Em Destaque

domingo, 17 de junho de 2012

[Santa Maratona! Batman..Ressurge] A Queda do Morcego - Postagem Comemorativa para Colecionadores Parte 1 de 4: Os Personagens, A Saga e o Prelúdio

NESTA POSTAGEM 
SANTA MARATONA! 
BATMAN..RESSURGE
ACOMPANHE ANTES DE ASSISTIR O ÚLTIMO FILME DA TRILOGIA DE CHRISTOPHER NOLAN: 
BATMAN: O CAVALEIRO DAS TREVAS RESSURGE


-

ESPECIAL A QUEDA DO MORCEGO
DAS TREVAS À LUZ
(Mestre Ryu)

ELENCO
APRESENTANDO OS PERSONAGENS
(Mestre Ryu, William Wallace Boner & Multiverso)

ANALISANDO A SAGA
PRELÚDIO: A VINGANÇA DE BANE - O HOMEM QUE VAI DESTRUIR BATMAN
(Bushiman Guy)

-


UMA APRESENTAÇÃO
Ao Pé da Letra Edição Especial Comemorativa
SUPER Postagens para SUPER Heróis: Vol. 2
2007, 2011, 2012 Mestre Ryu

Texto, Adaptações e Edição de Imagens: 
Mestre Ryu 


Análises: 
Mestre Ryu & Bushiman Guy 

-

ESPECIAL A QUEDA DO MORCEGO
DAS TREVAS À LUZ
Por: Mestre Ryu
Num tempo em que o imortal Super Homem morria, Wolverine perdia as garras de Adamantium e o Homem Aranha ganhava poderes cósmicos (Cosmic Spider);
A mídia explodia com uma certa notícia num desses programas do Fantástico:
O Que Aconteceu com os nossos heróis?
Isso também se referia ao novo Batman. Aquele que substituiria um já decadente Bruce Wayne numa cadeira de rodas.

Em uma entrevista com Dennis’O Nell (um dos escritores) uma das razões para escrever A Queda do Morcego foram a popularidade de heróis dispostos a matar como O Exterminador do Futuro e James Bond.
Os produtores passaram a questioná-lo se a preferência dos leitores estaria em um Batman que mata seus oponentes. A subseqüente recepção dos leitores ao personagem Jean Paul Valley como Batman, provou não ser esse caso.

A famosa maxissérie durou cerca de 2 anos para ser concluída (1992-1994) composta de altos e baixos com aproximadamente 86 volumes.
Dividiu-se em uma trilogia, são elas orginalmente:
KnightfallKnightquest (Sub-divididas em The Search e The Cruzade) e KnightEnd.
Cronologicamente a história se passa imediatamente após Um funeral para um Amigo (Parte da saga A Morte do Super Homem).
No Brasil foi dividida em 4 fases. Com o título de A Queda do Morcego (Tradução oficial de Knightfall que traduzindo ao pé da letra seria Queda do Cavaleiro), com as sub-divisões de Knightquest: The Search (A Busca) e The Cruzade (A Cruzada).

----ELENCO----


APRESENTANDO OS PERSONAGENS
Conheça ou reconheça alguns dos diversos personagens que participaram da saga. Principalmente os mais importantes.

Nota: A biografia de alguns personagens foram descritos com o apoio dos materiais encontrados pela equipe Multiverso. Um enorme agradecimento a eles.


BATMAN/ BRUCE WAYNE

Durante 50 anos o herói combateu o crime (se levar em consideração o tempo de criação do personagem até A Queda do Morcego). Mas agora ele está em uma situação inédita, só que não quer acreditar: O grande xerife está perdendo a força.

Com o enfraquecimento da força policial na cidade, sua atuação como Batman terá que se tornar redobrado. Mas, calma aê. Ele um só! Mas quer dar conta de tudo sozinho..bom, não tanto, graças a ajuda de Tim Drake/ Robin.
Pistas falsas, problemas de relacionamento e memórias ruins, vão acontecendo um após o outro, acabando por comprometer cada vez mais a saúde física e mental do herói envolvendo: Fadiga, estress e começo de depressão.
(Pra você ver que Batman esta mal mesmo, depois de todos esses anos lutando contra o crime. Não precisou nem virar alcólatra).

Recusa-se aos pedidos insistentes de seus fiéis amigos, Tim Drake e o mordomo Alfred, para cuidar de seu péssimo estado de saúde - os poucos com quem ele pode contar integralmente vivendo uma vida dupla.

E após o impactante confronto com Bane, mesmo numa cadeira de rodas, ele não desistiu de fazer justiça. Faz uma busca importante ao redor do mundo junto com Alfred, além de também não deixar de lado os seus Bat-Acessórios, usados de uma maneira bem interessante. Dignas de seu neto, James Bond.


Frases Marcantes:
“-...E pro inferno com o sangue”
“-Você foi o maior erro que eu cometi”

ALFRED PENNYWORTH
Alfred segurando a barra

Alfred Thaddeus Crane Pennyworth é o nome completo do mordomo e tutor do milionário Bruce Wayne, mais conhecido como Batman (sua identidade secreta de combatente da justiça). Sua origem veio no gibi Batman número 16 (Abril-Maio de 1943).

-Alguns dizem que ele é chamado como "O Batman do Batman."
William Wallace Bonner sobre Alfred.

Alfred tem sua origem muitas vezes envolta em mistério e pouco se fala de suas atividades antes dele se tornar mordomo da rica e tradicional família Wayne. Em algumas mini-series e edições avulsas dos quadrinhos fala-se de sua distante ligação com a Scotland Yard* onde ele teria trabalhado como um de seus agentes mais discretos.
Sabe-se ainda de um passado como ator competente, tendo essa experiência na dramaturgia se provado útil em diversas ocasiões. Como por exemplo tendo ensinado ao Bruce, ainda jovem, como modificar sua voz para imitar outras pessoas. O que se provou muito útil na criação da personificação do Homem-Morcego (essa caracterização da teatrialidade foi representada no cinema com o filme Batman Begins).

