais incríveis que a Expo Geek Beta me proporcionou foi o de conhecer artistas que eram desconhecidos para mim ou então que eu só conhecia por alguma referência ou por alguns trabalhos. Conhecê-las pessoalmente me fez amar ainda mais o que elas fazem. Só posso dizer que esse evento, pra mim, se tornou o evento do amor e da volta da diversão frente a uma nova geração.


--EXTRAS--

MOMENTOS EXCLUÍDOS

Momentos do post que eu achei que deveriam ser excluídos justamente para não desacelerar o ritmo informativo e levemente descontraído do texto. 

 Momentos 1: INTRODUÇÃO

Era um dia aparentemente comum, com muitas expectativas boas e uma leve sensação de azar (este terrível KI me perseguia de algum lugar). Acordei pela manhã tranquilamente. Eram quase umas 10 da manhã e eu havia dormindo umas 3 da madrugada de Sábado (tentando aproveitar o que eu havia perdido naquele dia após 6 horas de treinamento e batalha com os Saiyajins).  Dei uma checada no Facebook, havia uma atualização no grupo Expo Geek Beta (É HOJE! ). Agora já devem fazer quase 12:00. Tomei um banho, fiz aquela amparada (levou um tempo) e almocei no lugar do lanche – faço isso toda vez que vou a um evento, pra reforçar. 

Já estou no transporte, outro passou antes de estar neste. O trocador pediu uma moeda, isso 
foi cruel. Sentei numa cadeira em frente, tentei jogar a mochila do Batman com o casaco pesado. Logo me toquei o motivo pelo qual não usava muito o casaco de couro marrom escuro, se “agarrava” em qualquer bolsa, e além de pesar era difícil de guardar - traje de Piccolo

Há 15 anos que não frequento eventos com tanta frequência. Veio aquele friozinho na barriga, um dia antes do dia do evento, me recordo bem,  na expectativa de encontrar (e conhecer) uma nova geração de frequentadores – muitos que só conhecia pela internet.

Estou deitado, coloquei no “player” do celular. Na maior tranquilidade, olho pro lado e tem 
algo me mirando – uma lata de coca-cola vazia com canudo deixado preso na minha cadeira, 
do lado direito, perto da minha cabeça. Criaram uma “armadilha” pra mim. E no balanço, a lata parecia ter vontade própria, não saia dali. Até que, depois de um tempo, ela caiu pelo meu lado e saiu rolando pelo chão fazendo um estrondo de uma granada.  

Na hora de descer, o motorista não parou no ponto certo e ainda abriu as portas no meio da 
rua (outro teria gritado e esperneado, falando um monte de palavrões) – deixei pra lá. Saltei 
um pouco mais a frente, olhando com cara de “vou te matar!” para o motorista .  Na rua, 
anotei a placa e o número do ônibus. "Hum! . Anotado! Vai se ver com a ouvidoria!". 

Momentos 2: PESSOAS ESQUECÍVEIS 1

Já dentro do prédio, passei por uma conhecida dos tempos do Anime Heroes, ela estava acompanhada e sem cosplay - eu e as minhas habilidades de quase sempre reconhecer pessoas sem os trajes. Já se fazem 3 anos que não a via. Mas nem cheguei a me "reapresentar" pois a mesma nem deve mais me lembrar da minha existência* ¹ ²

*¹ Vamos às polêmicas: A pessoa em questão me deletou 2 vezes do Facebook - uma foi por que o pai dela tomou conta e saiu deletando um monte de gente e a segunda foi por motivos desconhecidos (pois eu nem me dei o trabalho de perguntar). É por essas que quando me deletam do Facebook, nem corro mais atrás. Se é que me entendem.  

*² Drama: Eu sempre me lembro das pessoas (a maioria).. elas é que não se lembram de mim. 

Momentos 3: PESSOAS ESQUECÍVEIS 2

Ainda nos meus momentos finais no Centro de Convenções, encontro uma outra conhecida que "me deletou por acidente do Facebook". E nem me dei o trabalho de me reapresentar pra essa também, porque sei que nem deve saber mais quem eu sou. 

Infelizmente, certos relacionamentos nesses eventos vão e vem. Em muitos casos, o fato de você se divertir em um evento depende mais de você. Um evento como a Expo Geek Beta sem uma companhia, provavelmente, não seria tão divertida assim. Hoje em dia, graças às tecnologias rápidas, o entretimento está em tirar fotos e lançá-las para as redes virtuais para compartilhar com milhões de pessoas.  

Momentos 4: E ASSIM ACABOU O DIA 
(Encerramento Alternativo)

O comunicativo e leal Gustavo, saindo do evento, optou por ir no mesmo caminho enquanto bateu um papo dando a sua palavra de que as fotos da câmera seriam enviadas no mesmo dia. Chegando em casa, recebi uma ligação, avisei ao Gustavo no chatt, o Gustavo não enviou as fotos e eu fiquei num certo desespero. Depois ele explicou que não havia enviado porque estava esperando eu sair do telefone.


GALERIA

CARTAZES

+ FOTOS DO EVENTO

Nos Bastidores da Fotografia

 

Aladdin (só faltou o gênio)
 


Kikyou ("Nayana Kelly Brito") de Inu Yasha



O Arqueiro "Arrow"



Dr. Estranho ("Percival Rractionfigures") 



Asuka ("Evangelion") pra geração da Locomotion.



Divos


Misa ("Death Note")


Na Imensidão do Evento...uma "Chobbits"



 Profissão de Risco 
com a  Oficial Caitlyn ("League of Legends")



" Get Over Here! "



Sento Isuzu ("Ge Alves") do animê Amagi Brilliant Park




Eri ("Mariana Brito") do animê Love Live



Família Star Wars

Grupo "Os Norótikos"

Mais uma da Viúva Negra ("Karine Forster")


Outra da Lucy "Yuno Gasai" Yuki-Chan 


Mais fotos na página e no meu perfil do Facebook 


FICHA TÉCNICA

EXPO GEEK BETA


Slogans: " O Evento Que Você Sempre Sonhou "O Mais Novo Evento Multitemático do RJ "; " O Mais Completo e Multitemático Evento Geek do RIO! "
Organizadores:  Jedah Kinneas, Aino Alex e Diego Francisco Fernandes
Duração: 6.000 minutos / 10 horas/ 10:00 às 20:00
Site Oficial  
Facebook: Local - Evento - Página


CRÉDITOS


Textos, Imagens, Vídeos & Edição: Mestre Ryu
Fotógrafos Auxiliares e Guerreiros: Gigante Guerreiro Daileon (Tarde), Gustavo Lima (Noite) & A Menina Muito Generosa que me ajudou a tirar foto com a Carol.
Conselheiro: Gigante Guerreiro Daileon

1 Hit Combo :

Synbios disse...

Ufa, finalmente consegui ler! Melhor post da temporada, você se divertiu de verdade nele pelo seu relato. Que venham os próximos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...