Em Destaque

sábado, 11 de fevereiro de 2017

[Papo-Cabeça] Karin x Kolin: Tem duas loiras na minha vida. O que eu faço?


É com grande confusão que irei anunciar: Estou vivendo um casamento polígamo.

Eu e a Karin tivemos um certo problema de relacionamento durante essa semana. Além do domínio sobre o meu controle favorito ter ficado afetado, problemas de conexão em lutas Rankeadas contra trapaceiros me fizeram perder mais de 10.000 pontos, me fazendo cair de Super Silver (Super Prata) para Silver (Prata). Voltei pra Super Silver em 2 dias e com alguns pontos. Estamos tentando reatar ainda, mas agora tem a Kolin chegando no final de Fevereiro (28). Seria ela uma paixão pós mês de carnaval? Espero que não.

Mas o trabalho vai ser árduo – senti o poder da Kolin no trailer oficial e percebi que vai dar muito, mas muito mais trabalho que Karin (com os seus Tenkos + Orochis quase impossíveis de serem combinados no estado meio agravante do meu joystick).

Karin ou Kolin? É impossível escolher uma só em Street Fighter V. Karin já é a minha queridinha há 18 anos (desde Street Fighter Zero 3, pra ser mais exato) e veio se tornando uma personagem cada vez mais completa no universo de jogos – muito bem aproveitada pela Capcom,  que se comprometeu com a criação de Nakahira e estendeu a sua evolução. Karin, foi de antagonista nos mangás à heroína nos jogos.


Não é tão fácil assim. Posso estar “traindo” a loirinha dos cachinhos dourados por alguns 15 minutos. Me surpreendi ao testemunhar a presença de uma personagem chamada Helen no Modo História de Street Fighter V. Foi a personagem que mais me chamou atenção, pela bela e surpreendente forma de seu design, contando com o belo traje de inverno. Helen possui semelhanças com Karin, quanto a elegância, mas também conta com os seus passos sutis e o olhar sério e misterioso. Pronto, atingiu o ápice da minha atenção.

As gêmeas (Marshall e Cannon) de Jiban e a loira Marilyn de Barão Vermelho.

Helen é mais uma personagem que nasce antagonista. E não vem de hoje a minha atração por guerreiras antagonistas. Vale lembrar os seriados japoneses da TV Manchete e uma rara série animada que era exibida na Locomotion.


Em termos de desenvolvimento geral, com o tempo,  Karin passou a se tornar a minha lutadora favorita do Street Fighter, ultrapassando o meu eterno favorito Ryu – que sempre dominou na categoria masculina. Antes, como a minha favorita entre as lutadoras de jogos de luta femininos, agora a minha favorita dentre todos.
Com o passar da trama, eu tentava descobrir quem seria essa Helen. Foi então que tudo encaixou no fim: Helen é Kolin, assistente de Gill (o chefão de Street Fighter III). Diferente de Karin, sua primeira aparição na série de jogos nem me chamou atenção. Eu simplesmente a vi como uma personagem aleatória (acredito que muitos também) que aparece na introdução da última luta do jogo SF III: 3rd Strike.  O que realmente me surpreendia ali, foi o nível de detalhamento de toda a cena, Gill recebendo Kolin, e os seus seguidores, tudo no mesmo coliseu, enquanto o seu lutador caminha até o local. Uma introdução embasbacante pra um jogo de luta 2D.


Com a brilhante ideia da Capcom em aproveitar os personagens esquecidos em Street Fighter V, valorizando as pontas soltas de Street III, vimos mais dessa assistente, a ponto de se apaixonar. Enfim, por pouco não fiz uma análise de “A Shadow Falls” antes de jogar Street V, apenas avaliando a história, como uma Sessão Crítica. A imagem de Helen (vista logo no inicio do post) seria a primeira foto antes da análise. E provavelmente ela também seria mencionada com destaque. Mas não mais que a Karin, que recebeu a gratidão de se tornar uma das principais da trama.
 
Acho difícil que Kolin ultrapasse a minha preferência universal por Karin Kanzuki (cujo sobrenome já se tornou parte do meu nick atual, para homenagear sua família). Porém, Kolin, felizmente surgiu como lutadora jogável em Street V e era tudo o que eu queria. Num determinado momento, alguém a desafia a mostrar suas habilidades no Modo História Geral e, olhando para o jeito da personagem, ficava a dúvida se era uma lutadora ou uma personagem apenas aleatória com poderes sobrenaturais.
Agora vemos que Kolin, além de belos trajes e unindo elegância com sensualidade levemente discreta, enriquecida pelas curvas, também luta usando habilidades especiais com movimentos do corpo – e até nisso lembra um pouco a Karin (que ganhou poderes de fogo através de seus rekkas com o V-Trigger).  Agora é o Fogo e o Gelo juntas na minha preferência.

Na dúvida, fico com as duas. Pois o que tem se tornado vantagem no cenário competitivo de Street Fighter V é dominar os vários estilos de jogo. Obter mais de um personagem pode não ser uma exigência, mas pode valer bastante a pena para condicionar novas estratégias.

3 Hit Combo :

Synbios disse...

Gelo é meu elemental preferido, nome de artista da Globo, loira bonita, personagem inédita, sem dúvida uma adição interessante, grandes chances de eu comprar a personagem.

Mestre Ryu Kanzuki disse...

Sério, Syn ? Conquistou você também.
OOOOOOOOOHHHHH! *____*

Synbios disse...

Sim. Adoro gelo, tanto por eu gostar de frio(e odiar calor) e pelo elemento gelo ser o que tem as magias de melhor custo benefício no Shining Force, minha série favorita. Ah, e adoro sorvete!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...