Demonstra também muitas outras habilidades úteis, como conhecimentos médicos básicos, por exemplo. Contudo, fica-se com a impressão que nem Bruce Wayne conhece totalmente esse passado de seu mordomo. Muitas vezes as palavras de Alfred são sugestões quase que subliminares que ajudam o cruzado mascarado na solução de complexos enigmas de crimes. Mesmo assim Alfred muitas vezes faz o papel de ingênuo.
Ocasionalmente seu romance com Leslie Thompkins vem a tona dando-nos um breve relance sobre sua vida pessoal, que fica, na maior parte do tempo, às sombras do morcego.

(*Veja Mais Sobre Alfred na Postagem do filme Batman & Robin)
Alfred é também citado como ex-médico da marinha britânica, daí sua capacidade em ajudar o Cavaleiro das Trevas cuidar dos piores machucados (ainda mais porque o Morcego não pode ir à hospitais para não levantar suspeitas). A sua passagem como médico das forças armadas britânicas também reforçaria a sua ligação com Dr. John Hamish Watson, que assim como Alfred, foi médico e ajuda um famoso detetive, Sherlock Holmes, também seu parceiro de aventuras.

ROBIN/ TIM DRAKE
Tim Drake é o terceiro Robin da Cronologia (desconsidere O Cavaleiro das Trevas).
Teve sua primeira aparição em um flashback em Batman número 436 (1989). Drake era um jovem garoto que acompanhou as aventuras de Batman e Robin desde o assassinato dos Graysons Voadores, crime o qual ele foi testemunha ocular. Tim deduziu as identidades de Bruce e Dick através de suas habilidades instintivas de detetive e passou a acompanhar suas carreiras com uma proximidade cada vez maior.

Por diversas vezes, desejou se tornar “O Maior Detetive do Mundo”, título pertencente ao Cavaleiro das Trevas o qual Tim admitiu que, no futuro, irá superá-lo. Apesar de suas técnicas de combate não serem do mesmo nível de Grayson (embora sejam bem superiores as de Todd, em sua época como Robin) suas habilidades como detetive são seu ponto forte. Batman criou um novo uniforme para Tim, com proteção para as pernas e várias camadas de Kevlar. Após a morte de seu pai pelo Capitão Bumerangue no evento Crise de Identidade (a mando da enlouquecida Jean Loring, ex-mulher do Eléktron) foi adotado por Bruce Wayne. Tim também é membro do grupo conhecido como Os Novos Titãs.

O jovem mascarado divide sua vida escolar como o de fiel companheiro de Batman...
E fica encarregado do treinamento de Jean Paul como o substituto.

Tim e sua amada Ariana

Sem Batman, o jovem prodígio acaba deixando de lado sua identidade de Robin por alguns momentos e tenta viver um pouco mais a vida de Tim Drake. Já que é recusado por Jean Paul como seu parceiro. Mas começa a agir sozinho novamente logo depois. Ganha belas companhias, com Caçadora e Salteadora. Uma curiosidade é que Robin foi inspirado no herói literário: Robin Hood. Tanto na roupa quanto no nome.


A vida cotidiana de Tim Drake mostra que conciliar vida de Super-Herói com vida normal não é fácil.

-A relação entre Batman e Robin-

A linguagem moderna sempre vê determinados comportamentos puritanos como preconceito. Para desmentir isso, veja o que o artista David Mazzucchelli descreveu:

Em 1954, o DR. Frederic Wertham enxergou no relacionamento da dupla uma metáfora cifrada de homossexualismo.


Primeiro, é importante lembrar que os gibis de super-heróis foram inventados para meninos.
Wertham cometeu o erro básico de examinar as revistas por uma ótica adulta - e sem senso de humor.
Eu vejo assim: Quando Bruce era criança, sua vida mimada e idílica foi destroçada. Desde então ele tem tentado juntar os pedaços.


É perfeitamente coerente que seu amigo tenha doze anos, pois Batman ainda é um menino preso num corpo adulto. 


Se há um aviso "proibida a entrada de garotas" na batcaverna/ clubinho é porque garotas são um saco. É isso que torna a mulher-gato perigosa: Ela representa uma maturidade para a qual os meninos não estão prontos. (A série de TV explorou bastante essa dinâmica).


Os super-heróis se dão melhor no mundo deles - um mundo pré-adolescente.
Mesmo sendo uma experiência interessante colocar "realidade" demais no mundo de fantasia do super-herói provavelmente não é uma boa idéia.

Texto retirado do extra adcional A Dupla Dinâmica de Batman Ano Um

SALTEADORA/ STEPHANIE BROWN
Stephanie Brown foi a namorada de Tim Drake. Ela se ofereceu para ocupar o lugar de Robin deixado por Tim quando seu pai descobriu sua identidade secreta (veja em Robin: número 126, Julho de 2004). Stephanie não permaneceu muito tempo no cargo, sendo logo demitida por Batman após desobedecer uma ordem. Enquanto tentava provar seu valor, Brown colocou em prática um plano de contingência feito pelo Batman. A tentativa foi um desastre total.

Ao tentar conseguir o respeito de Batman, Steph causou uma guerra de gangues nas ruas de Gotham. Enquanto tentava ajudar a pôr fim na guerra, Brown foi capturada e torturada pelo chefe do crime Máscara Negra, que queria arrancar informações da menina. Após uma luta (que a enfraqueceu ainda mais) ela escapou das mãos de Máscara Negra, mas faleceu em seguida na clínica da Dra. Leslie Thompkins devido a severos ferimentos. Steph morreu enquanto Batman estava ao seu lado no quarto, tentando fazer com que ela não se culpasse pelo que aconteceu.


Antes de assumir o cargo de Robin, Stephanie era a heroína mascarada conhecida como Salteadora, identidade que voltou a assumir depois de ser demitida por Batman, com a qual permaneceu até a sua suposta "morte".

Dada como morta, a personagem reaparece viva em 2008. Seu corpo na verdade foi trocado por uma vítima de overdose. Tudo teria sido um plano de Batman para que ela não fosse perseguida. Em agosto de 2009 (primeira edição de Batgirl), Cassandra Cain lhe emprestou o uniforme de Batgirl por um tempo para lidar com problemas pessoais.

Em A Queda do Morcego, faz uma participação acompanhando Robin em uma aventura.

- Origem-

 Stephanie é filha de um dos inimigos do Homem-Morcego, o Mestre das Pistas. Ela perdeu toda a sua juventude pelo seu pai sempre estar preso, como aliado da Liga da Justiça Antártica ou praticando seus crimes. Irritada por ele retornar ao crime, Steph desenhou seu próprio uniforme e ajudou a capturar o próprio pai como a Salteadora. Foi durante esta aventura que ela conheceu Tim Drake, o terceiro Robin.  Foi criada por Chuck Dixon (roteiro) e Tom Lyle (desenhos)  e surgiu pela primeira vez num arco de três histórias da revista Detective Comics, do número 647 (Agosto de 1992) ao 649 (Outubro de 1992).
Voltou posteriormente na sua identidade alternativa, Spoiler, em Detective Comics número 648 (Setembro de 1992)


ASA NOTURNA/ DICK GRAYSON
Ele é praticamente o Akuma das histórias do Batman (Surge nas horas imprevistas)

Asa Noturna é um codinome usado por um considerável número de super-heróis da DC Comics, sempre ligado ou ao Batman ou ao Super-Homem. Atualmente, é Dick Grayson quem adota esse codinome.

Richard John "Dick" Grayson foi o primeiro ajudante que Batman teve, e chegou à, anos mais tarde, ser adotado pela identidade secreta do herói, Bruce Wayne. Foi o primeiro dos cinco personagens que já usaram o nome Robin (desconsiderando O Cavaleiro das Trevas) antes de se tornar o Asa Noturna.

O Contrato de Judas - uma das clássicas histórias da DC - trazia a primeira aparição do Asa Noturna

O personagem foi criado por Bob Kane, Bill Finger e Jerry Robinson em 1940, mas a personalidade de Asa Noturna foi desenvolvida por Marv Wolfman e George Perez em 1984 na revista Tales Of Teen Titans número 44 (O Contrato de Judas, por aqui).

JAMES GORDON
James Worthington Jim Gordon, foi o primeiro personagem de apoio a aparecer nas aventuras do Batman. Sua primeira aparição aconteceu na Detective Comics número 27 (Maio de 1939), foi criado por Bill Finger e Bob Kane.

Na maioria de suas encarnações da mitológica história, ele é o comissário de polícia do lar do morcego vigilante: Gotham City.

Ele compartilha com o herói o profundo compromísso de libertar a cidade do crime da escuridão e da currupção.

Na era de ouro e prata, Gordon é um pouco dependente do Batman, como na série de TV dos anos 60.
Nas na maioria das histórias atuais, Gordon é um pouco mais cético quanto ao vigilante de Gotham, mas reconhece a sua necessidade. Sendo assim, os dois possuem respeito mútuo e uma parceria profissional.

Ele foi marido de Barbara Kean Gordon e Sarah Essen Gordon.

Gordon é pai ou pai adotivo, dependendo da continuidade, de Barbara Gordon, a Batgirl original que depois se tornou Oráculo, e James Gordon jr.

É um dos mais importantes mitos da franqüia Batman. Aparecendo na maioria das adaptações do personagem.

SARAH GORDON
Sarah Essen Gordon é uma detetive, parceira de trabalho e mulher de Jim Gordon. É uma moça de pávio curto. Foi criada por Frank Miller e David Mazzuchelli e surgiu pela primeira vez em Batman Ano Um.

Se casou com James Gordon anos depois na história: O Casamento do Comissário Gordon (Batman Anual 3, 1994).
Foi morta pelo Coringa na série Terra de Ninguém (Março-Novembro de 1999).

Frases:
-O Batman muda regularmente! Você pode ter lidado com CINCO deles.

CORINGA
Com a presença de um novo e importante antagonista de Batman na trama, o famoso e respeitado vilão foi reduzido a um coadjuvante engraçado. Ainda louco, mas mais engraçado. Talvez para não ofuscar Bane. Um caso que ocorre da mesma forma com outros demais vilões clássicos. E os que possuem um conceito mais dramático como o Duas Caras, estão secos.

VENTRÍLOQUO


Arnold Wesker era apenas um garoto quando viu sua mãe ser brutalmente assassinada por um mafioso, após o incidente o trauma fez com que Wesker se retraísse por completo e passasse a dedicar-se única e exclusivamente ao seu passatempo predileto: as marionetes. Com o tempo Wesker desenvolveu uma segunda personalidade, um gângster terrível e cruel chamado de Scarface que se manifesta quando ele utiliza o boneco homônimo. Com o boneco em mãos o Ventríloquo passou a cometer seus crimes.

Após a fuga de Arkham, junta-se a um grandalhão conhecido como Amigdala, atrás de Scarface. Mas acaba se suicidando.
Surgiu pela primeira vez na revista Detective Comics número 583 (1988).

Equipe Multiverso comenta sobre o personagem: - Como um cara consegue atirar com um boneco? Tá, tá eu até podia com muito custo engolir isto, mas ver Wesker brigando e apanhando do boneco e ver um monte de bandidos com medo do Scarface, não dá, é patético demais. Como se não bastasse Scarface fala errado feito um retardado.


AMIGDALA/ HELZINGER AARON
Sua origem se deu quando Helzinger Aaron foi fazer uma cirurgia para remover a amígdala, uma massa de nervos no cérebro que controla a fúria. Mas algo na operação não saiu como o planejado e Aaron se tornou extremamente agressivo e furioso. É semelhante ao vilão Bane, enquanto está sob o efeito da droga Veneno. Amígdala fez uma pequena participação no desenho animado da Liga da Justiça, onde é um lutador de um empresário numa casa de apostas com roleta.

Frases:
Me dá vontade de te arrebentar! Quebrar TODOS os seus OSSOS!

CINEMANÍACO

Um doido que gosta de imitar assassinos de filmes. Mas em sua trajetória matou poucas pessoas.
É espancado cruelmente por Bane.

ESPANTALHO
O professor Jonathan Crane era um insano cientista e psiquiatra especializado nos efeitos do medo sobre as pessoas. Vestido como um espantalho ele passou a instalar o terror em Gotham valendo-se de equipamentos e de seu clássico gás do terror que pode provocar todo tipo de alucinação em seus alvos. Ironicamente a única coisa que o professor realmente teme é o vigilante encapazudo, Batman.
Com o caos em Gotham, ele aproveita a situação para criar um grupo de seguidores composto por estudantes através do seu gás alucinógeno. Quem o encara é o novo Batman: Jean Paul

CROCODILO
Crocodilo é um criminoso fícticio que é publicado pela editora americana DC Comics. Ele é um inimigo do Batman. Sua aparência lembra um homem gigante com dentes potiagudos, com garras nos dedos, e com corpo coberto por escamas de crocodilo. Seu nome verdadeiro é Waylon Jones, e ele sempre foi discriminado por ser um mutante com uma doença rara (assim como nas histórias de X-Men). Foi isso que o levou para a vida criminosa. O Crocodilo estreou na TV no desenho animado Batman: A Série Animada, como um homem cinza e forte que usava apenas um short jeans. No desenho As Novas Aventuras de Batman, continuação de  Batman: A Série Animada, o Crocodilo volta, desta vez fazendo mais jus ao nome, numa cor verde-escura e parecendo mais forte. No animado O Batman, o visual do vilão lembra muito o Crocodilo do quadrinho Silêncio, desenhada por Jim Lee.

Em A Queda do Morcego, ele vive nos esgotos. É interessante o confronto entre dois personagens bem incomuns no universo de Batman: Bane vs Corocodilo. Acaba tendo os seus braços quebrados por Bane.

HERA VENENOSA/ POISON IVY
A bela Pamela Isley era uma estudante de botânica que por causa de um acidente (como sempre) ganhou a habilidade de controlar as plantas e de ser imune a qualquer veneno ou toxina. Ela desenvolveu um fanatismo pela defesa da natureza e em prol deste objetivo ela faz qualquer coisa para proteger as plantas dos humanos, os quais ela considera como pragas (e quem pode culpá-la???).
O Batman tem sempre estragado seus planos e ela mantém com ele uma estranha relação de amor e ódio. A sensualidade, os poderes, a motivação e o comportamento dúbio colocam Pamela entre uma das melhores vilãs do homem morcego. Na maxisaga, ela ataca um jantar beneficiente com o seu grupo de Zumbis, dando mais um trabalho para o Batman.



ZSASZ
O psicopata que faz marcas no seu corpo de cada vítima que mata.Faz reféns em uma escola.
É mencionado no filme Batman Begins.

ANARQUIA/ ANARKY
Inspirado no herói V, de V de Vingança, seu nome vem de Anarquia (o sistema político). O personagem surgiu em 1989.

Ele acredita que Batman é o grande culpado pelo surgimento dos grandes vilões de Gotham.


SR. FRIO/ MR. FREEZE
Originalmente Victor Fries deveria figurar apenas como mais um dos vilões cômicos do Batman, mas alguns roteiristas viram potencial nele e o transformaram num grande inimigo. Ele era um cientista especialista em criogenia que ao ver que sua esposa estava morrendo por causa de uma doença incurável, Victor foi tomado pelo desespero e realizou um experimento que para preservar seu corpo, enquanto não se achasse a cura. Pórem um acidente ocorreu durante o processo de congelamento, fazendo com que o corpo de Victor passasse a depender de baixas temperaturas permanentemente. Enlouquecido pelo acidente, pela situação da esposa e pela solidão, Victor passou a cometer crimes sempre na busca de meios para curar Nora, para isso ele utiliza uma armadura que o protege de temperaturas altas e de impactos e vale-se de armas que disparam gases congelantes.
A personalidade dramática e as habilidades perigosas tornam Frio um dos melhores vilões do Morcego.  Em A Queda do Morcego, retorna irreconhecível sem a sua tradicional armadura.
Azrael como Batman e Sr.Frio (Numa Fria)

HARVEY DENT/ DUAS CARAS
O advogado Harvey Dent é um dos piores inimigos do Batman por uma simples razão, ele já foi amigo e aliado do morcego, alguém que o próprio Bruce admirava e que hoje é um monstro. Os confrontos entre os dois são tensos porque no fundo Wayne ainda tem esperança de recuperar seu amigo.
Duas-Caras é uma pessoa que teve todas as suas crenças destruídas e sua personalidade dividida, crendo agora somente no acaso, na probabilidade. Hoje ele vive realizando crimes que tentam mostrar ao mundo o despropósito de tudo e toma suas decisões valendo-se de uma moeda.
Esse conjunto de características e esquisitices faz de Duas-Caras um dos principais vilões do Morcego.
Possui uma participação numa história em flashbacks.Quando Batman foi capturado e “julgado” na carcaça do antigo tribunal em que teve seu rosto desfigurado.



CAÇADORA/ HELENA JANICE BERTINELLI
Caçadora faz uma participação nos episódios extras de A Queda Do Morcego.

Nome Verdadeiro: Helena Janice Bertinelli.
Ocupação: Professora de inglês.
Base de operações: Metrópolis.
Afiliações: Aves de Rapina, Liga da Justiça.
Estado Civil: Solteira.
Primeira aparição: Huntress número 1 (Abril de 1989).

A Caçadora da Era moderna é Helena Janice Bertinelli que foi a última sobrevivente do ataque à família Bertinelli quando, aos oito anos, presenciou a morte de sua familia, pela mão do assassino Omerta, a comando de Mandragora. Após o incidente, foi mandada para a Sicília, para viver com seus primos, os Asaros, uma familia de assassinos. Jurando vingança, seu primo Sal ensinou Helena a lutar e também a usar uma grande variedade de armas. Logo após seu primo e seu tio serem mortos pela máfia, ela foi mandada a Suíça, e jurou terminar com as guerras no submundo, incluindo a máfia.
Com 16 anos, foi à Gotham para participar de uma festa de seu tio materno, Tomaso Panessa (que tinha envolvimento com a máfia), e teve seu primeiro encontro com Batman, entrando na festa e espalhando medo pelos seus detestados parentes. Planejando seguir carreira como uma justiceira, logo entrou em uma faculdade onde estudou a máfia. Quando se formou, voltou à Gotham para se tornar a Caçadora.

Anos depois foi descoberta pelo seu pai verdadeiro, Santo Cassamento (que teve um caso com sua mãe, Maria) e foi ameaçada de ter sua identidade revelada para máfia caso não trabalhasse para ele. Como sua única saída, ela contou ao seu tio Tomaso que ele havia sido responsável pela morte de sua mãe e pediu para que ele matasse Cassamento.
Nos anos seguintes, Batman não a aceitou por considerar seus métodos muito imprevisíveis e violentos. Ao contrário de Batman, Dick Grayson (Asa Noturna) acabou tendo um relacionamento com Helena durante uma missão contra a máfia, o que no final das contas ela confessou que o seduziu para entrar no bat-clube. Hoje, cada um continua sua vida, Asa Noturna ainda gosta dela como amiga. Mais tarde, eles se juntaram de novo com os Renegados, em que Grayson comandava a equipe. Sua passagem pela equipe foi temporária e se passou durante o período em que Arsenal estava se recuperando de tiros que recebeu, em atuação de campo, com a equipe.

Batman reuniu a Caçadora com a Liga da Justiça da América para ficar de olho nela, porém ela foi expulsa por quase cruzar a linha, tentando matar um vilão. Logo após isso um terremoto destruiu Gotham e o governo declarou Gotham como uma Terra de Ninguem. Nessa fase, Helena assumiu o manto de Batgirl descobrindo que eles a temiam mais do que quando era a Caçadora.
Quando Batman retornou, ele a informou que se ela lhe falhasse, teria de desistir do manto de Batgirl. Mais tarde, quando sozinha não pode empedir Duas-Caras e sua gangue quando Batman estava inconsciente, ele a responsabilizou e a fez desistir de ser Batgirl.
OPS!

No final da saga da Terra de Ninguém, Caçadora acabou sendo baleada pelo Coringa tentando impedí-lo de sequestrar e matar crianças recém-nascidas, assim recebeu algum respeito de Batman.
Atualmente, integra as Aves de Rapina, grupo formado por Oráculo. O inicío da sua relação com a equipe ocorreu ao responder a um pedido de ajuda de Bárbara Gordon, para socorrer, Dinah Lance, a Canário Negro, que havia sido seqüestrada por Savage, afim de descobrir a identidade da Batman. Mais tarde se afiliou ao grupo, combatendo o crime com Canário e, com a ajuda da Oráculo, elas deixaram o passado em Gotham para trás, mudando sua base de operações e adicionando um novo membro, Zinda Blake - a Lady Falcão Negro.

EDWARD NIGMA/ CHARADA
Edward Nigma, o Charada, é um criminoso inteligentíssimo, tanto quanto seu arquiinimigo o Batman. Ele tem uma verdadeira obsessão por enigmas e charadas. Tanto é que muitos de seus crimes seriam perfeitos se não fosse o seu vício pelo perigo que o faz sempre deixar alguma espécie de pista.

Multiverso sobre o Charada: - O personagem pode até parecer ridículo à primeira vista, mas nas mãos de um bom escritor ele se revela como um perigoso mestre de jogos mentais e armadilhas mortais, em muitas histórias ele já causou dores de cabeça até para outros heróis superpoderosos do universo DC.

Bane acha que o Charada é um criminoso patético. Seus comparsas acabam dando a ele as drogas Veneno para fortalecê-lo. Isso faz com que ele tenha um bom físico para encarar Batman e castigá-lo mais ainda. Surge no capítulo de hilário título: -Quem enganou o Charada?

ARANHA NEGRA/ BLACK SPIDER 1
Eric Needham era um viciado em drogas que acidentalmente acabou matando seu próprio pai. O arrependimento fez com que ele se tornasse uma espécie de vigilante, matando impiedosamente qualquer suspeito de envolvimento com traficantes. Quando sua esposa e filho foram mortos por traficantes, enlouqueceu e explodiu como um homem-bomba dentro de uma fabrica de drogas. Primeira aparição em Detective Comics número 463 (Setembro de 1976). O personagem abre a primeira fase da maxisaga A Queda do Morcego.
Apesar do Aranha Negra ter uma pequena e eficiente participação na trama, a sua introdução é muito interessante porque as coisas giram em torno de um elemento realista sobre o cotidiano comum, uma sociedade arruinada pelas drogas, de uma maneira acidental, e levando isso como mais um elemento básico para o conceito principal de todas as histórias

Frases:
-Todos nós somos viciados em alguma coisa

DRA. SHONDRA KINSOLVING
A psicóloga com poderes paranormais contribui na cura de Bruce que acaba ficando atraído pela médica, chegando até a pensar em revelar sua vida dupla para a moça.

Antes que o romance pudesse acontecer, Shondra foi raptada por Benedict Asp, seu irmão de criação. Bruce foi atrás, e descobriu que seu nome era na verdade Sandra Asplin, e que foi adotada aos seis anos pela família Asplin. Onde ela era espancada quase todos os dias pelo pai (que era um homem religioso, e bem visto por todos na cidade) por ser negra. Um dia, Sandra e Benedict descobriram que juntos tinham o poder de curar qualquer ferida das pessoas, e de matar também. Só bastava que se concentrassem juntos. Por isso, Benedict a raptou, para que pudesse ter esse poder novamente.
No fim, Bruce, ainda muito ferido pelo combate com Bane, conseguiu livrar a moça, porém, sua mente ficou invariavelmente pertubada, e hoje ela acredita ser uma criança de seis anos. Ela é cuidada por uma enfermeira particular numa mansão perto de Gotham e patriocinada por Bruce.



LADY SHIVA
Lady Shiva é uma oriental que foi criada numa pequena vila sob condições inumanas, ao crescer ela se tornou uma das maiores mestras em artes marciais do planeta, bem como uma assassina fria, arrogante e brutal.
O interessante em Shiva é que ela é uma mulher realmente assustadora, uma ameaça física para qualquer um. Ela é um dos poucos personagens e talvez a única mulher que pode enfrentar Batman, no corpo a corpo, e quem sabe até derrotá-lo. Surge nos capítulos finais, para dar uma forcinha.

MÁSCARA NEGRA
Surge no começo da história. É o criador da sociedade da face-falsa.
Logo, fica descoberto que tudo não passava de uma farsa. Na verdade era um sócia.
O Máscara Negra original estava foragido.

CABEÇA DE METAL/ METALHEAD
O truculento Cabeça de Metal

Surge na história atrás do Máscara Negra para acertar umas contas.

Frases:
-Eu odeio comediantes

VAGALUME/ GARFIELD LYNNS
É um falido especialista em efeitos especiais de filmes que acabou virando assaltante em sua primeira empreitada como vilão nas histórias (foi impedido por Batman e Robin ao tentar assaltar um teatro).
Ele fugiu rapidamente e Batman, ao persegui-lo, observou à distância uma luz de vagalume na escuridão da noite. Pensando ser a luz do cigarro de Lynns, Batman corre até ela e permite que Lynn escape.
Inspirado neste episódio, Lynns torna-se o Vagalume, utilizando vários efeitos de luz e ilusões de ótica em seus crimes. Além de Batman e Robin, ele torna-se inimigo de Rastejante e dos Renegados.
Posteriormente, Vagalume torna-se o mentor de Mariposa Assassina no crime.
Criado por France Herron e Dick Sprang, fez sua primeira aparição em Detective Comics número 184 (junho de 1952).

Um personagem baseado em Vagalume (Firefly, em inglês), chamado Firebug, aparece no jogo Batman, o jogo do filme para NES, lançado em 1989

JEAN PAUL VALLEY JR./ AZRAEL/ BATMAN
O grande herói ou o grande vilão?

Habilidades:
Armadura especial blindada;
Exímio lutador;
Intelecto genial;
Perito em computação


Surge na história após Batman explicar a Robin sobre o sistema criado pela Ordem de São Dumas e da morte do seu pai. É contratado para ser um segurança, após Bruce contactar um confidente seu, Lucius Fox.
Jean Paul era um Batman mais agressivo que o tradicional das HQs mensais. Com Jean Paul, a chapa esquenta! Diz aí Jack Bauer?
Jean Paul veio definitivamente a vestir o manto na história quando Bruce Wayne acreditava que ele poderia ser o seu melhor substituto como Batman. (P.S. Veja se a armadura não é igual ao Bubba Fett de Star Wars?)
Algo de ruim está acontecendo com ele. O jovem de olhos tristes e tímido, se transforma aos poucos em um homem agressivo e violento assumindo o manto de Morcego.
Pra complentar,as suas alucinações ligadas a São Dumas (Segmento religioso a qual seu pai seguia) acabam por torná-lo descontrolado de suas ações. Jean Paul perde o entendimento de sua identidade como Azrael e passa a seguir um novo conceito de Batman.
Às vezes Azrael chega a ser tão bizarro que ficaria ótimo em um filme de Tim Burton

Não tem sequer piedade com os inimigos da cidade. Ele acredita agora, dominado pelo sistema, que a sua violenta e sangrenta cruzada pode ser a única solução para livrar a cidade do crime.
O nome Azrael é uma homenagem ao anjo da morte árabe homônimo.

Seria a Ordem de São Dumas uma indireta ao fanatismo religioso? E num trecho da trama, Bruce revela: São Dumas é uma farsa.

Mestre Ryu sobre Azrael:
Um personagem interessante, mas muito mal conduzido nessa saga. Uma pena! Com Jean Paul assumindo definitivamente o manto de Batman por 2 anos, a história ganha um aspecto mais fraco, tentando forçar o tempo todo o personagem a entrar no mundo do Batman, sem a coragem de modificar totalmente esse universo ao seu favor. Essa mistureba vira quase "um fumo no baseado”, um teste de paciência para o leitor se manter acordado.

O problema não é Jean Paul, mas sim da forma como as histórias eram conduzidas naquele momento. Jean Paul poderia ter sido muito mais com a sua complexa personalidade.


E por esses fatores, o enredo não conseguiu dar o vigor necessário e conflitante entre Jean Paul e Bruce Wayne de uma forma que consiga convencer o público de verdade do carisma de Jean Paul e deixá-lo dividido.
A figura memorável e bem definida do lado anti-herói de Batman em seu universo também contribuíu para essa causa.
Apesar de ser tratado como um coadjuvante chato, Jean Paul se sai mais agradável na sua saga orginal: Batman -A Espada de Azrael. Envolvente e psicologicamente pertubador.
Em Azrael: Shadow Of Bat, Jean Paul também se sai melhor. Mas em A Queda do Morcego, os momentos interessantes são poucos.
Ele era pra ser o “Batman do futuro”, sendo que com uma personalidade mais agressiva. Isso é algo que já se vê em o Cavaleiro das Trevas, com o próprio Batman mais velho no comando.
Os grandes momentos de Jean Paul em A Queda, são justamente os momentos mais próximos do final: Encarando uma dupla de pistoleiros gêmeos e um casal de assassinos.

Frases:
-A cidade mudou! O MUNDO mudou! A época das fantasias passou!
Nós estamos na era..da ARMADURA! Sou o BATMAN!

MATADOURO/ ETKAR ECHISON
O psicopata é um personagem extra em A Queda do Morcego. Acaba sendo uma peça importante para deixar claro a perdição total do personagem Jean Paul. Ele deixa o psicopata morrer caindo de penhasco, diferente do que faria o Batman original (que o salvaria e o deteria, deixando a justiça prevalecer nas mãos das autoridades).

MULHER-GATO/ SELINA KYLIE
A Mulher Gato é uma das personagens mais complicadas do universo do Batman caminhando sempre entre o crime e a justiça, ela é uma ladra que se veste como um gato e usa um chicote como arma. Seu comportamento rebelde e dinâmico aliado ao seu sex-appeal sempre atraiu a atenção nas histórias, fazendo dela uma das figuras mais carismáticas de Gotham. Vale lembrar também que a Mulher Gato foi a inspiradora de diversas personagens do mesmo gênero, que no entanto jamais foram tão bem aceitas quanto a original.
A tensão (ou seria outra palavra?) que existe entre ela e o Morcego sempre foi um bom elemento para momentos dramáticos e cômicos na vida do herói.

Surge na história se envolvendo numa trama complexa. Ela precisa roubar um elemento químico feito acidentalmente por um cientista (um de seus melhores amigos) que pode colocar em risco a vida da natureza.
E se não bastasse, mais pra frente, a Gatinha acaba entrando numa confusão que a leva à Santa Prisca (A terra natal de Bane)

BANE
Bane quer ser o maioral de Gotham City (A maior cidade do globo Terrestre). Mas para isso terá que deter seu maior vigilante.

O marrento Pit-Bull não é só músculos, o vilão é um grande estrategista.
Através de sua memória fotográfica, ele conseguiu descobrir que Batman e Bruce Wayne são a mesma pessoa.
Bane, sem a máscara, discutindo com seus comparsas

Chegou a Gotham City cheio da marra junto com Trogg, Zumbi e Pássaro (Falconista) querendo assumir os negócios dos grandes chefões, após vencer Batman num confronto desleal e histórico.
Fica mais endemoniado ainda quando utiliza uma droga chamada Veneno (Venom no original) para elevar sua massa muscular.

Mestre Ryu:
Bane não merece ser visto apenas pelo seu visual WWFsadomasoquista. Ele é muito mais que visual.
Poderia ser um personagem fortão qualquer que foi lá e venceu Batman numa batalha sem nenhuma explicação. Mas o personagem é muito bem descrito na trama. Ele surge nas horas certas e não é um maluco qualquer, ele conhece o seu adversário e conhece o ambiente. Ele estuda todo esse contexto para derrubar o herói. Mas é claro que o tempo estava propício para ele, Batman estava esgotado, fisicamente e psicológicamente, e Bane surgiu para causar impacto no universo pelo seu diferencial.
Não importa muito se o personagem se tornou um "bucha", ficou "estragado” ou “perdido” nas outras sagas, o que importa é que em A Queda Do Morcego, Bane foi um vilão ideal.


Em raros casos, Bane pode aparentar se reduzir a um Bad-Boy-devorador-de-criancinhas a ponto de não fugir de situações irônicas ou de tentar ser "ridicularizado" em algumas situações criadas pelos autores. Mas tudo faz parte da "brincadeira".


Alguns podem até achar que o seu conceito seja afastado demais do universo de Batman (Super Homem e Crocodilo também não o são? Oras!). Mas Bane é uma notável evolução daqueles clássicos vilões que formulam planos geniais para acabar com o protagonista. Coisa que todos acabam fracassando como sempre no fim.


Bane é um vilão mais pé no chão. Ele se concentra no objetivo e é cauteloso com os fracassos.
ELE NÃO É MAIS UM LOUCO QUE SÓ QUER CAUSAR O CAOS. ELE RACIOCÍNA EM CIMA DO VERDADEIRO ALVO. Não vê Batman como um símbolo, mas sim como um simples HOMEM. Tem a capacidade de usar a força bruta e o jogo psicológico, e ainda por cima possui leais comparsas, de certa forma competentes.


Some isso tudo e voilá: O adversário perfeito para vencer Batman em todos os sentidos num momento conturbado.


Seus criadores construíram um personagem a frente dos tempos de Batman e de todos os outros vilões. Mas toda a sua presença se torna propositalmente ofuscada por Jean Paul, um Batman mais agressivo, ameaçador e ainda mais moderno.

Multiverso:
Sei que tem gente que vai ficar espantada por eu colocar o “terrível” bandido que aleijou o Batman nesta lista (10ª lugar da lista dos 10 piores vilões de Batman), mas eu tenho minhas razões.
Bane é um vilão criado às pressas com uma ligação forçada com o universo do Morcego, que tinha uma motivação das mais vagabundas para desejar destruir o Batman. Era simplesmente o cara que queria provar que era mais forte (Dãaa).


Os roteiristas queriam fazer os leitores da época engolirem que ele era o vilão definitivo do Morcego, pois conseguiu fazer o que nenhum outro tinha feito: destruir o Batman, mas a história foi tão xexelenta que todos os seus efeitos sumiram pouco tempo depois.


Atualmente Bane raramente aparece e quando o faz, não passa de mais um palerma pronto para apanhar, ele nunca venceu o Batman numa luta limpa e nunca mais representou um papel de destaque no universo DC, então de que serve este personagem?


É só um panaca fortão, mostrando o peito peludo e que mais parece um lutador de supercat ou vale tudo. Bane não passa de um brutamontes inútil, aquele tipo de vilão que aparece aos montes, um sujeito com o carisma de uma ostra, que foi criado unicamente para chamar a atenção de leitores que se espantam com visual, tamanho e cara feia.

-As reencarnações de Bane-
Se ele quisesse, matava 1000


Bane é como o Jason Vorthess. Passado o tempo após A Queda do Morcego, Bane retorna para alguns sustos..mas até ele quebrar a coluna do Batman denovo..éé chãooo..!

-Na TV-
Bane Em Batman: A Série Animada

Bane em As Aventuras de Batman & Robin

Bane em O Batman

Esses e outras aparições. É Bane pra casseta!
(Embora nenhum deles supere o original)

Frases:
-Grite meu nome..
-Eu poderia acabar com a sua vida...
mas isso acabaria com a sua AGONIA...e sua VERGONHA! 
Em vez disso, vou simplesmente...
QUEBRAR VOCÊ!
-Pronto... você esta acabado!

----ANALISANDO A SAGA-----

PRELÚDIO
A VINGANÇA DE BANE - O HOMEM QUE VAI DESTRUIR BATMAN
Análise: Bushiman Guy
Revisão:
Mestre Ryu

Bane foi projetado especialmente pro papel antagônico da Queda do Morcego, seria a nêmese do Cavaleiro das Trevas. Não se tratava de um clássico brutamontes, longe disso. Sua inteligência era tão eficiente quanto seu porte físico. Analisou friamente a estrutura de Gotham City, monitorando as várias facções e sindicatos criminais.

Todavia, sua motivação era extremamente primária. Viera só para alquebrar Bruce como um lutador fanfarrão da WWE faz pra se apossar do cinturão do atual campeão sem mais delongas.
Como toda a America latina que se preze na ficção, tinha de consistir num inferno tropical de trabalho e desigualdade. Esquerdistas contra o regime de Santa Prisca (país caribenho regado a caudilhismo) tiveram a iniciativa de tentar o mesmo que seus compatriotas cubanos uma reviravolta fracassada, fazendo com que muitos rebeldes fossem presos. Não tardou muito para o pai de Bane esticar as canelas e sua mulher grávida ir a cárcere sofrer a pena do finado junto de seu filho.

Já na barriga foi sentenciado à prisão perpétua no lugar de seu pai, mas a benevolência de Santa Prisca existia em algum lugar, também ironizada na revista. Se fosse homem, ele sofreria a punição. E não é que se ferrou logo antes mesmo de nascer?

Ainda criança vivia na enfermaria junto de sua mãe que estava recebendo cuidados médicos, ajudado por um dos presos indicados a assistente de um dos cientistas da prisão nomeado de Zumbi. Bane logo na infância explorou todo o complexo conhecendo cada buraco dali, 6 anos foram letais para sua mãe que morreu e com isso Bane não tinha mais a pouca proteção de Zumbi e nem dos cuidados da enfermaria, preso aos demais prisioneiros . No meio dos bandidos perigosos ele vê pela primeira vez Trogg, um assassino temido por ali. E quando ele o defendia de um outro presidiário, Trogg lhe fez cair do andar que estavam e em coma ficou por um mês.

Delirando, viu sua imagem mais velha lhe incentivando não temer o medo e sim ser o próprio. Uma vez de volta a rotina de ir pra cela, seu ódio e auto confiança o tornaram capaz de matar um dos presos que o atormentava parando numa solitária tragada pela maré quando alta.

Sua força de vontade fora o suficiente pra esmagar caranguejos , apedrejar ratazanas e se alimentar dos poucos peixes que passavam pela cela quando a água transbordavam nos 10 anos de castigo.
Voltando ao presídio, virou logo uma lenda viva. Conhecendo então Pássaro, advogado corrupto de Gotham, indiciado à prisão por um de seus ex-parceiros de colarinho branco. Comunicação com aves era o seu dom, não tardou a ensinar Bane a ler. Bane estudava e treinava tão determinado a controlar Gotham que Pássaro de vez em quando dizia estar cada vez mais interessado ao saber que a cidade era monitorada por um morcego: Batman .

Suas fantasias de matar monstros, especialmente morcegos gigantes. Quando cativo na solitária, o deixaram otimista em sair das grades, comandando a maior cidade do mundo descrita por pássaro.
O brucutu popular da cadeia foi logo entubado pros famosos experimentos químicos que volta e meia trazem super vilões, nenhuma cobaia reagiu tão bem aos efeitos quanto Bane.
O experimento consistia em super-anabolizar o cérebro e músculos manipulando a droga pelo cérebro do paciente graças a cabos ligados direto à massa encefálica.

Bane, disposto a ralar peito de seu lar, simula sua morte se atirando do abismo como todos os outros cadáveres. Mata meia dúzia de tubarões pra chegar na praia e arregaça a porrada nos supervisores do sistema penitenciário resgatando seus antigos aliados: Trogg, Zumbi e Pássaro. E viaja para Gotham, com identidades falsas, com uma ajudinha de Pássaro.

Em Gotham, sua chance de encarar o homem morcego se aproximava. Mata uns gangsteres, atraindo o intrépido vigilante noturno. Ficou mais espantado ao ver que, mesmo temido pelos piores bandidos, Batman se recusava a matar alguém. Resolveu ameaçar Batman de que iria gritar pelo seu nome e logo saberia quem era o seu algoz. Isso foi o bastante pro mascarado com super-esteróides presumir um forte esquema de enfraquecimento pro Batman.

>FIM DA PARTE 1<


UMA APRESENTAÇÃO
Ao Pé da Letra Edição Especial Comemorativa
SUPER Postagens para SUPER Heróis: Vol. 2
ESPECIAL A QUEDA DO MORCEGO: PARTE 1 DE 4
2007, 2011, 2012 Mestre Ryu

Texto, Adaptações e Edição de Imagens: 
Mestre Ryu 


Análises: 
Mestre Ryu & Bushiman Guy 


Participações Especiais:
William Wallace Bonner
Multiverso

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...